Início » Jogos » Acabou a festa: Xbox Live vai identificar e isolar trolls no One

Acabou a festa: Xbox Live vai identificar e isolar trolls no One

Por
1 ano atrás

Tem poucas coisas que irritam mais no mundo do multiplayer do que os trolls, aquelas pessoas que gastam tempo e pagam mensalidade só para atrapalhar o seu jogo. A frustração de querer jogar de boa e ser impedido por trolls é comparável à de encontrar feijão no pote de sorvete. Mas a Microsoft está preparando uma novidade que vai acabar com a festa dessas pessoas na Live no Xbox One.

Atualmente, o sistema permite categorizar outros jogadores com até cinco estrelas e bloquear quem dá trabalho. No One, ele ficará mais inteligente e irá utilizar as informações para separar os jogadores de acordo com sua Reputação.

Ele conseguirá identificar alguém que for bloqueado muitas vezes para filtrar a participação dessa pessoa nas partidas das menos odiadas. Quando mais blocks, mais no limbo do ódio da Live o usuário vai ficar. E, ao mesmo tempo, entre mais pessoas que têm práticas semelhantes, o que pode melhorar a experiência multiplayer para todos.

Ninguém precisa se preocupar com conspirações malignas de rivais na Live já que o sistema vai levar algum tempo para transferir os baderneiros para suas castas. Mike Lavin, gerente de produtos sênior da Microsoft, garantiu que o sistema é inteligente o bastante para evitar que um grupinho de inimigos consiga derrubar uma pessoa apenas pelo prazer de fazer isso – e, dado o comportamento de alguns jogadores em multiplayer, dá para entender a preocupação. Mas só quem for constantemente bloqueado ou denunciado por enviar conteúdo inadequado ou falar da mãe alheia será colocado em outro grupo.

Lugar de troll é nas  masmorras

Nenhum troll vai invadir as masmorras de jogadores gente fina novamente

Além disso, a Reputação dos grupos será medida com base no jogador que tiver a menor pontuação, o que deve forçar todo mundo a manter um score alto. Quem se comportar bem terá seu esforço reconhecido, especialmente pela participação nos programas da Microsoft como o Rewards. Além disso, a Reputação será tão visível quanto o Gamerscore no perfil do jogador, para aumentar ainda mais a pressão para que todo mundo se comporte.

Não é nenhuma garantia, já que ser o melhor dos piores ainda te faz o melhor em alguma coisa e com certeza vai ter disputa de quem é o jogador com a menor Reputação da Live. Mas já dá para sentir um alívio de saber que as chances de suas partidas serem invadidas por trolls vão diminuir.

Com informações:  OXM

  • Carlos Alves

    Prevejo salas da “segunda divisão” lotadas de brasileiros.

  • Samir Urs

    Muito difícil dar em alguma coisa útil.
    As pessoas fazem muito mais esforço pra prejudicar a reputação de alguém do que pra valorizá-la.
    Tem um jogo de tiro (GOW3) onde me acostumei a usar uma arma difícil (hammerburst) e com o tempo pessoas (provavelmente na maioria uns bebês chorões) começaram a me chamar de trapaceiro, me mandar mensagens grosseiras e, claro, dizer que iam me “negativar” (e pior, pedir aos outros pra fazer isso). Já os bons jogadores com quem eu costumo jogar dificilmente vão se dar o trabalho de parar pra me “positivar”; mais difícil ainda se forem bons jogadores que me encontram apenas casualmente. Eu acho patético isso de sair mandando mensagem pros outros pedindo pra me positivarem. Conclusão: vou ter mais “negativadas” do que “positivadas”. Agora imaginem que iam me botar numa sala de verdadeiros trapaceiros por causa disso! Acho muito difícil acreditar nessa tal “inteligência” do sistema pra saber diferenciar reclamações “justas” das “injustas”.

  • diogorg

    Estas coisas conseguem estragar o multiplayer. Tem alguns títulos, não vou citar nomes, que a comunidade é um saco.

    Você se estressa mais do que se diverte. Contudo, infelizmente, é muito difícil de conseguir separar estas pessoas. Muitos malandros ficam reportando pessoas boas. A quantidade de malandro chato é muito maior que dos caras que apenas querem se divertir no jogo.

  • Felipe Issa

    Apesar de eu achar a iniciativa interessante, acredito que isso não vai funcionar. Esta ideia só funcionaria se os jogadores tivessem bom senso, e sabemos que este não é o caso.

    Ao se deparar com um jogador muito bom, a maioria vai dizer que ‘É impossível alguém jogar tão bem assim, ta usando hack’ e reportar o cara. Como isso acontece frequentemente (pelo menos nos jogos que eu jogo), estes jogadores teriam ou que jogar ‘mal’ pra não serem reportados como maus jogadores, ou jogariam muito bem, e por isso seriam ‘punidos’ com um rebaixamento.

    Se fosse automática essa detecção, e não baseada no feedback dos usuários, seria mais interessante essa ferramenta.

    (Sem falar que matar o cara que só ta no jogo pra trollar da uma sensação de vingança muito boa, pra que acabar com isso? haha)

  • Paulo Campos

    Há alguns meses atrás vi que em alguns fóruns gringos, os brasileiros são considerados o pior tipo de jogador. E todo mundo paga por isso.

    Sei lá. Esse negócio de “sistema inteligente” não dá muito certo. Se algum jogador for punido por conta de negativações falsas, ele vai apelar pra quem? e baseado em que? Só espero que não seja usado um filtro exclusivo para jogadores de determinados países, pois apesar de jogar tranquilamente fui surpreendido que algumas denúncias sem nenhuma explicação.

    Tomara que dessa vez o sistema veja que alguns jogadores são negativados injustamente e que punam quem se utiliza dessa prática.

    • Gustav

      Essa é a praga desses jogadores de 13/14 anos que ao invés de jogar sente mais diversão bagunçando o jogo dos outros.

  • Tales Cembraneli Dantas

    Eu acredito que irá funcionar, esta “inteligencia” que eles falaram, deve ser um algorítimo que analiza o comportamento do jogador legitimando o negativo ou não…

Tecnocast

|

Faça seu login no Tecnoblog

Crie a sua conta

Esqueci minha senha