Início » Software e apps » Ubuntu 12.04: veja as datas de lançamento

Ubuntu 12.04: veja as datas de lançamento

Por
3 anos atrás

Como sempre acontece, a Canonical liberou o calendário de lançamento das versões de teste do Ubuntu 12.04 LTS, para que os desenvolvedores e curiosos de plantão já possam se organizar e testar as novidades da versão. Com mais um alpha (além do que já saiu dias atrás) e dois betas a ser lançado, conheça as datas esperadas para que você possa baixar o Ubuntu.

Múltiplos screenshots no Centro de Software, uma das novidades para o Ubuntu 12.04

Com as festas de final de ano, é natural que haja um descanso para os desenvolvedores, portanto o calendário ficou como segue:

  • No dia 2 de fevereiro, a versão Alpha 2 estará disponível para download;
  • Em 16 de fevereiro, acontece o chamado Feature Freeze, e a partir daí não entra nenhum pacote ou novidade extra na versão (claro, exceções podem acontecer);
  • Em 23 de fevereiro é a vez da interface de usuário entrar em Freeze, e com isso cessa qualquer alteração significante na interface (mais uma vez, ainda aberto a exceções);
  • No dia 1º de março teremos o Beta 1;
  • No fim de março, dia 29, sai o Beta 2;
  • E, finalmente, teremos a versão final do Ubuntu 12.04 em 26 de abril.

Lembrando que essas datas podem sofrer alterações pelos mais diversos motivos (um bug crítico encontrado, uma alteração vital em um pacote, etc.) mas a Canonical raramente atrasa seus lançamentos.

Mais: conheça as novidades tão esperadas do Ubuntu 12.04

Com informações: OMG! Ubuntu!

  • http://twitter.com/cmmarcondes @cmmarcondes

    O Ubuntu 12.04 vai ser com o Kernel 3.0 já, certo? Então vai estar com TRIM automático pra quem usar SSD OU vai ter de fazer aquele monte de rotinas pra ativar?
    Aguardo, MESMO, algo mais automático pra isso, pq é um pé no saco fazer! Sem contar o fato de dar suporte a TRIM APENAS em EXT4, sem dar suporte numa partição NTFS… Isso complica, e muito, a vida de quem faz dual boot e precisa ter um secure erase sempre!

    • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo C.

      Se não me engano o kernel 3.1 (ou seria o 3.2?) já faz isso.

      • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo C.

        Confundi um recurso do kernel 3 com o TRIM por padrão. Pelo que li aqui (é de Maio) não tem distribuição que tenha ativado por padrão =/
        http://techgage.com/article/enabling_and_testing_ssd_trim_support_under_linux/

        E isso que a Canonical, por exemplo, trabalha em parceria com fabricantes de SSD pra melhorar o suporte. Nesse caso tá pior que a Apple, que só deixa a opção pra SSD deles.

  • PR

    Vamos ver se esse promete!!! porque tenho o 11.10 e digo que ele é bem pesadinho. vi dizer que o 12.04 vai ser focado em desempenho!! e que veremos!!

  • bawlaw

    ……..só estou esperando o João Neto (do ultimo posto sobre Ubuntu)ver e comentar esta noticia para rebater sua ideia.

    • Vinicius Kinas

      huahuahua :D

      Eu também não gosto do Ubuntu, e aí, comofas////

  • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo C.

    Espero que nesse adicionem o patch feito pela Red Hat que corrige o problema do consumo de energia exagerado.

    • http://about.me/brunocabral Bruno Cabral

      Estranho, meu Kubuntu faz a energia durar mais de uma hora e meia com efeitos 3D e mais de 2:30 horas sem

      • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo C.

        O problema que tem é no ASPM no kernel 3. Apesar do patch com a correção ter quase 1 mês, vai demorar pra sair (sei lá qual o motivo) oficialmente.
        Quando sair a correção, vc vai economizar mais bateria.

