Apple

Apple Inc. (NASDAQ: AAPL; NYSE: AAPL; anteriormente Apple Computer, Inc.) é uma empresa multinacional estadunidense que projeta e comercializa produtos eletrônicos de consumo, software de computador e computadores pessoais. Os produtos de hardware mais conhecidos da empresa incluem a linha de computadores Macintosh, o iPod, o iPhone e o iPad. Os softwares inclui o sistema operacional Mac OS X, o navegador de mídia iTunes, entre outros.

Por que diabos algum MacManíaco iria querer deixar seu precioso iPhone com a cara do Windows Vista?

Um certo herege não deu a mínima para essa história de Win vs Mac, e desenvolveu um aplicativo para iPhone, que transforma completamente o visual do sistema para um Vista like.

O pacote se chama Vista Perfection 2.0, e contem wallpapers, efeitos sonoros, slider com o logo do Vista e mais de 90 ícones nativos do sistema operacional. Como se não bastasse tudo isso, ele ainda simula (muito mal) a sidebar do sistema da Microsoft.

Para mim, mais surpreendente foi reação dos usuários de iPhone. Tanta gente se interessou em fazer o hack, que o autor já está desenvolvendo a versão 3.0. Nesta, nenhum hack será necessário, bastando apenas executar um instalador.

Ontem mesmo eu estava me perguntando, o que fazemos se nos cansamos da interface do iPhone. O Vista Perfection talvez responda bem a minha pergunta. Não só como um tema alternativo, mas como uma prova do que dá para ser feito.

Aliás, aí está um ótimo propósito neste pacote (caso seu excesso de devoção à Maçã tenha lhe cegado).

via: TechEBlogModmyifone

Nota: o título deste post deveria ser algo como “MacManíacos fazem fila para entrar na Apple Store em Boston”.

Um correspondente do CrunchGear está neste exato momento, blogando ao vivo da entrada daquela que será a maior Apple Store do mundo. E adivinhem?

Alguém guarda meu lugar para eu ir ali comprar um Big Mac?

Para a surpresa de muitos, o lançamento do iPhone 3G não é hoje. Aliás, falta pelo menos um mês.

Pessoas, se tem uma coisa deveras incômoda é ficar em uma fila. Agora, o que estimula um bando de desocupados a fazerem fila para ver uma… loja?

Tem até blogueiro fazendo cobertura ao vivo. Nem o caso Isabela Nardoni tinha isso!

Tudo bem que a loja é toda linda e maravilhosa, tem 3 andares, e uma fachada belíssima, mas.. isto deveria justificar toda esta falta de ter o que fazer?

Putz, acho que eu estou é chato demais hoje. Deixa quieto, nem vou falar mais nada.

Só quero ver como vai ser quando a Apple finalmente abrir uma legítima Apple Store brasileira. Coisa que já está virando lenda, aliás.

iPhone 2ª Geração

As informações sobre o lançamento da segunda geração do celular mais cobiçado do mundo, estão cada vez mais quentes! A bola da vez veio do engadget, que jura que algumas pessoas já estão testando o aparelho em segredo. Uma fonte confiável do site ainda teve a sorte de conseguir mexer em um.

Eis as novidades mais interessantes:

  • O aparelho tem o mesmo tamanho e formato do iPhone G1, é apenas um pouquinho mais grosso, e com cantos menos pontiagudos.
  • Equipado com tecnologia 3G, e GPS!
  • A parte de trás não é mais metálica, mas sim de algum tipo de plástico ou acrílico, preto e brilhante. Os botões de volume são cromados.
  • A bateria ainda é soldada no aparelho.

Nada foi dito sobre a capacidade de armazenamento do aparelho. Porém, olhando a imagem, nota-se a marcação “8GB” na parte debaixo do mesmo. Isto vai contra a crença de algumas pessoas, sobre a descontinuação da versão de 8GB na geração 2.

