Ir para o conteúdo.

Início » Web e Redes Sociais » Um estudo sobre Bitcoin: a moeda do futuro?

Bitcoin_2

Ao ouvir uma conversa sobre Bitcoins, parece que estão falando sobre uma mistura de mineração no Starcraft com moedas virtuais que você compra pra pagar a fazendinha do Facebook. Mas não se deixe enganar pelo ar de brincadeira e futurismo: a Bitcoin já evoluiu do status de “item nerd” para “unidade de contagem” na Alemanha, onde já é possível pagar pela sua cerveja usando Bitcoins.

Em uma Europa apertada com a crise econômica, houve até quem investisse a grana da herança convertendo-a na nova moeda digital. Felizmente, foi uma ótima sacada. Heidi Leyton, entrevistada pelo Guardian, explica que esses herdeiros, que são conhecidos seus, conseguiram transformar 30 mil dinheiros em 600 mil dinheiros em um período de cerca de 3 anos e meio ao investir em Bitcoins. Nada mal, não?

E pra ajudar o leitor do TB a entender o que é e pra que serve a Bitcoin, vamos tentar destrinchar o assunto em miúdos e sem muitas delongas pra você finalmente entender qual é essa revolução que a moedinha virtual pode trazer.

Dinheiro independente

A grande bandeira da Bitcoin é ser uma moeda que independe de controle governamental e que permite transações “semi-anônimas”. As taxas atreladas à Bitcoin são baixíssimas, no geral associadas a casas de câmbio, mas o seu valor de mercado atual é bem alto – a cotação no site Preev mostra que 1 Bitcoin (abreviado como BTC) equivale a 123 dólares.

A moeda digital teria sido criada por um programador de nome Satoshi Nakamoto, mas a história do seu surgimento lembra muito filmes de ficção científica. Depois de trazer esse bem para o mundo (mesmo que virtual), Satoshi simplesmente desapareceu, se tornando completamente irrastreável na rede – tanto que perguntar se você é Satoshi Nakamoto é uma piada nerd comumente respondida com “não, mas se fosse, também não diria”.

Há quem acredite, no entanto, que Satoshi não seria uma pessoa real, mas sim um pseudônimo usado por um grupo de desenvolvedores para ser a persona criadora da Bitcoin. Há teorias que supõem que Satoshi seja, na verdade, um economista da Finlândia, um especulador financeiro norte-americano, um estudante de Dublin ou até mesmo um pseudônimo criado com o acrônimo de quatro grandes corporações mundiais – Samsung, Toshiba, Nakamichi e Motorola.

Identidade de Satoshi à parte, esse personagem descreve em um artigo científico como seria o funcionamento da Bitcoin, apresentando-a como uma solução para o problema financeiro do mundo moderno, já que se trata de uma moeda que não precisa se apoiar na confiança – de governos, de bancos, da estabilidade política – mas sim em provas criptográficas, e que tem o potencial de se tornar uma moeda global.

Assim, surgia a ideia de uma moeda virtual em que as transações são irreversíveis e é garantida a idoneidade da transferência através de segurança criptográfica. Com um complexo algoritmo matemático, Bitcoins são geradas de forma limitada. É preciso o esforço de máquinas que resolvem complexos problemas e produzem a moeda, em um processo conhecido como mineração, uma alusão ao esforço dedicado das máquinas para obter o dinheiro virtual.

Aparato para minerar Bitcoins; há controvérsias se os gastos em equipamento e energia compensam o valor recebido, mas esse será o assunto da parte 2

Aparato para minerar Bitcoins; há controvérsias se os gastos em equipamento e energia compensam o valor recebido, mas esse será o assunto da parte 2

Com isso, as transações financeiras se tornam basicamente uma troca de bits. Uma quantidade de bits passa de um lado para o outro, com uma autorização criptografada do proprietário, e pronto, você se torna um feliz proprietário de algumas Bitcoins. Rápido, prático, com um processo verificável, já que o número de Bitcoins gerada é limitada e de conhecimento público, e sem precisar se preocupar com estabilidade política ou econômica do país que regula a moeda, já que ele não existe.