      • Scott

        Varia muito de acordo com a configuração de hardware. Aqui no Windows minha bateria chega a durar 3h fácil, no Linux mal chega em 2h.

  • luandersonn

    Login pelo Ubuntu One é algo realmente ótimo, pena que há resistência da comunidade…

    Windows 8 com login pelo Live ID e sincronização de configurações (Apps, Wallpapers etc), a Canonical tem a faca e o queijo na mão para fazer o mesmo, só espero que ela não jogue o queijo fora e coma a faca.

    • http://about.me/brunocabral Bruno Cabral

      kkkkkkkkkkkkkkkk
      Isso ai já é uma cópia descarada do Chrome OS, o Linux capado da Google…

      • luandersonn

        Nada a ver, totalmente diferente, além do mais, Windows 8 é um sistema operacional e não um navegador.

      • http://www.henriquepicanco.net Henrique Picanço (@henriquepicanco)

        E que por sinal, é desenvolvido em parceria com a Canonical. Li isso em algum lugar…

      • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo C.
      • Fer

        Chrome OS não é uma distro, não é GNU/Linux. O Chrome OS é simplesmente o navegador espião sobre o kernel Linux, não é um “Linux” capado, é um Browser.

  • http://www.willder.com.br Willder

    hum, eu testei a versão atual quando foi lançada, foi a primeira distribuição Linux que usei e gostei do que vi. O único problema que me fez desistir foi ver que aparentemente ele ainda é um sistema focado no público mais geek. Depois de anos usando o Windows sem mal ter de chegar perto do CMD dele, não me senti muito confortável usando o Terminal para instalar algumas coisas, podem falar o que quiserem do Ubuntu, mais querendo ou não você vai ter de esbarrar na necessidade de usar o Terminal, e é ai que complica para quem não tem prática e passou a vida usando Windows.

    Até que eu aprendi a usar o Terminal, mais aparentemente o Ubuntu não gostou da minha placa OnBoard do PC, nas informações do sistema classificava ela como “Desconhecida”. Jogos por emulador do Nintendo 64 ficaram horríveis, muito lentos, e nem o Zsnes (emulador de Super Nintendo) ficava bom como fica no Windows.

    Por isso acabei desistindo, não sem muita pesquisa antes, mais não achei uma solução e voltei para o Windows.

    Espero que essa próxima versão traga melhorias, não melhorias que incentivem quem usa ele a gostar ainda mais, e sim melhorias que atraiam mais o público, principalmente o público que usa Windows.

    E principalmente, que traga um tumulo para aquele Terminal, estamos em 2011!

    • http://www.willder.com.br Willder

      P.S.: A memória de vídeo OnBoard que ele não identificou é identificada pelo Windows como Intel(R) G33/G31 Express Chipset Family, alguém ai tem ela e sabe como resolver esse problema no Ubuntu?

      • JoseRenan

        Esse chipset de vídeo funciona muito bem no Linux, aqui no meu serviço e em casa tem ele. Atualmente uso Ubuntu 11.10 em casa mas já testei em Live-CD no trampo e funcionou sempre muito bem, não só com o Ubuntu mas outras distros também como Kurumin, Fedora, BigLinux, OpenSuSE, e até OpenSolaris, aliás a Intel fornece drivers para GNU/Linux além de ser menbro da Linux Foundation.

    • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo C.

      Usou o Terminal pra quê? Sério. Se é usuário comum não precisa. O mito do “tenebroso Terminal” tem que ser enterrado. Usuário comum não precisa usar. Se quer usar, use; se não quer, não use.

      Placas Intel são detectadas automaticamente (instalação com drivers proprietários assinalada). Senão é só ir ao “drivers adicionais” e clicar para ativar.
      Não sei exatamente o modelo, mas se for uma placa on muito antiga, talvez não funcione pois qdo o X mudou a Intel não adaptou o driver (mas isso nas placas bem antigas).

