Hoje (5) a Quattro Wireless anunciou que foi comprada pela Apple. Segundo fontes do AllThingsD o valor da transação deve ser de US$ 275 milhões (aproximadamente R$ 472 milhões). A Quattro Wireless é especializada em anúncios para dispositivos móveis como iPhone e Android.

A Quattro Wireless fornece anúncios em aplicativos e também em sites móveis. As plataformas iPhone e Android são as que mais exibem anúncios da nova empresa da maçã. Segundo o post no blog da Quattro, por enquanto seus produtos e serviços continuam os mesmos.

A briga para ver quem vai dominar o espaço de anúncios mobile está esquentando. Recentemente o Google adquiriu a AdMob, líder no setor de anúncios para telas de smartphones. O valor da aquisição da gigante de Montain View foi de US$ 750 milhões (aproximadamente R$ 1,3 bilhão).

Alguns grupos de consumidores protestaram contra a compra do AdMob pelo Google devido à possível concentração de mercado. Imagino que agora a história fique um pouco mais interessante pois duas gigantes que antes eram “amigas mas nem tanto” cada vez mais atacam um o campo da outra. [Reuters]

A Skype anunciou que lançará nos próximos meses, junto à Panasonic e LG, aparelhos de TV que estão prontas para se conectar ao Skype. As TVs devem ser compatíveis com webcams HD que serão lançadas na CES 2010 e que estão sendo testadas especificamente para funcionarem com o Skype.

Ao mesmo tempo a Skype anunciou o suporte a vídeo de alta definição para PCs rodando Windows. É necessário para isso uma webcam HD e um processador de no mínimo 1,8 GHz. Para os dois tipos de conexão em HD uma banda de no mínimo 1 Mbps em ambas as direções (up e download) é recomendada.

A Skype espera que no ano de 2010 cinco milhões de TVs com a funcionaldade de vídeo conferência via Skype sejam vendidas.

Uma das coisas que sempre vi em filmes de ficção foram os vídeofones. Desde 2001, Uma Odisséia no Espaço, com ligações por vídeo espaciais via AT&T, até no De Volta para o Futuro 2, com a TV gigante da família funcionando como vídeofone, também pela AT&T. Agora isso vai virar realidade. Mas pelo Skype e não pela AT&T. Ufa! [CNET / ZDNet]

A Hitwise divulgou informações sobre visitações de sites nos EUA no Natal e, pela primeira vez na história, o Facebook ficou em primeiro lugar como o site mais visitado. Em segundo lugar veio o Google.

Essa informação é interessante uma vez que no ano passado esse ranking foi invertido, com o Google em primeiro lugar e o Facebook em segundo.

A rede social do Mark Zuckerberg tem se mostrado poderosa e crescendo mesmo com todos as preocupações com privacidade que sempre estão na mídia e blogs. Essa foi a primeira vez como número um, mas certamente não a última. [CNET / Read Write Web]

Alguns poucos sites de notícias e blogs americanos receberam um convite do Google para um evento no próximo dia 5 de janeiro. Apesar do convite não falar nada sobre do que se trata o evento há dicas no texto levando a crer que trata-se do lançamento do Nexus One.

Outros sites conseguiram acesso ao preço do aparelho. Custará US$ 530,00 (aproximadamente 920 reais) que é válido para compra diretamente com o Google sem atrelar ao plano da operadora T-Mobile. Caso a compra tenha contrato de 2 anos com a operadora você pagará US$ 180,00 (aproximadamente 310 reais).

O blog Engadget conseguiu com exclusividade informações sobre todas as especificações do Nexus One e que em resumo são as abaixo mas você pode ver o documento completo no post deles.

