Início » Celular e tablet Review » Samsung Galaxy S4 Mini, o pequeno notável

Samsung Galaxy S4 Mini, o pequeno notável

Custando R$ 1.399, versão compacta do Galaxy S4 tem tela de 4,3 polegadas.
Galaxy S4 Mini traz Snapdragon 400 dual-core de 1,7 GHz e 1,5 GB de RAM.

Por
48 semanas atrás

O mercado de smartphones está cada vez mais cheio de telas gigantes, algumas de 5 polegadas ou mais. Quem procura um aparelho topo de linha, mas com tamanho menor, praticamente não tem opções entre os Androids. E mesmo o iPhone pode sair dessa lista em um futuro não muito distante: veículos tradicionais já afirmam que a Apple está testando telas de 5,7 polegadas.

A solução da Samsung para os smartphones pequenos e decentes é o Galaxy S4 Mini, com tela de 4,3 polegadas. Ele foi anunciado no fim de maio e chegou às lojas brasileiras no início de agosto por 1.399 reais. O hardware é inferior ao do Galaxy S4, mas com 1,5 GB de RAM e processador dual-core de 1,7 GHz, ele promete ser um “smartphone compacto e poderoso” e oferecer “alto desempenho”, nas palavras da Samsung.

Será que a versão compacta do Galaxy S4 é uma boa opção de compra? Usei o Galaxy S4 Mini como smartphone principal nas últimas duas semanas e nos próximos parágrafos você confere as minhas impressões.

Design

samsung-galaxy-s4-mini-frente-alt

Não há muito o que falar sobre o design de um smartphone da Samsung porque, como você deve saber, a sul-coreana adota as mesmas ideias em praticamente todos os aparelhos, dos mais baratos aos mais caros. As principais características da Samsung estão aqui: os cantos arredondados e assimétricos, o botão Home físico, a tampa flexível de policarbonato na traseira e as bordas de plástico que imitam metal.

Visualmente, o Galaxy S4 Mini é como seu nome sugere: uma versão compacta do Galaxy S4. As cores e texturas são idênticas, as curvas são muito parecidas e os sensores, botões e conectores estão localizados nos mesmíssimos lugares. No entanto, não há o LED de notificações do irmão mais caro, então você precisa obrigatoriamente ligar a tela para verificar se há algo novo.

samsung-galaxy-s4-mini-frente-topo

A tampa traseira do Galaxy S4 Mini exibe a inscrição Duos se o modelo for dual SIM, como é o caso do modelo que testei. Ao removê-la, o usuário tem acesso imediato ao slot do SIM card secundário, mas como ele fica obstruído pela bateria, não há como trocar o chip sem desligar o aparelho. Embaixo da bateria, há a entrada do cartão microSD e o SIM card primário, que também é microSIM.

samsung-galaxy-s4-mini-microsim-microsd

As laterais abrigam o botão Power e o controle de volume. Não há botão dedicado para a câmera. Na parte inferior estão localizados a porta microUSB e o microfone; no topo, temos o conector para fones de ouvido de 3,5 mm, o microfone secundário para cancelamento de ruídos e o sensor infravermelho, que pode ser usado pelo aplicativo WatchON para controlar TVs e outros aparelhos eletrônicos, inclusive de outros fabricantes.

samsung-galaxy-s4-mini-conector-fone

E a pegada é ótima: com apenas 61,3 mm de largura e 8,94 mm de espessura, é possível tocar em qualquer ponto da tela com o polegar sem fazer alongamentos. O Galaxy S4 Mini tem praticamente a mesma largura do Motorola RAZR i, que é confortável de segurar, mesmo por quem tem mãos pequenas, e possui apenas três milímetros a mais nas laterais em relação ao iPhone 5. Pesando 107 gramas, ele também não incomoda no bolso.