      • Gabriel

        Esse mito nunca irá morrer enquanto os próprios usuários mais antigos insistirem em fornecer ajuda aos mais novos através do Terminal, não mostrando que há um outro caminho para se fazer X tarefa…

      • Vinicius Kinas

        Concordo com o que o Gabriel falou aqui em cima.

        Usuários experientes insistem em utilizar o terminal mesmo quando não precisa, já que pra eles é tão fácil e trivial, que eles acham que todos devem aprender.

        Enfim, o mito do terminal não é mito. Tive um caso no Ubuntu 10.04 onde eu tive que usar o terminal para forçar o X a reconhecer a resolução nativa do meu monitor, que não aparecia na interface gráfica.

        Eu gosto de alterar algumas configurações do GRUB (como a opção de voltar no ultimo sistema que deu boot), e sou obrigado a usar o terminal para dar um ‘su nautilus’, pra continuar a fazer as coisas pela interface gráfica.

      • Vinicius Kinas

        Correção: Não foi no 10.04, foi no 8.10 (eu ainda tinha um monitor da Samsung, :))

      • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo C.

        Vinicius,
        mas isso que vc falou são tarefas avançadas (muito avançadas) no qual o Terminal dá mais possibilidades. E isso não só no Linux, mas nos UNIX, como Mac OS X. Mais possibilidades não significa que é obrigatório usar.

      • TatoGomes

        Eu não sei bem com quem concordar nessa discussão. O que sei é que eu sempre fui usuário Windows e agora tenho interesse em utilizar Linux. Tanto que o Ubuntu está em dual-boot no meu desk e o Mint no meu note.

        Peguei exatamente as duas distros por sempre ler que elas são as mais user-friendly. Mas já passei por N dificuldades, que só foram resolvidas pelo Terminal.

        Pode ser que isso ocorreu pelo que disseram sobre as soluções propostas em fóruns por aí serem sempre feitas pelo Terminal. Aí eu já não sei.

        Hoje, isso contando com a minha experiência e sem discutir a capacidade e qualidade de um ou de outro, o Windows ainda é muito mais fácil de mexer e configurar do que o Linux, mesmo em suas versões mais voltadas ao usuário comum.

      • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo C.

        TatoGomes,
        no começo tbm me aconteceu a mesma coisa. Pode ter certeza, é falta de costume. Aliás, qdo eu tinha dúvidas tbm perguntava e pesquisava e o Terminal aparecia. Depois de um tempo usando vi que muitas coisas que muitos falavam na verdade era pra facilitar. Eu explico. No Ternimal é possível fazer tudo ficar mais fácil para quem sabe usar. Muitas configurações vc simplesmente dá um comando e tudo resolvido. É mais simples. Mas isso pra quem sabe. O que muitos tem que se acostumar é não explicar como se isso fosse algo casual, senão dá essa impressão errada.

        Ah! Dá uma olhada nesse vídeo :D
        http://sinapseslivres.com.br/2009/10/a-dificuldade-de-usar-o-windows/

      • Vinicius Kinas

        @Guilherme Macedo C.

        Ó, fui procurar no Mint um jeito de adicionar um novo usuário, Achei a interface, mas não conseguia adicionar, estava bloqueado para edição.

        Antes de usar o cérebro, fui procurar no Google (alô usuário comum). O que eu encontrei? Vários lugares oferecendo abrir o terminal e para usar o comando adduser. PO$5# pra adicionar um usuário, terminal não né??

        Depois achei um artigo num fórum e vi que precisava desbloquear a janela para edição dos usuários. FACEPALM para mim e consegui.

      • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo C.

        Esse é um exemplo de pessoas que não ajudam =_=

    • http://twitter.com/danielr_ @danielr_

      Serio, eu não uso terminal no meu netbook faz umas 3 edições

  • http://twitter.com/Dougfane @Dougfane

    Eu larguei o Ubuntu 11.10 ontem, agora estou no Linux Mint 12 “Lisa”, que é baseado no Ubuntu 11.10, mas é bem mais agradável de usar e bonito de ver.