Charlie Hall, do site Polygon, fez uma interessante analogia do funcionamento de uma transferência de Bitcoins, que explica bem qual a graça do sistema. O princípio básico é o de que tudo é aberto e todos podem ver todas as Bitcoins, mas apenas os seus proprietários podem acessá-las e fazerem o que quiserem com elas, tornando o sistema altamente verificável. “Imagine as Bitcoins não como uma pilha de coisas físicas, mas como um enorme oceano de código. As chaves privadas [de cada proprietário de Bitcoins] permitem que as pessoas alcancem esse oceano e peguem apenas as moedas que lhes pertencem, e então transfiram as propriedades delas para quem quiserem”, explica.

O problema, destaca Hall, é que esse oceano não regulamentado e pouco rastreável oferece uma oportunidade única para criminosos cibernéticos atuarem, recebendo em Bitcoins e depois fazendo o câmbio em dinheiro do mundo real, sem precisar prestar contas de como, quando ou com quem conseguiram tais valores.

Submundo wébico

Dado o caráter anônimo das transações, a Bitcoin é bastante usada para quem trabalha no âmbito ilegal da internet. Na deep web, os pagamentos para compra de drogas e solicitações ilegais, como de assassinos de aluguel, é sempre feito via Bitcoins. Afinal, nenhum criminoso quer ser pego oferecendo seus serviços na web e a Bitcoin oferece o anonimato para essas transações.

A mídia tem frequentemente associado a Bitcoin com as ilegalidades que acontecem na deep web, como por exemplo o pagamento de compras feitas através do site Silk Road, uma loja virtual que comercializa drogas ilegais. Assim como você não espera fazer pagamentos em uma boca de fumo com um cartão de débito, o Silk Road também não esperaria que você desse a eles o número do seu cartão de crédito, ou fizesse o pagamento de um boleto. A segurança do anonimato que a Bitcoin proporciona não é oferecida atualmente por nenhum outro tipo de pagamento.

Apesar de funcionar à margem do que é socialmente aceito, até mesmo o Silk Road tem seus limites éticos – o site vende drogas, mas se recusa a expor a venda de “qualquer item que tenha o propósito de ferir ou causar fraude, como cartões de crédito roubados, oferta de assassinos de aluguel e armas de destruição em massa”. Não é por ser ilegal que o Silk Road pretende se tornar amoral. Para quem se interessar, a Wired tem uma matéria bem bacana sobre o site, e a Forbes sugere até quem seria o seu principal concorrente, um site chamado Atlantis, que acaba de receber também uma reportagem da INFO.

Good coin, bad coin

Associada a drogas e atividades ilícitas; anônima; sem regulamentação governamental. Tudo isso faz com que a Bitcoin pareça a moeda do caos, mas não é esse o caso. Inteligentemente criada para que pudesse ser verificada publicamente, através do poder de processamento das máquinas envolvidas na mineração, a Bitcoin se preocupa em manter os seus princípios básicos de transação instantânea e independência política.

O valor de um Bitcoin, no entanto, é bastante variável, e a moeda teve picos de valorização nos últimos meses, chamando a atenção de economistas. Hoje em dia, 1 BTC equivale a cerca de 120 dólares, mas em momentos de alta, um Bitcoin já chegou a valer 146 doletas, um salto vertiginoso se comparado aos 13 dólares que valia no começo deste ano. Apesar de toda a teoria interessante, na prática a Bitcoin ainda enfrenta alguns desafios.

