Ir para o conteúdo.

Início » Jogos » Cidade sob ataque! A polêmica em torno de SimCity continua

Sob ataque dos especialistas!

Na quinta-feira eu escrevi sobre o SimCity, essa incrível promessa de jogo de estratégia que tem se provado uma grande decepção para os compradores que fazem fila na entrada dos servidores da EA. Inclusive, falaremos sobre o assunto no Podcast gravado ontem (aê!). A publisher EA diz estar empenhada em resolver as questões de funcionamento e prometeu mais servidores, o que deveria ter sido pensado desde o início. Enquanto isso, as análises do jogo continuam pipocando. O site americano Polygon decidiu abaixar a nota do game enquanto os problemas não forem sanados. Pela segunda vez.

A análise publicada no domingo (03/05) fala em “vício em engenharia”. Inicialmente, o autor do texto atribuiu nota 9,5 do máximo de dez para a produção que vem atraindo a atenção de tantos de nós que curtiram construir cidades durante horas e depois destruí-las em questão de minutos nas versões anteriores de SimCity – sim, eu sei que você faz parte deste grupo.

Parecia que tudo ia muito bem. O autor vai lá, testa o game num ambiente controlado pela EA com servidores dedicados à mídia internacional, e em seguida dá uma nota fantástica para um jogo que parece fantástico. Eis que a Electronic Arts coloca SimCity na praça e a tragédia acontece, como sabemos. Lentidão, dificuldades de acesso, aplicativos fechando inesperadamente no Windows (ainda não tem versão para OS X da Apple).

 

Primeiro de tudo, é preciso questionar novamente o motivo de a EA não ter se preparado para o lançamento de um título dessa magnitude. Os responsáveis afirmam que a equipe de técnicos fica 24 horas por dia monitorando para resolver os problemas técnicos. Como supracitado, servidores extras entraram em funcionamento nas últimas 48 horas.

Não obstante, decidiram desativar alguns dos recursos que prometiam fazer de SimCity o fenômeno de vendas que é – sem direito a reembolso por ser um produto digital, de acordo com a EA. Muitos gamers têm chiado em especial pela desativação do modo Cheetah, aquele que permite acelerar o jogo para ver as coisas acontecerem mais rapidamente. Permanecem os ritmos normal e lento, mas nada do acelerado. E cá entre nós, tem horas em que realmente só queremos ver como a cidade vai se sair depois de uma decisão importante do grão-prefeito.

Voltando ao site Polygon, eles decidiram na noite de quinta-feira rebaixar novamente a nota do jogo. A segunda atualização se justifica pela “remoção de certos recursos” a fim de melhorar o desempenho dos servidores. Diz o autor que as modificações, como o fim temporário do quadro de jogadores com maior pontuação, deixou o jogo menos legal. Se a performance do jogo melhorou ao se conectar com a nave mãe? Também não.

Resultado: o site do grupo Vox Media decidiu que a nota de SimCity cai para 4,0 até que os problemas de servidor se resolvam.

simcity-bela-cidade

Pelo menos dois apontamentos me ocorrem neste momento sobre a decisão do site especializado em games. Por que eles aceitaram fazer uma análise baseada em “software de pré-lançamento”? Normalmente os veículos de mídia proíbem tratamento diferenciado a seus autores porque normalmente isso quer dizer tratamento melhor, que pode não corresponder à realidade. Eu ainda aguardo que me respondam o tweet abaixo.

 

Outra dúvida que me acomete diz respeito às revisões de nota na análise de SimCity. Por quanto tempo mais será que o site em questão terá condições de reavaliar a nota dos jogos que acompanha para manter seus leitores sempre atualizados? Essa é uma dificuldade que qualquer veículo também enfrenta. Aqui na redação cheguei a perguntar: dá pra mudar a nota de um celular que recebe upgrade do sistema e, devido a isso, fica melhor? São situações diferentes porque um jogo é basicamente software (em termos de análise), enquanto um gadget se baseia na combinação de hardware e software para uma experiência. Se essa experiência melhora, podemos nós, que cobrimos o assunto, estar sempre com os textos mais atualizados?