    • bawlaw

      Estou com o Mint no trabalho… E volta e meia da algum bug como as janelas somem da barra de janelas..
      Tipo.. Se algum sistema como Mac ou Win lançar um sistemas com tais bugs eles serão crucificados..
      As vezes acho que falta um pouco de profissionalismo e atenção aos detalhes no Linux em geral, mesmo se tratando de uma distro baseada na comunidade.
      O KDE por exemplo é um festival de bugs durante o dia inteiro.

      E são esses bugs pequenos mas constantes que encomodam mais..

      • http://twitter.com/Dougfane @Dougfane

        Por enquanto, ao menos para mim, ele está funcionando 100% bem, diferente do Ubuntu 11.10 que já estava me dando dor de cabeça com tantos problemas chatos de resolver, por isso me senti forçado a migrar de distro.

      • http://review-os.tumblr.com JoseRenan

        Um bug que aparece às vezes pra mim no Ubuntu é que alguma janela fica semi-transparente, isso ocorre com alguém aí?

      • Vinicius Kinas

        Pois é, eu vejo muitos pequenos bugs ou discrepâncias na interface que versão após versão continuam lá, ou somem, e aparecem em outro lugar.

        Ex.: A borda para redimensionamento das janelas. Eles deixam 1px de largura. Com alguns mouses, ou no trackpad, é quase impossível de conseguir pegar. E eu me recuso a usar a maioria das janelas maximizadas, já que não há necessidade.

      • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo C.

        É verdade isso, mas não custa clicar com o botão direito do mouse na barra e “redimensionar” :P

      • cleber

        Olha, amigo, Windows e Mac OS X dão pau a doidado, travam, desligam. Mas está tudo bem, é Windows, acontece. Não existe sistema operacional perfeito, não existe segurança total. Tudo é feito pelo ser humano, então haverá falhas. Hoje (abril/2012) passados os meses desde quando vc escreveu esse pot, o Ubuntu 12.04 LTS funciona liso, e olha que é a versão Beta 2. Portanto, não tem essa de Windows e Mac não tem bug. Usei Windows de 1996 a 2012, usei várias versões. todas dão bug, todas!!!!

  • http://www.melhortvlcd.com.br Marcelo

    é impressão minha ou esse ubunto lança versão toda semana ?

    • http://review-os.tumblr.com JoseRenan

      :s não o Ubuntu lança versões semestrais..

  • Lucas Meneses

    A canonical tem que dar mais poder de personalização ao unity. Quando fizer isso, o ubuntu volta ao seu posto.

    • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo C.

      Dá pra fazer isso com ferramentas de terceiros. Dá até pra mudar a barra de posição.
      Pela Canonical não vai ter jeito.

      • JoseRenan

        concordo com o Lucas, o Ubuntu não é tão personalizável em uma instalação padrão atualmente, temos que usar softwares de terceiros que podem causar até algum dano no Sistema. Se o Ubuntu tivesse uma ferramenta completa, um canivete suíço específico para essa parte os usuários agradeceriam.

      • Vinicius Kinas

        Se for pra depender de ferramentas de terceiros até pra personalizar coisas simples na área de trabalho, fico com o Windows.

      • http://sinapseslivres.com.br Guilherme Macedo C.

        Não precisa mudar pro Windows por causa disso. Mudo pro Gnome, pro KDE. A falta de possibilidade de personalização é do Unity, não do sistema.

  • JoseRenan

    @Vinicius Kinas: “Eles deixam 1px de largura. Com alguns mouses, ou no trackpad, é quase impossível de conseguir pegar.”

