Muito se fala sobre a Coreia do Sul – terra da Samsung e da LG, e também onde estão alguns dos mais importantes times de e-Sports do planeta. Para desvendar alguns mistérios do país, convidamos o Luiz Sardinha para escrever esse artigo. Ele vive na Coreia desde o ano passado. O primeiro artigo foca principalmente nos serviços de telecomunicações. Está permitido babar. (Thássius Veloso)

Olá! Inicialmente gostaria de me apresentar: me chamo Luiz Sardinha e estou morando temporariamente em Seul (cujo nome oficial na verdade, traduzindo para o nosso alfabeto, é Seoul e se lê como a palavra em inglês Soul), capital da Coreia do Sul. Sou viciado em tecnologia. Na verdade, vivo disso: sou programador e estudo Ciência da Computação. Defendo até a morte o uso do UNIX e suas versões repaginadas do terceiro milênio (Linux e OS X).

Leia mais

lg-nexus-5-abre

Nota do editor: o Nexus 5, novo smartphone com Android puro fabricado pela LG, será lançado no Brasil em 2014. Nosso leitor Henrique Pinheiro conseguiu botar as mãos no aparelho antes de nós e escreveu um review completíssimo detalhando suas experiências com o smartphone. Se você está pensando em substituir o Nexus 4 ou quer um Android novo, a leitura é recomendada. (Paulo Higa)

Todo ano, o Google faz parcerias de hardware para demonstrar novas versões do Android. Por dois anos consecutivos, sua escolha para celulares tem sido a LG, e dessa parceria nasceram o Nexus 4, em novembro de 2012, e o Nexus 5, em outubro de 2013. O Nexus 4 foi marcado no Brasil pela onda de descontos que ocorreram sobre ele nos últimos meses, mas estava precisando de uma atualização por deter alguns problemas chave: uma câmera imprevisível, a falta de suporte ao 4G brasileiro e escolhas de design questionáveis, como a traseira de vidro.

O Nexus 4 foi anunciado no Brasil com um preço oficial um pouco salgado quando comparado aos preços praticados no resto do mundo, apesar dos descontos que sucederam ao lançamento. Não se sabe ao certo quanto o Nexus 5 irá custar por aqui. Oficialmente, a LG diz apenas que ele chega no primeiro trimestre de 2014.

O sucessor do Nexus 4 é baseado no LG G2, um celular com algumas das melhores especificações encontradas no mercado. Do G2, o Nexus 5 ganhou o Snapdragon 800, o módulo de estabilização ótica de imagens (OIS), dentre outros componentes internos, mas o sensor da câmera foi reduzido de 13 para 8 megapixels e a bateria de 3.000 para 2.300 mAh. Essas mudanças ajudaram o celular a permanecer no mesmo patamar de preço de seu antecessor.

Muitas pessoas perguntam se vale a pena esperar pelo lançamento nacional do Nexus 5, ou se é melhor optar por outros celulares que já temos por aqui. A antecipação do Nexus 5 foi inédita, uma que nenhum outro celular Android havia experienciado nas comunidades dos aficionados por tecnologia. Ela procede? Vale a pena esperar? Estou utilizando o Nexus 5 há um mês e vou tentar responder a essas perguntas na análise depois do plim plim.

Leia mais

iphone-a7

Nota do editor: O Gabriel Arruda é leitor de longa data do TB e sempre aparece na área de comentários dos posts para dar seus pitacos. Neste artigo, aproveitando a euforia do Apple A7 de 64 bits, além do nosso desejo por números cada vez maiores nas fichas técnicas dos smartphones, ele explica por que você deveria parar de prestar tanta atenção em especificações de hardware. (Paulo Higa)

O termo heurística é bastante utilizado em computação e se aplica muito bem a análise de especificações técnicas. Grosseiramente falando, a heurística é uma espécie de chute criterioso, um atalho para encontrar a solução de um problema mais rapidamente. Entretanto, esse atalho nem sempre resulta na melhor solução e quem o utiliza precisa ter consciência dessas falhas.

Comparar especificações de computadores é uma heurística. Ela já funcionou muito bem na era dos PCs mais simples, mas está ficando cada vez mais falha e desnecessária no universo heterogêneo dos smartphones e tablets. Além disso, poucos se preocupam com as falhas ao fazer essas comparações.

Temos duas opções para resolver o problema: estudar arquitetura de computadores ou utilizar outras formas de comparação, como benchmarks e reviews. O que você prefere não sei, só espero que as pessoas parem de comparar smartphones através de núcleos do processador.

Leia mais

thumb_galaxy-do-edu

Nota da redação: O Edu é um cara que curte tecnologia, como eu e você. E ele meio que trabalha com isso, já que vive de produzir material gráfico muito bacana. A dúvida era: qual celular escolher? Ele foi de Android, depois de anos usando iPhone. Essa é uma dúvida que tem aparecido bastante. Neste artigo, ele conta como a troca se deu. (Thássius Veloso)

Depois de quase três anos como fiel usuário de iPhone – e consequentemente de iOS – enjoei do gadget da Apple e agora meu smartphone é um Android. Mais precisamente esse aí da foto, um Galaxy S4. O motivo da troca foi esse mesmo: enjoei.

Leia mais