Screen Shot 2013-09-14 at 9.00.40 PM

O primeiro deles é que a compra é complicada, feita por poucas empresas e de uma forma que não passa segurança para muita gente. Não é possível fazer pagamentos por cartão de crédito, já que esse é um tipo de transação que pode ser cancelada ou suspensa pela operadora, o que causaria um problema grave dentro do funcionamento da Bitcoin, que não permite “desfazer” operações financeiras – depois de transferido, um punhado de Bitcoins só pode ser estornado, por assim dizer, se o outro lado tiver a bondade de autorizar o retorno do valor.

Outro desafio é aumentar a disseminação da moeda para diversos segmentos, em especial os dentro da legalidade, para tirar o estigma de “moeda corrente da deep web”. Pouco a pouco, mais estabelecimentos e prestadores de serviços passam a aceitar pagamentos em Bitcoins, mas a adoção ainda é vagarosa, em especial pelo caráter “marginal” da moeda, que muita gente acredita ser modinha. Outros apostam em uma bolha, que pode desvalorizar o dinheiro investido sem precisar prestar contas a ninguém.

Enquanto isso, os governos tentam se antecipar ao problema e encontrar meios de regulamentar essa moeda, que fica posando de rebelde das leis de mercado.

Na segunda parte do nosso estudo sobre Bitcoins, vamos abordar o uso prático dessa moeda virtual – inclusive no Brasil há estabelecimentos comerciais que a aceitam. Ela será publicada ainda nesta semana.

Colaboraram: Daniel Fraga, Rafael Cabral, Osias Maia, Thássius Veloso e Giovana Penatti.

54 Comentários (Deixe o seu!)

  • Felipe Orlando B. Souza

    Esperando alguém que ganhe a vida com BitCoins entrar em contato comigo pra acreditar na história.

    • anndreyy
      1c

      Concordo. Lembra histórias do telexfree.

    • viver de bitcoins não digo… mas eu minero bitcoin vendo por dolares na minha conta do paypal e compro bastante Gadgets la fora com isso

    • Gustavo Rodrigues Medeiros tá conseguindo minerar quanto por mês ?

    • Luiz Henrique Bezerra Crivelli atualmente devido aos asics minerar com vga ficou dificil mas ate uns meses atras conseguia fazer uns 40 – 60 dolares por mes com um ATI 6870 hoje em dia não consigo mais que 10 dolares por mes… to pensando em comprar um asic da butterfly labs mas não sei ainda

    • Oi, conheça, curta e compartilhe. O Nina Pig. Moeda Virtual. :D

    • https://www.facebook.com/ninapigapp?fref=ts

    • Mario Kunze

      Gustavo Rodrigues Medeiros MANDA UM LINK DE COMO minerar por favor!

    • Mario Kunze garanto pra você hoje em dia não vale mais apena se pensa em fazer isso com uma VGA , a menos que você pretenda comprar um Asic vai perder tempo. mas se quer tentar mesmo assim

      comece baixando a carteira
      http://bitcoin.org/en/

      instala ela e espera ela "atualizar" ela vai baixar uns 10 GB (ou mais)

      feito isso você tem o endereço da sua carteira algo mais o menos assim:
      16Q5ro2q3ryXF3ZG8DvbimmVA4PoYkN4dC < (esse por exemplo é o endereço da minha carteira)

      ai agora você tem duas opções

      1 minerar sozinho

      2 minerar em grupo

      a menos que você tenha uns 10 computadores cada um com umas 3 ATI muito boa recomendo você minerar em grupo

      você faz isso escolhendo uma pool de mineração

      eu utilizo a https://50btc.com

      mas vc pode escolher uma aqui
      https://en.bitcoin.it/wiki/Comparison_of_mining_pools

      ai é só se cadastrar e baixar o programa de mineração recomendado pela poll que você escolher e configura-lo de acordo e pronto você ja esta minerando

  • Legal e interessante esse assunto! Aguardando pelo restante!

    • Oi, conheça, curta e compartilhe. O Nina Pig. Moeda Virtual. :D https://www.facebook.com/ninapigapp?fref=ts

  • Assunto interessante, quem sabe não muda minha ideia sobre bitcoin ser algo tão passivel, senao mais, de fraude quanto as atuais moedas.