    Pura verdade, morro com isso, não sei o que têm na cabeça para fazer isso.
    As únicas coisas que maximizo são os navegadores e editores de texto o resto fica “normal” para alternar melhor entre janelas. Alt+tab é uma travação que dói…

  • http://twitter.com/Mr_Lovage @Mr_Lovage

    Caramba! Vai coincidir com o meu aniversário *-*

  • http://twitter.com/sysmatck @sysmatck

    O Ubuntu já teve grandes evoluções… Sobre a quantidade de bugs, acho que são menores e se resolvem mais rápido nas versões LTS, então fiquem de olho na 12.04
    Infelizmente o Unity não serve pra mim: http://webativo.com/?postagem/id/1328574149

    Usei Windows durante toda minha vida até o ubuntu 8.04, quando senti que todas as minhas necessidades BASICAS estavam satisfeitas. Hoje não aguento mais usar Windows. Nem concertar pros outros eu faço mais, prefiro por um Lubuntu de graça! Tem algumas coisinhas chatas que realmente irritam, inclusive a bicheira de vírus.

    A cultura do Terminal realmente existe no meio Linux, e ainda também no Ubuntu; e com certeza por conta do suporte. Mas também não culpo ninguém, pq o shell do linux tem muito poder, e é direto, o que facilita até na hora do suporte, pasmem! Já no Windows essa não é uma opção…

    Meu protegido é o Lubuntu, tem quase tudo pronto, inclusive é bastante moldável diferente do Unity. Mas não tente usá-lo se não quiser brincar na tela preta! Ele ainda é muito cru, e é por isso que é tão rápido.

  • http://twitter.com/tonyfrasouza @tonyfrasouza

    Minha filha está aqui rindo. Ela nunca usou o terminal no note dela que tem o Ubuntu e o Windows.
    Eu gosto de usar o terminal para algumas coisas. E não é chato, é legal sim.
    E quem nunca usou o terminal do Windows (console onde se aperta o R) para recuperar arquivos, usar o fixbook, fixmbr, Chkdsk, é porque corre no técnico ou forma o HD direto em caso mais estranhos que o mundo Windows insiste em nos mostrar…

    No Linux não preciso formatar o HD nunca…

  • http://Site Anderson Dantas

    Só espero que com essa nova versão muitos bugs sejam resolvidos.

  • Roger

    Estive acompanhando as evoluções do Ubuntu, mas até hoje nunca consigo largar o Windows. Com o lançamento dessa versão 12.04 LTS, achei que seria diferente e que poderia finalmente me ver livre do Bill. Ao instalá-lo, mil maravilhas (bem diferente de versões mais antigas), reconheceu tudo e atualizou todos os softwares. Brinquei com ele durante uns dois dias. Naveguei na internet, insralei o Google Chrome, o Skype e por aí vai. Ontem quando fui fazer meu primeiro trabalho importante (o imposto de renda), baixei o programa no site da Receita e fui instalá-lo. Deu uma msg dizendo que eu precisaria ter o Oracle Java. Bom, aí fui no site da Oracle e baixei o programa. Pelas instruções verifiquei que eu precisava fazer um monte de coisa: adicionar uns reposítórios não sei aonde, rodar não sei o quê, tudo na linha de comando. Fiz o que estava escrito, mas deu uns problemas dizendo que os repositórios estavam desatualizados. No final, desisti, voltei ao Windows e em dois minutos tudo estava rodando.
    O pior é que o sistema vire e mexe travava algumas aplicações (p.e. quando tentei instalar o Synaptic) e me pedia para eu enviar os dados aos desenvolvedores. Nesse caso, tudo bem, pois a versão é a beta 2. De qualquer modo, não consegui fazer uitas das operações.
    Não sei não, talvez ainda eu precise persistir mais ou talvez eu não esteja mesmo acostumado ao mundo linux. Só sei que ainda está bem difícil para mim, e imagino para muitos outros usuários Windows, a migrar de verdade para o Ubuntu.
    Mas vamos tentando….

Tecnocast

|

Faça seu login no Tecnoblog

Crie a sua conta

Esqueci minha senha