São dúvidas de quem observa com entusiasmo os novos veículos de mídia digital, caso do notável Verge e mais recentemente do Polygon (ambos da Vox Media), ainda com alguns questionamentos em mente. O que você esperaria de seu site preferido no que tange às análises publicadas? Essa é uma discussão que começa agora.

Por sinal, longe de mim querer apontar dedos para o Polygon. É um site que curto muito e do qual não tenho nada a reclamar.

Vídeo: Review de “SimCity” em 1 minuto

20 Comentários (Deixe o seu!)

  • Estava me perguntando coisa parecida hoje ao tentar analisar câmeras digitais em um site de reviews.

    As notas que eles dão (0 a 100%) são práticas de certa forma, mas uma das câmeras com nota alta tem dois anos de mercado… será que aqueles 85% em 2011 ainda são 85% em 2013 e, assim, superiores a um 80% de 2012?

    O mesmo vale pra todo tipo de análise, de software e hardware. Fica na mão do consumidor ter o bom senso de que aquela é uma nota antiga.

  • Marcoscs
    929c

    eu joguei hoje de manhã e consegui logar sem grande demora, num servidor da Europa.
    A velocidade de cheetah estava habilitada, tanto que a usei.
    Na hora de sair do jogo demorou bastante para sincronizar com o servidor mas acho que sincronizou (acho…)
    A experiência de jogo hoje foi bem mais fluida do que nos dias anteriores, não sei se foi pelo horário que eu joguei mas não tive problemas.
    Mas até agora não tenho certeza se os 140 reais que eu gastei foram bem gastos, vamos ver…

    • Paulo Higa
      460c

      Consegui jogar hoje de manhã sem muitos problemas. Mas só para esclarecer: a velocidade Cheetah (ou Guepardo, na versão traduzida) pode ser “ativada” sim, mas a velocidade será exatamente igual a do Lhama.

      • Marcoscs
        929c

        mas o contador de tempo que fica ao lado do indicador de velocidade acelerava quando eu alterava a velocidade, Higa.

        • Paulo Higa
          460c

          Estranho. Aqui a velocidade do tempo continua a mesma. :-(

  • Edmilson
    283c

    Sou um jogador single player, ficar preso ao multiplayer me fez desistir do SimCity por agora, daqui alguns meses quando estes problemas estiverem solucionados e sair algum crack para me permitir jogar 100% offline eu compro.

    • Marcoscs
      929c

      cara, por enquanto não me vi compelido a utilizar o multi player, tenho conseguido jogar numa boa no single. As carências de uma cidade podem ser supridas por outras dentro de uma mesma região, mas se você quiser pode ser o administrador de todas as cidades da região, e até onde eu sei as regiões são autosuficientes.
      Mas como só comecei a jogar por causa dos problemas do jogo, posso estar enganado.

    • Alexandre Cinci
      40c

      brochei total com o simcity… estava disposto em compra-lo, mas desse jeito nao da mesmo…

  • Américo
    91c

    A coisa pra mim já é triste. Moro em área rural do interior de SC e aqui complica a net… E o jogo que eu joguei todas as versões (um dos poucos, inclusive) não será jogado por mim (acaba de correr uma lágrima pelo meu rosto, huashuas)… Mas fico triste em saber que estão jogando o nome de uma franquia tão boa no lixo assim por puro amadorismo. Triste para uma empresa como a EA, que deveria saber avaliar o potencial e as necessidades de servidores neste caso.

  • Guilherme Tecchio
    1c

    Olha, eu só tive problemas com uma troca de servidor e perdas nos saves, que aliás é a pior coisa que vi nesse jogo, eu entendo os saves na nuvem e tudo mais acho até mais prático, mas me dê a opção de salvar quando quiser…

    E tenho conseguido jogar sempre que entro no jogo, já tenho umas 24 horas de jogo.

    Ah, lembrem que a culpa de toda essa confusão é da EA e não da maxis, não é ela que decide servidores

  • Espero que na hora que chegar a versão pra Mac essa putaria já tenha acabado. Do contrário, esse jogo só virá pra minha prateleira no próximo Black Friday.
    HAHAHAHHAHAHAHHAHAHAHA

    Já perdi todo o tesão de jogar.