Tem muito plástico brilhante? Tem. Isso faz o Galaxy S4 Mini parecer “barato” em relação ao Xperia SP, RAZR i ou Nexus 4, que possuem carcaças com partes de metal ou vidro? Faz. É um ponto negativo? Sim. Mas isso não é um impeditivo na hora de escolher um smartphone, pelo menos para mim.

Tela

Como de costume, a Samsung colocou uma tela com painel Super AMOLED no Galaxy S4 Mini, o que na prática significa brilho alto, pretos bastante profundos e cores saturadas, às vezes até demais. O visor tem 4,3 polegadas e resolução de 960×540 pixels, com densidade de 256 pixels por polegada.

Em tempos de telas 1080p em celulares, a resolução do Galaxy S4 Mini não é muito alta, mas é mais que suficiente para não enxergar pixels individuais a uma distância normal e ver textos com fontes bem nítidas. O ângulo de visão também é ótimo, próximo a 180º, bem diferente da tela TFT LCD do Sony Xperia SP, em que há perceptível variação de cores ao inclinar o aparelho.

Com o brilho no máximo, a visualização sob a luz do sol é boa. Uma modificação de software da Samsung permite que o usuário configure uma compensação de brilho de -5 até +5 quando o brilho estiver no modo automático. Assim, quem gosta de telas mais brilhantes pode mantê-la bastante iluminada mesmo em ambientes mais escuros.

Software

samsung-galaxy-s4-mini-s-voice

Considerando que o Android 4.3 até agora só chegou aos dispositivos vendidos no Google Play, dá para dizer que o Galaxy S4 Mini vem com um sistema muito bem atualizado: é o Android 4.2.2, o mesmo do Galaxy S4. Mas isso não importa muito, porque a Samsung colocou sua interface TouchWiz Nature UX 2.0 por cima e poucos detalhes restaram do Android desenvolvido pelo Google.

A tela de bloqueio pode ser desbloqueada deslizando o dedo para qualquer direção e mostra um efeito de luz quando isso acontece. A mensagem que aparece acima do relógio pode ser personalizada, e a parte inferior comporta até cinco atalhos para os aplicativos de sua escolha.

Nas configurações padrão, a tela de bloqueio não suporta widgets: você só pode manter o relógio e a mensagem personalizada. Quando os widgets são ativados, a tela à direita mostrará uma lista de aplicativos favoritos. Também é possível configurá-la para abrir o aplicativo da câmera, como acontece no Android puro.

Uma das maneiras de desbloquear a tela, em vez de deslizar o dedo, é dizer “Olá, Galaxy”. Isso abrirá automaticamente o assistente de voz S Voice, que no Galaxy S4 Mini entende o português brasileiro. Basta dizer “Navegar para Rua Vergueiro, 1353”, “Me acorde amanhã às 9h00”, “Desligue o Wi-Fi”, “Abra o Twitter” ou “Qual é o tempo para amanhã?” e ele responderá. O reconhecimento de voz não é perfeito, mas funciona bem.

Na central de notificações, há uma útil barra de configurações rápidas, que permite ativar e desativar coisas como Wi-Fi, dados móveis e rotação de tela, e um seletor para configurar o brilho da tela. No modelo Duos, botões permitem escolher qual chip será usado para acessar a rede de dados – os dois estão sempre ativos para receber chamadas.

samsung-galaxy-s4-mini-sim1-sim2

O menu de aplicativos tem uma opção para ocultar ícones, escondendo alguns aplicativos que vêm pré-instalados e não podem ser desinstalados facilmente: ChatON, Dropbox (que dá 48 GB grátis por dois anos), Flipboard, Gravador de Voz, Group Play, Manual do usuário, Meus Arquivos, S Memo, S Planner, S Translator, S Voice, Samsung Apps, Samsung Hub, Samsung Link, Story Album, TripAdvisor e WatchON.

samsung-galaxy-s4-mini-home

O Polaris Office, que costuma vir nos aparelhos Galaxy, não aparece no menu de aplicativos porque a Samsung optou por incluir uma versão básica, que apenas lê documentos do Word, Excel e PowerPoint, e não possui capacidades de edição. Também há cinco joguinhos de demonstração que funcionam por alguns minutos, mas eles podem ser desinstalados com dois toques.

