Ir para o conteúdo.

Início » Hardware e acessórios » ARM mostra chip para a “internet das coisas”

A ARM Holdings, consórcio britânico responsável pelo desenvolvimento da plataforma ARM, mostrou nesta terça-feira o Cortex -M0+, primeiro membro de uma família de processadores construídos a partir de uma arquitetura chamada Flycatcher. A grande novidade do modelo é sua arquitetura 32 bits — contra os 8 bits e 16 bits de seus antecessores — e por ter o título de “chip com menor consumo de todos os tempos”.

Destinado a equipamentos médicos, geladeiras, torradeiras, sistemas de iluminação e até mesmo alguns dispositivos móveis, o novo controlador chega para “pavimentar o caminho para a internet das coisas”.

“Ele abre caminho para que todos os dispositivos possam estar conectados a todo momento”, explica à rede BBC Geoff Lees, CEO da Freescale, uma das companhias que produzirá o chip. “Ele nos permitirá oferecer conectividade em todo lugar. E em qualquer coisa, como equipamentos de consumo, MP3 players, docks de áudio aparelhos de cozinha ou até aparelhos médicos – área em que a alta vida útil de bateria, performance e segurança é cada vez mais importante”, completou Lees.

Medindo 1 mm de cada lado, o novo chip é compatível com conexões Bluetooth, rádio ou WiFi, e não consome nenhuma eletricidade enquanto está em modo de espera. Esta característica permite que as baterias dos equipamentos em que está instalado durem “anos”, além de permitir que diversos sistemas de uma casa ou empresa sejam unificados.

Pode, por exemplo, desligar automaticamente equipamentos ociosos. “Todos países desenvolvidos têm gráficos de consumo de eletricidade que mostram que a demanda irá superar a oferta em 20 anos, a menos que façamos alguma coisa diferete. Se uma rede elétrica está sendo fortemente usada, e um elemento inteligente de uma máquina sabe que ela pode se desligar por um período para poupar energia, isso pode fazer toda diferença”, afirmou Gary Atkinson, diretor da ARM, enquanto explicava os usos potenciais da nova criação.

Com informações BBC

12 Comentários (Deixe o seu!)

  • Yangm
    1c

    Opa, 32 bits. Agora a senhora intel vai ter que fazer um chip mobile de 64bits.

  • Fabrício Soares

    Não seria 32-bit (sem o s)? http://en.wikipedia.org/wiki/32-bit

  • Toda vez q leio sobre TUDO CONECTADO, só uma coisa me vem à cabeça:
    SKYNET…

    • Gaba
      1912c

      Skygoogle

      • Skydrive? =P

  • E está cada vez mais perto de eu comprar uma torradeira com Android. =D

    • Fer
      565c

      Que sera a primeira torradeira com a revolucionária capacidade de travar até mesmo na hora de colocar o pão e poder contaminar torradas com malwares! Mas pense pelo lado bom… É OpenSource! HAHAHAHAHAHAHAHA

      • Bem, posso fazer a torrada que quiser, só tomar cuidado de não ser otário e pegar pão com fungos e coisas do tipo. Ainda bem que não terei que comprar um pão mágico de R$50, que passou por um controle de qualidade super rigoroso, para, no final das contas, fazer uma torrada com gosto de papelão. =)

        • Fer
          565c

          Como se no mundo só existisse ARNO e WALLITA… Ah, fala sério…
          Não é por não gostar do que não presta que tenho que ser fanboy da Apple, você deduzir isso é adimitir que a Apple é a única que presta!

  • Fer
    565c

    “A ARM Holdings, consórcio britânico responsável pelo desenvolvimento da plataforma ARM, mostrou nesta terça-feira o Cortex -M0+, primeiro membro de uma família de processadores construídos a partir de uma arquitetura chamada Flycatcher. A grande novidade do modelo é sua arquitetura 32 bits — contra os 8 bits e 16 bits de seus antecessores — e por ter o título de ‘chip com menor consumo de todos os tempos’.”

    EU NÃO ACREDITO QUE OS CHIPS ARM ATUAIS SÃO DE 16 BIT, E PIOR, ATÉ 8! = O

    • Patrik
      1c

      Isso era para ser uma piada?

  • A propósito, que nome foi esse “-M0+”?! Não tinha nada mais simples? lol

Deixar comentário:

Leia | Política de Comentários.