Se a foto for realmente verdadeira (coisa que duvido), há mais duas coisas a se constatar, uma legal, e a outra nem tanto. A legal é o logo da Apple, que parece ser iluminado assim como nos Macbooks. Não tão legal, é ver que a câmera parece não ter mudado nem um pouquinho. Nem se quer colocaram um flash!

Isto sugere que a Apple não está se importando muito com a qualidade das fotografias do aparelho (a do atual é péssima), e que provavelmente a resolução do sensor será a mesma.

O senso comum acredita que o iPhone geração 2 será apresentado em Junho, no WWDC. Até lá, tudo o que podemos fazer é esperar.

Por enquanto, acredite no que preferir. Por se tratar de Apple, os rumores estão só começando!

Update 26.04, 13:25hrs: Segundo o leitor William, a foto acima é um iPhone customizado pela empresa ColorWare.

Update 26.04, 16:15hrs: Segundo o blog Mac Rumor, iPhone da imagem na verdade é um iPhone normal, utilizando um case de acrílico. Isto tira a veracidade da imagem, mas talvez não das informações, já que o engadget afirma que vieram de uma fonte confiável.

Como falei no review, um dos pontos positivos do LG Viewty, é que você pode fazer quase tudo o que precisa, sem o auxilio da canetinha rímel stylus que vem com ele.

Levando em conta que ele é touchscreen, era óbvio que o pessoal ia desenvolver um pacote para deixar ele com a cara do iPhone. Mais do que isso, desenvolveram até uma funcionalidade, que faz o menu girar como um cubo em 3D, veja o vídeo:

Um ponto positivo para aqueles que não são fanáticos pela maçã, é que você terá um aparelho também com interface touchscreen, mas com duas enormes vantagens sobre o iPhone: Câmera Digital – um pouco mais – decente e tecnologia 3G (apenas no exterior). Vamos ignorar as superioridades do iPhone (Safari, Mac OS, SDK, Multi Touch, eeeeticetera), apenas para terminar o parágrafo. Leia mais

Olá, estou pensando em comprar um novo celular. Sempre tive interesse em um Palm, porém, nunca tive coragem para comprar um. Acho que agora chegou o momento. Quero uma sugestão para um smartphone que atenda algumas de minhas necessidades. Integração com o Office seria bom (por isso pensei em HTC), câmera seria interessante (Nokia N95), Wi-Fi(N95), GPS seria legal (N95 again), multi-touch (iPhone). Resumindo, será que estou muito indeciso ou um smartphone realmente bom ainda não existe?
- Douglas Pereira

Querido Douglas, welcome to my world! :D

Se houvesse alguma forma de fundir alguns modelos para criar a raça perfeita, tenha certeza que eu tomaria a frente na hora. Mas enquanto isso não acontece (e não acredito que venha a acontecer algum dia), tudo o que podemos fazer é focar no que realmente queremos, e ver qual aparelho supre melhor estas expectativas. Espero poder lhe ajudar ao longo do artigo.


Clique para ver e/ou comprar N95 e iPhone!

Já mostrei aqui no TecnoBlog, alguns modelos de HTC bem interessantes (dê uma lida aqui pra saber mais), sendo assim, a briga aqui será entre o Nokia N95 e o iPhone.

Nokia N95

Prós: Talvez o modelo mais top da Nokia atualmente. Um celular completamente multimídia, com câmera de 5 megapíxels e lente Carl Zeins. Faz vídeos em VGA (640 X 480 px), a 30 FPS (frames por segundo). Ele é chamado de SmartPhone, por possuir todos esses recursos multimídias, e ainda conectividade com rede Wi-Fi do tipo B e G. O N95 também é compatível com a rede 3G, e possui inclusive uma câmera frontal para vídeo-conferências.

O primeiro modelo do N95 possui até 160MB de memória interna, mas há uma versão mais nova no mercado, que vem com 8GB. Além disso, ele também suporta cartões de memória MicroSD em Hot Swap.

Além do teclado numérico, ele possui botões dedicados à funções musicais. This is cool!