Há alguns truques de software herdados do Galaxy S4, como o Smart Stay, que deixa a tela ligada enquanto o usuário estiver olhando para o aparelho, e algumas aplicações para os sensores: se você estiver vendo informações de um contato e aproximar o smartphone do rosto, o Galaxy S4 Mini poderá fazer uma chamada automaticamente, por exemplo.

Mas boa parte foi embora. Os Air Gestures, por exemplo, não estão aqui. No Galaxy S4, eles permitem ativar a tela, rolar a página para baixo e aceitar chamadas apenas fazendo gestos, sem tocar na tela. O Air View, que exibe prévias de pastas aproximando o dedo da tela, também foi removido. E a possibilidade de usar dois aplicativos ao mesmo tempo não existe aqui – mas considerando o pequeno tamanho da tela do Galaxy S4 Mini, provavelmente essa funcionalidade não seria muito útil.

Multimídia

A Samsung manteve o Play Music e Play Filmes do Google, mas adicionou os seus próprios players de áudio e vídeo. Eles não possuem recursos matadores, mas são bons.

O tocador de música da Samsung tem o equalizador SoundAlive, que também pode adicionar efeitos sonoros, como reforço de graves e simulação de sala de concertos; alguns deles funcionam apenas com o fone de ouvido conectado. Há suporte a comandos de voz, o que significa que você pode dizer “Pausar” ou “Aumentar volume” para o celular. Uma aba chamada Salão de Música permite encontrar músicas que o aparelho considerou excitantes, calmas, apaixonadas ou alegres.

O player de vídeo rodou sem problemas arquivos *.avi em XviD e séries em *.mkv com resolução 720p. Ele suporta até mesmo legendas em *.srt, então é pouco provável que alguém precise instalar um aplicativo adicional, como o MX Player, para assistir a algum vídeo. Entre os players de vídeo pré-instalados em smartphones, certamente a Samsung está um passo à frente dos concorrentes.

O som é suficientemente alto e bem definido para tocar funk no ônibus e acordar pessoas no avião. Ah, e ele suporta rádio FM também – funcionalidade que o irmão maior não possui.

Câmera

samsung-galaxy-s4-mini-camera

Para um smartphone de linha média, a câmera do Galaxy S4 Mini é decente. As fotos, com resolução de 8 MP, possuem bom nível de detalhes e poucos ruídos, pelo menos em ambientes onde a iluminação ajuda. Durante a noite, as imagens não são muito agradáveis de se ver: elas saem borradas e sem definição. Mas como as câmeras dos aparelhos dessa faixa de preço não costumam se sair bem nessas situações, isso já era esperado.

Os vídeos são filmados com resolução de até 1920×1080 pixels a 30 frames por segundo e também possuem boa qualidade. É possível pausar a gravação a qualquer momento e tirar fotos enquanto estiver filmando. O aplicativo da câmera não parecia totalmente otimizado: certas vezes, após parar a gravação, o vídeo continuava sendo gravado por até dez segundos, com imagem congelada e áudio sendo captado.