    • Oi, conheça, curta e compartilhe. O Nina Pig. Moeda Virtual. :D https://www.facebook.com/ninapigapp?fref=ts

    • Excelente matéria! Uma pena que fique misturada no mar de artigos rasos e superficiais aqui do site. Parabéns aos redatores!

  • Romeryto Lira
    59c

    Artigo de alta qualidade. Parabéns mesmo Jacqueline Lafloufa !

    • Oi, conheça, curta e compartilhe. O Nina Pig. Moeda Virtual. :D https://www.facebook.com/ninapigapp?fref=ts

  • Sempre quis saber o que era esses Bitcoins, pensava que era alguma moeda de jogo qualquer, obrigado Tecnoblog pelo esclarecimento.

  • Gaba
    1912c

    Muito boa matéria. Não conhecia a BitCoin. Como já foi dito me pareceu muito, ou até mais, passível de fraude do as atuais moedas. Também digo mais, pois pelo que eu entendi, se alguém de algum modo roubar sua chave de criptografia, você perdeu tudo.

    Além disso, ainda existe a questão da “má fé”. Se hoje, existem muitos estelionatários, imagine com este sistema de moedas.

    Com essa matéria, me pareceu bem insegura, mas vamos ver…

  • mariombn
    49c

    Excelente artigo!

  • Matheus Amorim
    1c

    Não.

  • Tales Cembraneli Dantas
    83c

    Boa matéria, ja conhecia um pouco sobre o assunto, mas de ler alguns blogs, nd de muito crédito. Esta moeda tem o potencial de quebrar alguns paradigmas, mas ainda acho cedo para arriscar um palpite sobre “uma moeda global”. Acredito que o anonimato que estraga um pouco a credibilidade, imaginem se todas as transações com BitCoins fossem públicas, ou seja, todo mundo soubesse quantos BitCoins vc tem e cada transação também fosse de total rastreio, muito iriam se perguntar se isso seria seguro, mas se alguem te sequestra-se ou fosse te robar, o que eles iriam querer com isso? o ladrão para pegar seus BitCoins perderia o anonimato, ou seja, seria preso ou procurado, pois a policia saberia exatamente pra quem foi seu dinheiro… mas por enquanto esse mundo é utopia

  • Tales Cembraneli Dantas
    83c

    tinha algum problema no meu post? ele sumiu!!!

  • Rafael Machado de Souza
    728c

    bolha.

  • Matheus Silva Santos
    13c

    balela.

  • trovalds
    684c

    Documento original escrito pelo criador do Bitcoin em pdf: http://bitcoin.org/bitcoin.pdf

  • Dime Costa
    11c

    Pura enganação, uma moeda que se valoriza de 13 pra 143 dólares não merece ser levada a sério. É só um sistema de bolha pra nego fazer especulação.

    • mariombn
      49c

      Ela é instável, mas meu amigo, deve ser levado a sério sim.

    • Oi, conheça, curta e compartilhe. O Nina Pig. Moeda Virtual. :D https://www.facebook.com/ninapigapp?fref=ts

  • Tiago Gabriel
    451c

    Artigo interessante!

  • Quem gerou bitcoins no começo da rede bitcoin saiu ganhando, e muito!

    O nível de dificuldade do bitcoin aumenta exponencial e assustadoramente: http://bitcoin.sipa.be/

    Ou seja: um hardware poderosíssimo que gerava dezenas de bitcoins por dia, amanhã pode ser que ele mal gere alguns centavos de bitcoin.

  • Bitcoin não tem nada a ver com esquema de Ponzi ou pirâmide como Telexfree ou coisa do gênero.Estamos na verdade falando de algo que tem valor de mercado e no qual o fundamento teórico é muito interessante.Pegaram a ideia do peer-to-peer e dos blocos de criptografia e transformaram isso em algo que gera riqueza.Quantos de nós já se perguntou e questionou o real valor da moeda que usamos?Todos.A questão é que o dinheiro segue a lógica do quanto menos,vale mais e de que tem de haver um ente controlador- governo-.O bitcoin é a alternativa a esse processo questionável.Acho que o bitcoin ainda irá evoluir muito.