Contras: Apesar de ser todo vangloriado por quem o conhece, vou ter que nadar contra a maré. Este aparelho não possui tela sensível ao toque, e nem teclado QWERTY, o que faz com que eu não o considere um legítimo SmartPhone. A não ser é claro, que você esteja interessado em navegar na internet e enviar e-mails, apenas com um teclado numérico.

Outra coisa não muito legal no N95, é que ele parece um tijolinho baiano. Um tijolinho deslizante, digamos.

iPhone

Prós: Um belo aparelho, com tela sensível ao (multi)toque, e cheio de firulas muito bacanas que aproveitam isso. O visor é grande (3,5”), e muito confortável para visualização de fotos e afins.

Apesar de não ter entrada para cartão de memória, o iPhone possui 8GB de armazenamento interno, e agora 16GB em sua nova versão. Isto é bastante espaço para colocar músicas e vídeos, e usá-lo como player digital.

O que faz do iPhone um excelente tocador, é o fato de ele utilizar o iTunes para isso. Desta forma, você não só possui um excelente player com Cover Flow, mas também um dispositivo móvel que se mantém sincronizado à sua biblioteca do computador.

Outra coisa sensacional é o seu navegador, uma versão reduzida do Safari. As páginas carregadas são exibidas da mesma forma que vemos no computador.

Contras: A primeira coisa a se observar na hora de (não) comprar um iPhone, é o fato de ele não suportar a tecnologia 3G. A segunda, é a câmera dele que é péssima, mais ainda por ser um aparelho da Apple. Sem flash, resolução relativamente baixa pela época que foi lançado, e por aí vai.

O terceiro ponto é o sistema operacional, que apesar de ser todo guti-guti ainda é novidade no ramo de mobiles, possuindo assim uma gama de aplicativos pequena em relação aos seus concorrentes.

Por último, a falta de botões físicos para funções musicais. Muita gente certamente vai chiar com este ponto, mas imagine você, andando com o aparelho mais cobiçado do planeta em algum lugar público (por exemplo) da cidade de São Paulo. Aí ele começa a reproduzir uma música que você não está afim de ouvir. O que você faz?

  1. Tira ele do bolso e troca de música, tocando a tela graciosamente, para todo mundo ver que você tem um iPhone, e crescer o olho em cima do coitado;
  2. Finge que enjoou de ouvir, e tira o fone de ouvido até que a música acabe.

Outra situação, é você precisando pausar ele, ou abaixar o som para falar com alguém. Pode voltar nas duas opções acima.

Update: A partir do firmware 1.1.1, para avançar a faixa ou pausar, basta dar um ou dois cliques no botão do microfone, que fica no fone de ouvido. (obrigado Hener e Quintino pela dica!)

Considerações finais

Dos aparelhos citados aqui, eu diria que ambos são maravilhosos players, mas ainda pecam no quesito computador de bolso. Se for questão de vida ou morte comprar um dos dois, eu fico com o iPhone, mas ainda com uma pulga atrás da orelha. Afinal, aquela câmera de 5MP do N95 deve ser muito boa! Sem falar claro, na falta do 3G.

Um outro bom investimento, seria o HTC TyTN (lê-se Táitan, do inglês Titan), um aparelho bem completo, que inclusive já está sendo fabricado aqui no Brasil. Ele não possui a câmera do N95, ou as firulas do iPhone, mas tem tela sensível ao toque, suporta rede 3G, e roda o famoso Windows Mobile.

Se nenhum deles te agradar por completo, puxa uma cadeira e senta aí. Já que não dá pra mesclar os dois aparelhos mais cobiçados do momento, o jeito é esperar até o lançamento iPhone v2.0. Até lá, meu Sony Ericsson K750i vai dando conta do recado.

________

Não sabe qual aparelho comprar? Clique aqui e envie a sua pergunta!