Novamente, algumas funções foram herdadas do Galaxy S4, como a Foto com som, que tira uma foto e capta áudio por alguns segundos, além dos diversos efeitos de imagem (sépia, escala de cinza, solarizar, entre outros). O Story Album, aplicativo da Samsung que gera álbuns de fotos automaticamente, também foi incluído no Galaxy S4 Mini.

samsung-galaxy-s4-mini-camera-aplicativo

Conectividade e acessórios

Na caixa do Galaxy S4 Mini, além do aparelho, a Samsung incluiu o manual de instruções e vários papeis promocionais; um cabo microUSB; um carregador de tomada de 1.000 mA, que leva a bateria de 0% a 100% em cerca de duas horas; um fone de ouvido intra-auricular e pares de borrachinhas extras para pessoas com ouvidos menores ou maiores.

samsung-galaxy-s4-mini-acessorios

O fone de ouvido intra-auricular do Galaxy S4 Mini é o mesmo que acompanha vários outros aparelhos da Samsung e possui qualidade bastante satisfatória. Ele possui um microfone integrado e, além de um botão para atender chamadas (que também serve para pausar e reproduzir a música), tem controle de volume embutido – ainda não entendi por que outros fabricantes não colocam esses botões.

A Samsung prometeu que dois modelos do Galaxy S4 Mini chegariam ao Brasil, com o mesmo preço sugerido de R$ 1.399. O GT-I9192, usado neste review, está sendo vendido nas grandes lojas brasileiras desde o início de agosto com 3G e suporte a dois SIM cards. O GT-I9195 é a versão com 4G apenas um slot para chip. Além da diferença na conectividade, o modelo com 4G possui chip NFC, inexistente no 3G dual SIM – o resto do hardware permanece igual.

Hardware

O Galaxy S4 Mini não diminuiu apenas no tamanho em relação ao Galaxy S4, mas também nos componentes internos.

O processador quad-core de 1,9 GHz saiu para dar lugar a um dual-core de 1,7 GHz; a RAM diminuiu de 2 GB para 1,5 GB; a GPU Adreno 320 foi substituída por uma humilde Adreno 305; o armazenamento interno foi de 16 GB para 8 GB; e a resolução da câmera traseira é de 8 MP, contra 13 MP do irmão mais caro. Com a mudança do SoC, de Snapdragon 600 para Snapdragon 400, o suporte ao novo Wi-Fi 802.11ac também foi embora.

Apesar do hardware mais básico, o Galaxy S4 Mini não decepcionou. As várias animações da interface TouchWiz foram exibidas de maneira bem fluida e o desempenho em jogos (pelo menos em Real Racing 3 e Dead Trigger) foi satisfatório. No entanto, em uma ocasião, durante uma partida de Fruit Ninja, houve engasgos incômodos – após uma olhada no gerenciador de tarefas, percebi que o sistema estava consumindo mais de 1,2 GB de RAM.

Nos benchmarks sintéticos, o Galaxy S4 Mini obteve bons números, mas foi pior que o Xperia SP, provavelmente devido a GPU, que no aparelho da Sony é uma Adreno 320 – uma grande vantagem em relação ao smartphone da Samsung.

Estes são os resultados:

samsung-galaxy-s4-mini-benchmark

Bateria

Como o Galaxy S4 Mini tem pouco armazenamento interno disponível em relação ao meu smartphone principal, um velho Galaxy Nexus, não havia espaço suficiente para sincronizar todas as minhas músicas do Rdio. Então minha rotina mudou um pouco: em vez de ouvir músicas offline, sincronizadas na memória do aparelho, decidi ouvir músicas por streaming, usando a conexão 3G. Mesmo assim, a bateria do Galaxy S4 Mini durou bastante.

Num dia típico, saindo de casa às 9h, ouvindo duas horas de músicas por streaming, lendo emails e feeds durante 30 minutos e deixando as notificações ligadas o dia inteiro, conseguia chegar às 20h sempre com algo entre 25% e 45% de carga restante. A bateria de 1.900 mAh do Galaxy S4 Mini parece ser suficiente para aguentar um dia de uso para a maioria das pessoas.

samsung-galaxy-s4-mini-bateria

O aparelho obteve ótimo desempenho nos nossos testes de bateria, que envolvem execução de arquivos multimídia, navegação na web, ligação telefônica e jogos. A tabela completa e uma descrição detalhada da metodologia do teste podem ser conferidos neste link.