    • Vagner Alexandre Abreu

      Não sou economista, mas ao que noto, qualquer sistema economico tem um "que" de bolha, de piramide. Afinal, estamos lidando com trocas de algo que as pessoas colocam um valor nele, mas não é possível fazer outro uso do mesmo a não ser isso. Para muitos, o legal é acumular e ver se a moeda ganha um valor maior no futuro. Daí, o ponto do bitcoin é justamente ser bom para quem acumula e consegue vender, e ruim para quem não acumula e não vende. Similar a uma moeda comum, como o Real ou Dólar.

      Qualquer moeda que vire alvo de especulação sempre será uma forma de piramide.

      Acho que o futuro não vai ser mais em moedas, mas sim em alguma forma de troca. Sei lá. Como dito, não sou economista.

    • Bem algumas informações adicionais e como ganhar seus primeiros bitcoins podem ser achadas em http://bitcoinparatodos.3owl.com/ não esta totalmente pronto mas ja traz muita informação…
      quanto a viver de bitcoin tem um experimento sendo feito pode ver em http://www.kickstarter.com/projects/bitcoinlife/life-on-bitcoin-a-documentary-film eles casaram e a lua de mel é somente com bitcoins…

      • Oi, conheça, curta e compartilhe. O Nina Pig. Moeda Virtual. :D https://www.facebook.com/ninapigapp?fref=ts

    • Oi Leandro, oi Vagner,
      Na 2a parte da matéria eu esmiúço mais esse detalhe sobre a relação entre Bitcoin e esquema de Ponzi/pirâmide – um estudo do European Bank encontrou semelhanças entre o modelo de Bitcoin e esses esquemas, mas não conseguiu concluir que a Bitcoin é uma pirâmide, mas também não afirmou que não é.

      Quem se envolve com Bitcoin precisa estar ciente de todos os probleminhas que podem acontecer, como roubos, desvalorização repentina, e até mesmo uma bolha.

      Ainda nessa semana sai a 2a parte da matéria, daí podemos discutir melhor esse ponto! :)

    • Oi, conheça, curta e compartilhe. O Nina Pig. Moeda Virtual. :D https://www.facebook.com/ninapigapp?fref=ts

    • Vagner Alexandre Abreu

      Jacqueline Lafloufa Obrigado. :) Uma questão: já conversou com economistas contra e a favor do Bitcoin?

      Quanto ao "fator pirâmide", eu disse que "qualquer sistema econômico" tem possibilidade disto. Afinal, se eu pego e crio um sistema que apenas um ou outro possa controlar a origem, no final, ele é o topo da pirâmide. No caso do Bitcoin, os mineradores e os negociadores são meio que o topo da pirâmide. No caso de uma economia comum, como as da nossa moeda, o topo da pirâmide são os bancos e o governo, já que o governo regula a impressão da moeda, e o banco controla o crédito (posso estar errado).

      É diferente de uma negociação direta, onde eu por exemplo daria algo meu ou que sei fazer em troca de algo que você tenha ou saiba fazer. Por exemplo, peço para você uma matéria específica, e em troca ofereço um suporte em informática (é o que sei fazer). É o escambo puro.

      Enfim, como dito, não sou economista, só divago. Espero pela segunda parte :D

      • Jaison Carvalho
        10c

        s

    • Vagner Alexandre Abreu o Bitcoin não tem nenhum traço de esquema de pirâmide, e creio que comparar os mineradores com bancos é um pouco descabido pois no Bitcoin qualquer pessoa pode ser um minerador, já no caso dos bancos a entrada de novos concorrentes é regulada pelo estado.
      E é justamente por a concorrência na mineração ser totalmente livre é que a dificuldade de mineração é tão alta atualmente.