Antes de começar já solto o aviso: este texto é recheado de conteúdo inadequado para fan boys e Mac OS Xiitas. Vou manter a mesma linha de pensamento que sempre defendi aqui no TecnoBlog, aquela sem hipocrisias, que sabe que absolutamente nada é perfeito. Se você sabe lidar com isso, senta o dedo. Caso contrário, clique aqui para ver a versão anti-Microsoft desta mini-série.

Finder: Estrelando o primeiríssimo lugar desta lista, está um dos sistemas de gerenciamento de arquivos mais carente de todos os sistemas operacionais. Simplicidade é certamente uma das características do Finder. Tanto que chega a ser um defeito.

1 – Onde já se viu um gerenciador de arquivos não permitir recortar e colar arquivos? Quer coisa mais simples e prática que isso?! Pois é, no Mac OS ctrl+x e ctrl+v não existem. Para movimentar um arquivo, você tem que selecionar o dito cujo, arrastar em cima da pasta e soltar. Agora, se a pasta de destino estiver dentro de N diretórios, você terá que segurar o arquivo selecionado por alguns segundos em cima de cada pasta, e elas irão se abrir, até você chegar no diretório de destino. Mover arquivos desta forma nem seria tão ruim, não fosse a estrutura horrível do Finder.

2 – No Windows Explorer, vemos uma árvore de diretórios do lado direito, e o conteúdo da pasta do lado esquerdo. No Finder, temos uma seleção de atalhos que ocupam o lugar da árvore de diretórios, e isto definitivamente não é prático. Quer dizer, até seria, mas se além disso houvesse a tal arvore de diretórios. O modo de visualização que mais lembra o Explorer, é um que divide a janela do Finder em várias colunas, deixando tudo mais confuso ainda (questão de gosto, maybe).

3 – A ordenação dos arquivos também é muito confusa. Você pode ordená-los por nome, tamanho, classe, entre outros. Não importa qual destas você selecionar, arquivos e pastas se misturam na tela, bem diferente do Explorer, onde as pastas ficam em cima, e os arquivos embaixo.

4 – Arquivos de vídeo não possuem miniaturas. Pastas também não mostram seu interior através de miniaturas no ícone. Somente arquivos de imagem em si possuem este recurso, e ainda assim, não com a praticidade que há no Windows Vista. Lá, para configurar o tamanho da miniatura, é só deslizar um botão em uma barra e o tamanho dos arquivos muda em tempo real. Aqui no OS X, você tem que selecionar os modos de visualização da pasta antes.

Gerenciamento de Janelas: Quando fechamos uma janela no Windows, estamos na verdade encerrando o programa. No OS X, ao fechar uma janela, você está fazendo simplesmente isso! O programa continua em execução, comendo recursos da máquina.

A única utilidade disso, é tirar a janela ali da sua cara. Mas me digam, pra que existe a opção Minimizar então?

Padrão do Teclado: A questão do padrão não chega a ser muito contestável, já que cada empresa criou o seu, e se sobressaiu a que se popularizou mais. Mas alguns atalhos são realmente bem esquisitos no Mac, e fogem à máxima de simplicidade da Maçã. Por exemplo o atalho para excluir arquivos, que utiliza dois botões ao invés de um.

Há ainda alguns atalhos bem bizarros, que utilizam 4 teclas! Desde quando pressionar 4 teclas ao mesmo tempo é algo prático?

Softwares: Entendo que o sistema não é tão popular quanto o Windows, e só isto já justifica a quantidade pequena de softwares bons e gratuitos para Mac. Uma coisa que eu nunca tive costume de fazer no Windows é comprar softwares. Dada as excessões, eu sempre encontrava alguma solução Free ou até mesmo Opensource. Agora, já estou me acostumando com a idéia de ficar de olho em promoções de softwares. Sad but true.

Continuo adorando este sistema, que tem seus prós e contras como qualquer outro. O texto foi baseado nas minhas experiências com o Tiger, o que significa que algumas coisas podem ter mudado no Leopard. Mesmo assim dei uma pesquisada antes de publicar o texto, e não achei nada que alterasse as informações constatadas aqui.