  • Android 2.1
  • 11.5 mm de espessura
  • 512MB RAM, 512MB ROM, 4GB microSD expansível até 32GB
  • Câmera: 5 megapixes com auto foco mecânico e LED flash
  • HSDPA 900 / 1700 / 2100, 7.2Mbps down e 2Mbps up
  • Tela de 3,7 polegadas WVGA AMOLED

Adicionalmente um geek sortudo conseguiu colocar as mãos em Nexus One e fez um review que está no YouTube, no velho e bom estilo câmera fora de foco e tudo mais (abaixo):

[TmoNews / CNET / The New York Times / Engadget]

A briga de patentes entre Nokia e Apple está esquentando. Primeiro a Nokia processou a Apple. Depois a Apple contra atacou. Agora a Nokia vai um passo mais adiante e abre um processo no US ITC (International Trade Comission) alegando quebra de patentes nos produtos da empresa da maçã.

Desta vez as patentes, sete no total, dizem respeito à interface com o usuário, câmera, antena e gerenciamento de energia de produtos Apple. Os produtos que constam no documento do processo são: iPhone, iPhone 3G, iPod Nano, iPod Touch, iPod Classic, iMac, Mac Mini, Mac Pro, MacBook Pro e MacBook Air.

Todos esses produtos são importados pela Apple da China. O ITC, dependendo do resultado da investigação, tem o poder de mandar bloquear tais importações de forma que a Apple ficaria impedida de vender tais produtos nos EUA. A Nokia espera uma resposta do ITC em até 30 dias. Caso ganhe o processo a Apple ficaria impedida de importar produtos que infringem patentes a partir de 2011.

Vamos ver no que toda essa história vai dar. Uma coisa é certa: seria embaraçoso para o pessoal do loop infinito admitir que suas ideias vem da Nokia e não de sua equipe criativa. [Wall Street Journal / Business Week / The Inquirer]

Em novembro o Google, gigante da publicidade online, comprou o AdMob uma das principais plataformas de anúncios em dispositivos móveis como iPhone, Android e outros. Ontem (28) dois grupos de defesa do consumidor, o Consumer Watchdog e o Center for Digital Democracy declararam que são contra e fizeram uma requisição à FCC – a Anatel americana – para que analise profundamente o caso.

O grande perigo que essas associações enxergam é a dominância de um único player do mercado – já dominante no mundo online – no quesito anúncios em aparelhos móveis. Anúncios vão desde sites adaptados para as telas pequenas até aplicativos distribuídos gratuitamente mas com anúncios para sustentar o desenvolvedor.

Na época da compra do AdMob pelo Google informações de bastidores davam conta que a Apple também estava interessada na startup. Perder para o Google só acirra a briga entre esses dois gigantes. Agora o Google consegue ter estatísticas de uso de aplicativos do iPhone que usam o AdMob o que para a Apple é como se deixasse a porta de casa aberta para o inimigo.

A junção do Google com o AdMob criará o maior player de anúncios móveis com 30 a 40% do mercado. E depois o Google diz que não é “do mal”… [Business Week / CNET]

Bom, não sou muito de comentar rumores, mas esse aqui cada vez mais fica parecendo verdade. As últimas duas novidades são que a Apple possui o domínio iSlate, o possível nome do tablet mais vaporware do mundo e que o tal do iTablet Slate está atrasado.

O iSlate deveria ter saído este ano (2009) mas para 2010 devido a problemas com a resistência do vidro – bem maior que o do iPhone – que em testes tem quebrado com facilidade inaceitável para os padrões Apple.

Segundo o DigiTimes – que sempre vem com os rumores mais malucos do loop infinito – o iQualquerCoisa (que é como o The Register tem chamado o dispositivo) será feito pela Foxconn, uma das fabricantes que a empresa da maçã costuma usar.

O domínio iSlate foi comprado pela Apple em 2007, mas só agora é que foi revelado pertencer a eles. O domínio foi registrado em 2004 e neste meio tempo passou pelas mãos de outras empresas que negociam este tipo de “produto”.