      Quanto à no futuro a moeda deixar de existir para dar lugar a "alguma forma de troca", esta é uma das funções da moeda, toda moeda tem 3 funções básicas:
      - Unidade de conta
      - Reserva de valor
      - Meio de troca

  • Marcell Souza

    Simples extrato universal de todas as transações do"monte"

    • Oi, conheça, curta e compartilhe. O Nina Pig. Moeda Virtual. :D https://www.facebook.com/ninapigapp?fref=ts

    • obrigado

    • Eu compro minhas bitcoins em http://www.bitcointoyou.com site brasileiro de uma empresa séria!

  • No Brasil existe o Nina Pig.
    https://www.facebook.com/ninapigapp?fref=ts

    • Vagner Alexandre Abreu

      Dá para pagar SPAM com feijão, SPAM bacon, SPAM, SPAM, SPAM e salsicha com SPAM, SPAM SPAM na taverna do Anão Verde? =B

      (pessoal do Tecnoblog, não resisti a fazer este comentário… )

      • mariombn
        49c

        Bela referencia!

  • Pedro Diniz
    1c

    Eu vi isso mesmo no onion so nao desci mais um layer pq ae fica muito sujeira e não tive toda essa curiosidade! kkkkkkkk mais tem formas de ganhar bitcoins no deepweb respondendo perguntas e de forma ilicita tambem pelo o que li né.

  • Daniel Magerbio

    Tem gente que ganha quase o mesmo do que as pessoas ganham com Bitcoins desenvolvendo personagens em jogos de MMORPG e vendendo eles valorizados com altos níveis de evolução ou então minerando ouro e equipamentos dentro do Warcraft pra vender depois por dinheiro real. Vendo esses paralelos todo esse glamour quanto ao Bitcoin não me diz nada. Sem falar na quantidade de energia elétrica que é gasta pra minerar frações de Bitcoins, não sei se é realmente viável

  • Bitcoin é muito polêmico, mas basicamente ela é defendida mais por ideologia do que por utilidade. A falta de controle, que é sua principal qualidade, é também seu maior defeito, visto que é possível sim, cometer fraudes com bitcoin, como já ocorreu algumas vezes, quando bolsas de valores são hackeadas e pela própria característica da moeda, não tem como investigar.

    Sinceramente, acho uma ideia bem falha, pois a ausência de confiança da mesma impede que ela possa sair do nicho. Além disso, um boom de bitcoins favoreceria justamente quem entrou antes, pois a mineração ficaria mais difícil e o bitcoin poderia chegar ao valor de milhões. Por isso, duvido seriamente que as pessoas que realmente detém dinheiro, queiram isso.

    O artigo está bem produzido? Sem dúvidas, mas acho que faltou colaboração de pessoas que são contra o bitcoin. De qualquer forma, como sempre confiei na imparcialidade do Tecnoblog, esperarei a parte II, antes de tecer maiores críticas.

  • E nesse caso, o bitcoin tem zilhoes de casas decimais. Imaginando um futuro onde ela seja amplamente adotada, imagina quem ficaria bilionário da noite pro dia, através de pura especulação imobiliária.

  • Artigos rasos e superficiais? Tem certeza que você acessou esse site sabendo que o tema é tecnologia? Tava esperando o que? Instituto Mises?

  • PS: Pra quem quer um artigo, que apesar do tom humorístico, mostra bem os defeitos do Bitcoin: http://hbdia.com/dossie-hbd/dossie-hbd-bitcoins-a-moeda-do-futuro-no-presente-e-so-uma-piada-mesmo/

  • Façam uma matéria de como "botar a mão" nesse tal Bitcoin, como conseguir ou ser pago com isso, como se obtêm a propriedade o registro!

  • no começo de dezembro o BTC tava valendo mais de 1 conto

Deixar comentário:

Leia | Política de Comentários.