Cara, é um dos meus objetivos de 2008 migrar para plataforma Apple (já uso linux =P), e estava pensando em tentar investir em um MacBook, mas tão já não daria, dado que o mais barato por aqui sai R$ 3500,00.Mas aí vi seu Mac Mini. Caramba, precinho super bom. Mas aí­ bate a dúvida, até quanto vale a pena investir em um Mac Mini? Ele supre todas as necessidades?

Sou programador/desenvolvedor web, não tenho tantas necessidades gráficas, mas preciso de um sistema estável e rápido. A configuração desta máquina já ta legal para começar no mundo Apple?

- Lucas Ferreira


Compre aqui seu Mac Mini pelo menor preço

Uma coisa que aprendi enquanto estudava a hipótese de comprar um Mac, é que não se deve perguntar para os atuais portadores se você deve comprar um ou não. A resposta é meio óbvia, se você disser que tem grana, todo mundo vai soltar um “manda bala”. Agora, se o dinheiro estiver curto, vão te falar a mesma coisa que explicarei no próximo parágrafo.

Ultimamente a Apple Brasil vem se movimentando bastante. Os preços de alguns Macs caíram consideravelmente, há várias lojas novas vendendo, e a maioria faz a partir de 10x sem juros. Ainda tem a expectativa da abertura de uma Apple Store no Brasil, que se acontecer, vai mudar várias coisas por aqui. De qualquer forma, acredito que você (assim como eu) não está disposto a ficar esperando, então vamos às constatações.

Pontos positivos

Pequeno, leve, bonito portátil, e com um preço bem atrativo para um Apple: R$ 1599,00 (modelo MB138LL/A). De cara, o que mais me impressionou foi o silêncio dessa belezinha. Eu tenho um péssimo hábito de muitos Geeks, passo as madrugadas conectado. O barulho do meu PC incomodava bastante, agora que uso o Mac Mini, o que faz mais barulho sou eu digitando.

O modelo em questão é relativamente simples em quesitos de Hardware, o maior destaque vai para o processador, um Core2Duo 1.83Ghz, com 2MB de cache L2. Não é “o monstro” de processamento, mas já é um Core2Duo, e roda tudo o que eu uso sem problemas. Sim, eu também uso (profissionalmente) softwares como Photoshop.

O Mac OS X é realmente um sistema muito gostoso de usar. É um amor cego, você se apaixona e não sabe pelo que. Outra coisa que pude notar, é que ele é absolutamente chupado simples em tudo. Enquanto o Windows possui uma biblioteca de drivers enorme, com suporte para “N” hardwares, e milhares de opções de configuração, o Mac é puramente simples. Pouquíssimas configurações.

Sim, funciona e muito bem! Mas certamente deve ser bem mais fácil produzir um sistema “de um hardware só”.

Pontos negativos

Há muitas semelhanças entre o hardware do Mac Mini, e do MacBook que você quer (modelo MB061LL/B). Podemos citar principalmente a memória Ram de 1GB, o HD de 80GB e o drive óptico que é um Combo (não grava DVD, apenas lê). No entanto, ambos são relativamente fracos.

Muitos me falavam que 512MB de Ram era o suficiente para Mac OS X Tiger, mas na prática não é bem assim. Basta abrir alguns programas (Firefox + Thunderbird + Adium + iTunes) que a memória já fica quase cheia. Se quiser começar a abrir mais coisas então, até o Exposé dá uns soquinhos.

Neste final de semana fiz upgrade no meu Mac, coloquei 2GB. Isso deve resolver o problema, ainda mais porque eu nem instalei o Leopard ainda. O grande problema agora é o HD, que está com apenas 10GB de espaço livre. Não dá nem para instalar o Windows para rodar o Corel Draw, coisa que estou precisando urgentemente.

