Ir para o conteúdo.

Início » Lei e ordem » 50 mil são processados por pirataria nos EUA

Quase 50 mil usuários do cliente de downloads BitTorrent estão na mira da justiça norte-americana, acusados de baixarem – olha só – dois filmes protegidos por direitos autorais.

As duas ações estão sendo movidas separadamente pela Voltage Pictures, que fez seus advogados se voltarem contra 25 mil navegantes por supostamente piratearem o chatíssimo ganhador do Oscar Guerra ao Terror, de 2009, e colocarem outras 23 mil contra a parede por baixar o pseudo blockbuster Os Mercenários, de 2010.

Os dois processos foram protocolados em no tribunal federal dos EUA pelo por um tal de Copyrigth Group, junto do escritório de advocacia Dunlap, Grubb & Weaver. O processo relativo ao filme Os Mercenários foi aberto em fevereiro e o Guerra ao Terror, em maio.

“Eles são trolls de direitos autorais”, disse Corynne McSherry, diretora de propriedade intelectual da Electronic Frontier Foundation, ONG conhecida por defender os direitos digitais, à rede CNN. “Eles têm uma abordagem de arrastão de processos judiciais”, completa.

Já um porta-voz do estúdio responsável pelos processos afirmou à rede de notícia que seus advogados “estão fazendo seu trabalho”. “Alguém roubou uma de nossas propriedades intelectuais e estamos tentando recuperá-la”, completa.

O mais impressionante é que para chegar a tais usuários, o estúdio conseguiu fazer com que a justiça local intimasse provedores como Comcast e Time Warner Cable a entregarem dados de usuários que foram pegos fazendo transferência de arquivos. “A Time Warner lutou contra as intimações, e a maioria dos IPs servem de 100 a 150 usuários ao mês” afirmou Eric Menhart à rede de notícias. “Alguns dos intimados terão que viajar milhares de quilômetros até a corte em Washington”, completa.

O estúdio quer que cada um dos supostos piratas paguem uma multa no valor de US$ 2 mil. Como aponta o site Torrent Freak, se “apenas” 10 mil dos réus forem condenados, o estúdio arrecadaria US$ 20 milhões, enquanto Guerra ao Terror faturou apenas US$ 17 milhões nas bilheterias.

9 Comentários (Deixe o seu!)

  • alberson91
    46c

    Se a Microsoft fosse fazer algo semelhante a esse caso só que com o Windows no Brasil, ela ganharia muitas vezes esse valor citado.

    • @brunogdb
      4239c

      Ela vai ficar a empresa mais rica do mundo.

    • Tenso, só de nos brasileiros a microsoft ia fica “trilhadaria”

  • Cris

    Nem 1% de toda essa gente se não houvesse o download ilegal eles comprariam o original.

    A pirataria é uma forma de divulgação de um produto e nada além disso, só porque 5 milhões de pessoas baixaram tal filme não significa que todas essas pessoas comprariam o original.

    O que normalmente acontece é graças ao sucesso do produto na pirataria ele arrecada mais em coisas originais relacionadas a ele. A pirataria é divulgação e propaganda.

    Se o produto está fazendo sucesso na pirataria e nenhum no original isso significa que a empresa ou empresas por trás daquele produto não são espertas o suficiente em convencer os clientes em comprar o original.

    Por exemplo séries, baixamos elas no Brasil sem dar lucro nenhum as empresas simplesmente porque não existe nenhuma outra maneira de assistirmos sem ser por arquivos piratas na rede. Para assistirmos original precisamos esperar passar na TV onde em 90% dos casos vem numa qualidade porca por TV a cabo brasileira. O Produto pirata é mil vezes melhor e mais rápido de assistir que o original.

    • Sergio

      Concordo. Pegando o exemplo das séries, lá fora existem sites em que você pode assistir seriados inteiros online. Mas por aqui esses sites são bloqueados.
      O que as produtoras poderiam fazer é disponibilizar os arquivos de vídeo para download. Poderiam incluir algumas propagandas nos vídeos. Na maioria das séries que provém da internet já tem propagandas nos vídeos porém referentes a outras séries daquele canal. No caso as produtoras poderiam incluir propagandas de serviços ou produtos…

      Com essa divulgação toda o alcance da série será muito maior. Pessoas que nem tomariam conhecimento por vias normais acabaria virando fã.

      Depois é só lançar as séries em DVD ou hoje já em Blu-Ray mas com extras decentes e interessantes. Os fãs de verdade comprariam.

      O mesmo com filmes, disponibilizem o vídeo com propagandas ou numa resolução padrão, mas ser ser porca. No lançamento do DVD/Blu-Ray coloquem extras decentes que os fãs compram…

      Eu acho esse um raciocínio simples e lógico. Será que não pensaram nisso ainda??

      • Tio Z

        Concordo até a parte em que você chega na midia fisica. No mundo todo já acontece uma aversão a compra da midia fisica pelo seu alto preço sem retorno garantido. Extras realmente mal cobrem a ideia de gastar dinheiro (muito nesse caso) com a midia fisica, principalmente quando (pelo lá fora) você ve de graça por streaming em full HD inclusive.

        Se a campanha dos Suiços pegar de fazer globalmente o DVD/BD não custar mais que uma entrada de cinema, até que não fica má ideia, se não, esquece. Cobrar R$50,00 em um DVD simples com “extras” inuteis vai continuar empurrando o povo para o download e para a barraquinha do Zeca.

  • Se com esses acima eles não irão ter cadeia suficiente, imagina se fizesse com o restante como aqui no Brasil, se bem q aqui só da cadeia se não pagar pensão, matar como já vimos e demais coisas não acontece nada.

    • Sergio

      Aqui só dá cadeia para o pai de família que está desempregado e, desesperado rouba comida de um mercado para alimentar os filhos.

      Agora se rouba-se ou desvia-se milhões do povo brasileiro, não acontece nada.

  • Turdin
    3346c

    Tipica coisa “pra inglês ver”

Deixar comentário:

Leia | Política de Comentários.