Início » Jogos » BlockEngineer 2: porque engenharia é complicado até em jogo

BlockEngineer 2: porque engenharia é complicado até em jogo

Sexta-feira é dia de joguinho viciante da semana.

Por
2 anos atrás

Boa tarde caros amigos e pessoas random do mundo, estamos todos ansiosos com o anúncio da data de lançamento de Diablo III, mas não há como fazer o tempo correr até o lançamento. Enquanto esperamos, darei a vocês algo para distrair a cabeça e treinar seus conhecimentos em engenharia e improvisação. Deixe tudo de lado e venha tentar resolver todos os quebra-cabeças de Blockengineer 2.

A regra é clara: leve todas as bolinhas para as portas. Se a bola cair no vazio infinito ou ficar presa em algum canto, você perde. Nada muito novo, principalmente se você já tiver jogado Lemmings alguma vez na vida. Talvez a comparação com Lemmings não tenha sido uma boa ideia, já Blockengineer é bem diferente do clássico de puzzle. Para levar as bolinhas até a saída você terá que construir seu caminho.

Para construir o caminho da felicidade, você deverá utilizar algumas das peças disponíveis, entre blocos, rampas e aceleradores. Calcule o modo de fazer as bolinhas atingirem o objetivo com menos peças e você conseguirá a pontuação máxima.

Para rotacionar as peças, você deve pressionar A ou D, para aumentar ou diminuir o zoom utilize Q e E. As fases iniciais só dependem de um pouco de treino e calculo na hora de colocar os blocos e rampas, mas quando os desafios exigem que você utilize os aceleradores e os switches é que a coisa fica séria.

Tem dicas para melhorar a coluna, indicações ou alguma piada nova pra compartilhar? Lembre-se que os comentários estão abertos e você ainda pode me xingar muito no Twitter. (porque às vezes é bom reviver um meme antigo).

Tecnocast

|

Faça seu login no Tecnoblog

Crie a sua conta

Esqueci minha senha