No caso de um Web Developer, fique avisado: o Firefox no Mac trava que é um absurdo! Por outro lado, o Thunderbird parece funcionar bem melhor. No caso de softwares para codificar, ainda não achei um muito bom. Estou usando (por indicação de amigos) o TextMate, mas ele não chega nem aos pés do Notepad++. Sem falar no fato de ele ser pago.

Aliás, esteja preparado para pagar, pois a maior parte dos softwares bons para Mac, não é free.

Considerações finais

Apesar dos pontos fracos de Hardware, com certeza a compra é válida! Com mais 600 reais você consegue colocar 2GB de Ram, e um HD de 160GB. Isso já o deixa com mais espaço em disco do que o modelo acima deste (MB139LL/A), que possui um HD de 120GB, e a mesma quantia de memória Ram. A melhor notícia, é que este modelo custa 2.999,00 reais, e o seu sairá por apenas R$ 2.199,00.

É claro que o modelo MB139LL/A tem a vantagem de possuir um processador de 2Ghz, e um drive que grava DVD, mas aí vai depender da sua necessidade. Se for para gastar tudo isso, talvez compense comprar alguma outra máquina da própria Apple, ou esperar o próximo Keynote para ver se sai algum upgrade de hardware para o Mac Mini.

Afinal, computadores que não gravam DVD são tão.. jurássicos! (entendeu Sr Jobs?)

________

Não sabe qual aparelho comprar? Clique aqui e envie a sua pergunta!

A minha conta bancária sempre foi na Caixa Econômica, e sobre isso nunca tive nada a reclamar. O Internet Banking também sempre foi muito bom, está sempre passando por reformas e melhorias de segurança. A última delas foi recentemente (~2 meses), onde para poder acessar a conta via web, se tornou necessário instalar um plugin no Firefox, e cadastrar o seu computador no sistema.

No processo de cadastramento, passei despercebido por uma opção que dizia algo assim: “Concordo que esta conta só poderá ser acessada a partir de computadores que utilizem o sistema operacional Windows, com o navegador Internet Explorer ou Mozilla Firefox.”. Na época eu só usava Windows mesmo, então whatever.

Bom, vamos adiantar um pouquinho a fita, para a parte em que eu ligo para o suporte, questionando o atendente sobre essa “medida de segurança”.

_ Mas me explique uma coisa. Por que diabos vocês fazem essa restrição só permitindo o uso de Windows? Me explique de qual forma a segurança aumenta, quando se “proíbe” o uso de sistemas como Linux ou Mac OS. – perguntei em um tom de sarcasmo

_ É porque esses sistemas são bastante utilizados por hackers. – respondeu o caboclo

_ Sim, são bastante utilizados, e não atacados. – respondi aumentando o tom de sarcasmo

Ele pensou um pouquinho, e logo respondeu: O senhor deseja que eu desative a opção?

Não! Eu liguei só para perguntar o telefone da pizzaria. Ok, essa parte ficou só no pensamento, (in)felizmente.

Todo mundo que passa o dia todo sentado na frente de um computador já teve algum probleminha com L.E.R., ou coisa parecida. A sigla L.E.R. significa Lesão por Esforço Repetitivo. Sabe aquele negócio de ficar mexendo o mouse pra lá e pra cá o dia todo? Então, faz um bem danado pro seu pulso! E pro meu também.

Faz dois anos que eu uso uma tala no pulso direito, afim de diminuir um pouco as dores que tenho por conta do meu vício digital. No começo do ano passado, eu ainda comprei um mouse pad daqueles com gel, que mantém o pulso na altura da mão. Depois disso eu raramente usava a tal da tala, até encarar o Mac OS X.

É incrível como a aceleração do mouse neste sistema consegue ser tão ruim! Os mouses da Apple tem fama de serem péssimos. Geralmente porque eles abusam no design, o que acaba prejudicando a ergonomia. Quem não se lembra daquele mouse redondo, que até hoje é motivo de piada?

