Ir para o conteúdo.

Início » Negócios » Kodak pede concordata nos Estados Unidos

Sinônimo de fotografia, a Eastman Kodak Co. solicitou hoje proteção pelo dispositivo jurídico chamado de “Capítulo 11” nos Estados Unidos. Quer dizer, na prática, que a companhia não tem mais capacidade de honrar suas dívidas e pede proteção do governo para decretar a própria falência. Por trás da decisão estão anos de ladeira abaixo para uma empresa que existe desde o remoto ano de 1881.

A movimentação da Kodak já era esperada, conforme nós publicamos cá no Tecnoblog. As ações da companhia vinham se reduzindo drasticamente frente à incapacidade da empresa de mostrar competitividade na nova realidade do mercado de fotografias mundial — digital, como sabes. No momento em que escrevo esse artigo as ações da “EK” (sigla da companhia) registram queda de 35,10% na bolsa de valores de Nova York (NYSE).

O último lucro da Kodak foi registrado no longínquo ano de 2007. Desde lá a companhia não consegue ficar no azul novamente, chegando à situação calamitosa de dever US$ 6,75 bilhões na praça em setembro de 2011. Dá quase R$ 12 bilhões pela cotação do dólar de hoje.

Com a solicitação de proteção, a Kodak garante empréstimo de US$ 950 milhões concedidos pelo banco Citi para honrar os compromissos atuais. Conforme acontece em pedidos de concordata, a empresa agora vai atrás de reestruturação para atuar somente nos mercados em que é competitiva. Há 10 anos a Kodak tinha quase 64 mil funcionários. São 17 mil nos dias de hoje.

Em comunicado a Kodak afirma que a concordata solicitada vale para a controladora e para as subsidiárias nos Estados Unidos. ”Subsidiárias fora dos EUA não estão sujeitas aos procedimentos e continuarão honrando todas as obrigações com fornecedores”, afirma a companhia.


(Vídeo do YouTube)

A Kodak diz que vai continuar operando normalmente e entregando o que foi prometido aos clientes. Junto ao Citi existe o prazo de 18 meses para que o aporte de quase US$ 1 bilhão seja concluído. Até lá a companhia espera ter recuperado a liquidez.

Entre os ativos que a Kodak planeja explorar estão mais de mil patentes. As disputas de propriedade intelectual (IP) que vira e mexe o Tecnoblog noticia evidenciam que a corrida pelo ouro das IPs segue a pleno vapor nos Estados Unidos. E tudo leva a crer que a Kodak vai ao menos tentar garantir o seu quinhão nessa história. Antes que seja tarde demais.

Com informações: Bloomberg, NasdaqReuters. Atualizado às 17h00.

10 Comentários (Deixe o seu!)

  • vinnicius
    124c

    Adeus, Kodak.

  • Haroldo Jr

    Cara, de onde vc tirou que Nasdaq é bolsa de empresas de informática???

    • Google, Apple, Microsoft… Todas com ações negociadas na Nasdaq. Ela é conhecida como a “bolsa eletrônica” justamente por ter uma gama de empresas ponto-com listadas.

      A propósito, no artigo eu escrevi erroneamente que as ações “EK” da Kodak são negociadas na Nasdaq, quando na verdade a negociação ocorre na bolsa de Nova York (NYSE). O texto foi alterado.

  • Se não tá fácil pra Kodak imagina pra gente? Eu tenho uma câmera da Kodak, daquelas que era febre antes das digitais, aquela enorme que podia ser preta ou prata que você levava pra revelar, tinha que pôr a bateria, filme, pilha antes de usar. Bons tempos.

  • 7megas
    271c

    É Muito triste ver a Kodak falindo,

    minha infancia foi toda registrada por ela.

  • José Renan Assis
    1c

    Triste ver uma grande e famosa empresa quebrando, tenho uma câmera EasyShare c182 que seria boazinha se não fosse à pilhas. Tenho também uma impressora horrível da Kodak, uma ESP 3, não se atrevam a comprar.

    • Turdin
      3346c

      Pra mim produto bom da kodak eram maquinas na época de filme, depois disso não vi mais nenhum… =/

      • José Renan Assis
        1c

        a qualidade das câmeras digitais realmente deixa a desejar.

  • Yangm
    1c

    A Kodak parou no tempo e agora está pagando por isso. pedindo ajuda do governo para pagar por isso.

  • Haroldo Jr

    Tássius, o fato de ter empresas.com como vc se refere, não faz dela bolsa voltada pra empresa de informatica, é uma bolsa como outra qualquer, inclusive a grande maioria das ações negociadas na Nasdaq são de pequenas e médias capitalizações…
    Um outro detalhe é que a maioria das empresas, seja ela em que ramo for, escolhem a Nasdaq para começar sua oferta inicial de ações pq nela é mais barato…
    Dizer que a Nasdaq é a bolsa das empresas de informática é um tanto exagerado …

Deixar comentário:

Leia | Política de Comentários.