É esperar pra ver se mês que vem o iSlate / Tablet / QualquerCoisa realmente será lançado. Se não for não escrevo mais sobre rumores… [The Register / Mac Rumors]

O Orkut, que já possuia a funcionalidade de promover conteúdos, liberou agora botões para colocar em seu navegador web favorito e facilitar o comparilhamento de notícias e outros conteúdos ao alcance de um clique.

Para instalar em seu browser basta seguir as instruções aqui. Tudo que for postado aparecerá nas atualizações de seus amigos.

A funcionalidade não se restringe a esse botão no navegador. O Orkut também divulgou formas de inserir esse botão em posts de blogs e outros sites. [Info Online / Blog do Orkut]

Na semana passada o Twitter anunciou a compra da Mixer Labs, empresa que criou o GeoAPI, mais ou menos todas suas necessidades em geolocalização em uma única API, como diz o slogan na homepage deles. A Mixer Labs é uma startup que foi criada por dois ex-funcionários do Google.

O Twitter já havia adicionado anteriormente uma API para serviços de geolocalização. Agora com a inclusão da GeoAPI no seu portfólio tem ferramentas melhores para os desenvolvedores criarem aplicações que usam tais recursos.

Segundo o post no blog do Twitter, ao invés de apenas saber “o que você está fazendo”, ter informações de “em que lugar você está” dá muito mais poder ao microblog. O exemplo dado, imagine que você tuíte “terremoto” apenas. Se essa info estiver colada a uma localização ela tem valor muito maior.

Se o histórico de aquisições do Twitter significa algo – pouco mais de um ano atrás compraram o Sumize que virou o sistema de busca do Twitter – é possível prever que em breve realmente esse serviço de geolocalização estará bastante integrado com seus tuítes. E como tendência que vem se consolidando – vide Google Latitude – mostrar onde você está pra quem quiser saber está deixando de ser um tabu. [The Guardian]

[Atualizado, 27/12/2009, 14h45] : infos sobre o espalhamento/ propagação de DNS do Americanas.com

A loja virtual Americanas.com esqueceu de renovar seu domínio na web e pessoas que estavam acostumadas a digitar http://americanas.com podem encontrar uma página de parking, aquelas que empresas de hospedagem apresentam quando um domínio está fora de uso (imagem abaixo). O domínio nacional, o Americanas.com.br está funcionando normalmente.

O domínio expirou no dia 20 de dezembro, ou seja, véspera da data mais importante do comércio, o Natal. Deixar um domínio fora do ar em data tão crítica para o e-commerce é realmente preocupante. As lojas virtuais brasileiras posam de amadoras neste quesito, mesmo pertencendo ao maior grupo de comércio eletrônico do Brasil.

[Atualização, 27/12/2009, 14h45]

Testes feitos apontam que o DNS está em processo de espalhamento/ propagação, ou seja, a Americanas.com renovou o domínio mas alguns usuários nas próximas 24 horas podem ainda cair na página com aviso de renovação expirada. Fiz um teste usando o servidor de DNS do Google e funcionou normalmente. Antes estava testando com o servidor de DNS da Oi.

O fato é: o site Americanas.com permaneceu com registro expirado entre os dias 20/12 e
27/12, pelo menos. Abaixo um printscreen do WHOIS para comprovar (retirado hoje, 27/12):

[/ Fim da atualização, 27/12/2009, 14h45]

Recentemente o Pão de Açúcar comprou a Casas Bahia e criou a Nova.com que pretende ser a operação virtual do grupo e atacar a dominância da B2W (Submarino, Americanas.com e ShopTime) . Pelo jeito terão concorrentes amadores no páreo.

Ah, Lojas Americanas, anote na agenda quando expira a data do seu domínio brasileiro: 15/06/2010

Agradeço ao usuário do Twitter @mneubert (Marcelo Neubert) por ter tuitado antes de todos e compartilhado essa informação sobre a Americanas.com.