Hoje vejo que o problema não é só no mouse, mas sim na forma com que o sistema interpreta o sinal. O meu mouse da Microsoft é o melhor mouse que já usei. Tanto nos Windows XP e Vista, quanto no Ubuntu, Fedora, Kurumin e Kalango. É isso aí. Pode excluir essa idéia de que o problema se dá pelo cruzamento de marcas (Microsoft em um Apple). No Linux funciona muito bem, obrigado.

Resultado, estou usando o mouse sem mouse pad. Aquele anti-L.E.R. que eu falei que comprei, foi aposentado. Nele o ponteiro se perdia de vez! E olha que ele é inteiro preto e revestido com uma malha anti-reflexiva.

Ainda não ficou tão preciso quanto era no Windows, mas só o fato de que o Mac Mini não faz um ruidozinho sequer, já compensa (demais!) o incômodo.

Por falar em Mac, já encomendei meu Mac OS X Leopard pela promoção dos 19 reais. Tomara que nele, esta parte tenha sido melhorada. Ou será que sou o único no mundo que reclama disso?

Update 05.01.2007: Por indicação do amigo Nando (que usa o mesmo Mac Mini + teclado e mouse Microsoft), baixei e instalei um driver original da Microsoft para Mac OS X. Agora ficou melhor, quase tão bom quanto no Windows.

Depois de instalar o pacote e reiniciar o computador, um novo item aparece nas Preferências do Sistema. Através deste, você pode regular a velocidade do mouse e do scroll. É possível também personalizar as ações de cada botão de forma universal, ou individualmente para cada aplicativo.

O meu mouse só tem 3 botões, mas agora, graças a esta funcionalidade, toda vez que eu clico com o botão do meio (scroll) o Exposé é ativado. Extremamente prático!

Semana passada, enquanto eu andava pela Fnac da Av. Paulista, recebi uma ótima notícia: o computador do meu pai pifou. Não, não estou sendo irônico, isso é sim uma ótima notícia. Deixe-me explicar.

Meu pai trabalha com edição de vídeos e fotografia. Para isso ele utiliza dois computadores, dos quais, o segundo estava meio capengando. Agora bateu as botas de vez.

Faz um tempo que tenho vontade de comprar um Mac, mas eu sempre desistia desta idéia, por não saber que fim dar ao meu PC atual, que é muito bom. Por isso mesmo a notícia se encaixou como uma luva nos meus interesses!

_ Que tal comprar um Mac Mini e dar meu pc para o meu pai? Desta forma, eu continuo com o meu LCD de 19”, e kit mouse e teclado Microsoft (ironia). – Pensei

Só faltava uma coisa, achar um pobre coitado de um Mac Mini em alguma loja, em plena véspera de Natal. Santa Claus me deu um balé, e eu achei que não conseguiria. Chegou ao ponto de eu encontrar um no meio da tarde na Americanas, e de noite quando fui comprar já não tinha mais em estoque.

Fiz até amizade com o representante da Apple da Fnac, e foi isso que acabou me salvando. O cara pegou o celular e saiu ligando para todas as lojas concorrentes que trabalham com Apple. Um dia depois, passei pela Fnac de novo, e logo que ele me avistou já veio falando:

_ Cara, achei o Mac que você queria! Chegou mais dois lá no Extra da Itaim!

_ Nossa! Manda o cara guardar que eu vou lá agora! – Respondi instantaneamente

Saí correndo que nem doido no meio da loja e entrei no primeiro busão que vi. Eu não tinha nem talão de cheque comigo! Paguei uma parte no débito, outra no crédito e outra com o corpo em dinheiro! Mas valeu a pena, consegui comprar meu presente de Natal para mim mesmo. :)

Bom, neste exato momento, a minha família está toda reunida na cozinha, comendo, bebendo e tudo mais. Falta pouquinho para a hora de estourar a champagne!

Aproveito então para desejar um ótimo Natal a todos os meus queridos leitores! Espero que vocês sejam menos Geeks do que eu, e estejam com suas famílias a uma hora dessas, e não na frente do computador como este doido que vos escreve! :lol:

Mas saibam que faço isso por vocês. ;)