Ir para o conteúdo.

Início » Software e Apps » AppGrátis é banido da App Store

Um dos aplicativos mais populares entre os usuários de iPhone, o AppGrátis, foi removido sem cerimônia da App Store no domingo – ironicamente, menos de uma semana após a versão para iPad ter sido aprovada. O motivo divulgado pela Apple foi a violação de regras da loja de aplicativos de iOS.

O AppGrátis, que ajuda a descobrir promoções e aplicativos, quebrou duas cláusulas: a 2.25, que cita a rejeição de aplicativos que promovam ou mostrem outros para compra de maneira similar ou que cause confusão com a loja; e a 5.6, que bane aplicativos que enviem notificações como forma de marketing, propaganda ou promoções de qualquer tipo.

Créditos: The Next Web

Embora a Apple afirme que foram essas as razões, o AllThingsD diz que o buraco é mais embaixo: o AppGrátis difere do modelo de negócios da App Store ao receber dinheiro de desenvolvedores que queiram anunciar seus aplicativos nele, enquanto a loja é, essencialmente, uma meritocracia.

Mas, apesar do banimento, o CEO do AppGrátis, Simon Dawlat, afirmou numa postagem no site que o aplicativo continua funcionando normalmente, ou seja, sugerindo um aplicativo pago gratuitamente a cada 24 horas para quem já o tem baixado. Outra opção é ir atrás de apps semelhantes, como o AppsHawk, que ainda não foram banidos.

6 Comentários (Deixe o seu!)

  • Rogério Souza
    15c

    Esse tipo de comportamento da Apple, em banir um aplicativo que fornece acesso a outras formas de instalação de aplicativos se não pela App Store, não pode ser levado à um processo antitruste?

    • EFG
      291c

      Deveria, mas dúvido que alguém seja doido o suficiente de enfrentar uma multimilionaria como a Apple sem estar muito bem preparada.

      • Marsellus Wallace
        1c

        Cara, a loja é dela e ela tem suas regras. É assim com qualquer coisa.

    • EduardoII ॐ EAL
      1c

      certamente que pode e deveria. mas acho que quem deveria entrar com o processo é o orgão fiscalizador

  • Política do “se você quer, PAGUE.”

  • Gaius Baltar
    16c

    Como diz o esquartejador, vamos por partes:
    1) A Apple é muito fominha em não deixar ninguém ganhar dinheiro se ela não levar uma parte. Foi assim com as editoras de revistas e jornais que faziam assinatura via app e agora com esses serviços.
    2) Realmente esses apps distorcem um pouco os top de mais baixadas da App Store, mas isso não é ruim. Eu gostaria muito que o meu time baixasse o preço dos ingressos e se isso o levasse a ter a melhor média de público é bom para todo mundo, pois pode estimular outros clubes a fazerem o mesmo.
    3) Como disse o colega acima, infelizmente a loja é da Apple e ela faz as regras. Quem não cumpre as regras tem que sair. É como uma loja em um shopping descumprir as regras do estabelecimento. Se a admnistração do shopping quiser pode rescindir o contrato por quebra de regras. Não cabe aqui queixa para entidades reguladoras, pois a Apple não impediu que a app estivesse no Google Play ou no Market Place, e sim na loja da própria Apple.

Deixar comentário:

Leia | Política de Comentários.