Com uso intenso, o gasto de bateria foi de 46%, ou seja, em três horas, o nível de bateria caiu de 100% para 54%. Com uso moderado, o gasto foi de apenas 30%.

Pontos negativos

  • Design cansado e acabamento abaixo da média;
  • Preço sugerido acima dos concorrentes.

Pontos positivos

  • Bateria com boa autonomia;
  • Desempenho satisfatório;
  • Fones de ouvido de ótima qualidade.

Conclusão

samsung-galaxy-s4-mini-frente

Se você leu tudo e chegou até aqui, percebeu que o Galaxy S4 Mini não tem nenhum grande defeito. E, de fato, ele é um ótimo aparelho. O design está dentro do esperado para um smartphone da Samsung, a tela tem definição aceitável, a câmera está boa para um aparelho intermediário, a bateria dura bastante e o hardware oferece desempenho decente.

Entretanto, com preço sugerido de R$ 1.399, o Galaxy S4 Mini chegou ao Brasil um pouquinho mais caro do que deveria, se considerarmos seu principal concorrente. O Xperia SP foi lançado por R$ 1.229 e as lojas da Claro começaram a vender o aparelho no pré-pago por R$ 1.099, deixando o smartphone da Sony com a melhor relação custo-benefício do mercado brasileiro entre os intermediários.

Como o Xperia SP tem GPU melhor, acabamento superior, tela com maior definição (apesar do problema com o ângulo de visão) e preço mais acessível, se eu estivesse querendo comprar um smartphone intermediário agora, minha escolha seria o smartphone da Sony.

Outra excelente opção é o Nexus 4. Ele não possui 4G como o Xperia SP e o modelo single SIM do Galaxy S4 Mini, mas tem hardware superior, atualizações diretas do Google e baixou muito de preço nas últimas semanas – hoje, pode ser facilmente encontrado por cerca de R$ 1,2 mil. Recentemente, algumas lojas fizeram uma promoção do Nexus 4 por R$ 879. E como o Google diminuiu em 100 dólares o preço do Nexus 4 nos EUA (a versão de 8 GB agora custa US$ 199, enquanto a de 16 GB fica por US$ 249), ele pode ter ainda mais espaço para baixar de preço no Brasil também.

Mas o Galaxy S4 Mini tem o seu público alvo, claro. Se você está querendo um aparelho compacto, com hardware decente e suporte a dois chips, não há opções melhores. Ele possui características bem superiores ao Galaxy Grand Duos, podendo realmente ser chamado de “dual chip premium”, e ocupa o posto de melhor dual SIM do mercado brasileiro entre os grandes fabricantes.

Especificações técnicas

  • Bateria: 1.900 mAh.
  • Câmera: 8 megapixels (traseira) e 1,9 megapixels (frontal).
  • Conectividade: 3G, Wi-Fi, GPS, Bluetooth 4.0, USB 2.0 e infravermelho.
  • Dimensões: 124,6 x 61,3 x 8,94 mm.
  • GPU: Adreno 305.
  • Kit contém: Samsung Galaxy S4 Mini, fone de ouvido (3,5 mm), carregador, cabo USB e manuais de instrução.
  • Memória externa: suporte a cartão microSD de até 64 GB.
  • Memória interna: 8 GB (5 GB disponíveis para o usuário).
  • Memória RAM: 1,5 GB.
  • Peso: 107 gramas (4G single SIM) ou 108 gramas (3G dual SIM).
  • Plataforma: Android 4.2.2 (Jelly Bean).
  • Processador: dual-core Snapdragon 400 de 1,7 GHz.
  • Sensores: acelerômetro, bússola, giroscópio, proximidade.
  • Tela: Super AMOLED de 4,3 polegadas com resolução de 960×540 pixels e proteção Gorilla Glass 2.

Atualizado às 23h34.

Tecnocast

|

Faça seu login no Tecnoblog

Crie a sua conta

Esqueci minha senha