    Até pq, e aqui compartilho uma experiência, certa feita comprei o jogo Payday Hast, um jogo FPS. Ok, fui pro multiplayer pra quê?
    Uma enorme de uma merda. A todo momento em que um novo jogador entrava, TODOS AQUELES QUE ESTAVAM JOGANDO travavam em espera ao novo jogador, algo que demorava longos 10 a 35 segs. Pense nisso ocorrendo o tempo todo, jogando cerca de 8 pessoas por ação.

    Quer dizer, por essa experiência desastrosa é que já nem considero comprar aquele que já FOI o jogo que muito alegrou a minha infância.

    EA fodeu o jogo.

  • Vinícius de Jesus
    1c

    A grande cagada deles fica por conta de nos obrigar a jogar multiplayer.. caramba, sempre me diverti muito jogando SimCity, deveriam ter colocado uma OPÇÃO em que o jogador pudesse entrar online e jogar as novidades multiplayer, tbém vou esperar o pirata OFF!!

    • YanGM
      1c

      Esse jogo merece ser pirateado.

  • Alexandre Cinci
    40c

    Estava muito ansioso, agora to frustrado… :(
    Estava disposto a desembolsar por esse game. Ultimamente os preços de jogos de PC estão bem pareados com os de fora..

    EA FDP !@#!@#%$@!#$¨%

  • Ruan Fernando Cardoso
    7c

    Também pensei em comprar, mas depois que vi uns reviews falando que as cidades são muito pequenas, com o problema de login nos servidores, e ainda com bugs do tipo “minha cidade produz muita água mas tem partes que não recebem” resolvi esperar pela versão do Pirate Bay

  • rbicalho
    70c

    Eu tenho evitado jogos da EA justamente por causa do bullshit de DRM e o Origin goela abaixo mesmo no jogo comprado com caixa.

    Eu sou um daqueles gamers antigos que até hoje ressente essas duas compras:
    Origin Systems – http://en.wikipedia.org/wiki/Origin_Systems
    Westwood Studios – http://en.wikipedia.org/wiki/Westwood_Studios

    Prefiro investir no kickstarter do Brian Fargo pra fazer o novo Torment.

  • Ruim pra quem comprou né :/

  • Alexandre Ribeiro
    21c

    Olha, eu costumo comprar meus jogos.

    No máximo, se tenho dúvidas sobre um game específico, baixo pirata e testo, se eu gosto eu compro. Foi o caso de Bordelands, Dishonored e The Witcher 2.

    Mas, dessa vez eu faço questão de não comprar e de baixar e só jogar pirata esse título, só pela exigência absurda de always on DRM deles pra um jogo que é essencialmente single player.

    Se os gamers aceitarem essas exigências cada vez mais absurdas, em breve não teremos mais jogos que seja possível de serem jogados sem uma conexão internet. E assim que os servidores de um jogo forem desligados pra sempre também será o jogo em questão.

    Tem dezenas de jogos que eu faço questão de revisitar de vez em quando, porque me trazem boas lembranças e diversão, apesar do desenho pixelizado e nem sempre com a resolução adequada, mas são games que posso ter investido dezenas de horas ou centenas, e com os quais eu tenho uma ligação sentimental.

    Agora imagine não ter essa opção. Nunca poder revisitar, nunca poder olhar as suas cidades nas quais vc dispendeu inúmeras horas, para deixar impecável…

    Esse bulshit tem que acabar, não podemos aceitar passivamente esse combate à pirataria disfarçado, que no fundo só atinge o cidadão honesto e que paga pelo seu jogo.

  • João Sebastião Bach
    1c

    Comprei e me decepcionei. Não aconselho a comprar. Espaço pequeno, construções gigantescas, dificuldade de atender a demanda por conta do sistema de densidade, falta de zona agrícola, árvores e outros pequenos detalhes.

  • João Sebastião Bach
    1c

    Além de toda essa amarração com o tal de Origin.
    Precisa ser mais rápido o início do jogo, menos burocrático pra chegar na ação.

Deixar comentário:

Leia | Política de Comentários.