“Os seios mostrar você vai”: 12 vezes mais pervertidos do que pervertidas no Chatroulette

Nem só de pianistas dotados do dom de improvisar é formado o corpo de usuários do Chatroulette. Robert J. Moore, CEO da RJMetrics, apresentou em um post como convidado do TechCrunch os resultados da pesquisa que sua empresa realizou sobre a demografia do Chatroulette, e, resumidamente, conclui-se que o serviço tem muitos homens, vários americanos e… um bom número de pervertidos!

Alguns destaques da pesquisa:

  • 72% dos usuários são homens sozinhos e 4% é um grupo de homens;
  • 9% são mulheres sozinhas, e 2% é um grupo de mulheres;
  • 11% dos chats são sem pessoa alguma aparecendo no vídeo (ou seja, é mais provável você falar com uma cadeira vazia do que com uma mulher sozinha!);
  • Cerca de 70% dos participantes têm entre 20 e 30 anos;
  • 47% estão nos EUA, o segundo lugar é da França (15%) e o Brasil nem é mencionando na pesquisa;

Agora um momento para falar dos pervertidos. Como não seria surpresa em um serviço em que pessoas são aleatoriamente colocadas em um chat de áudio e vídeo com um estranho (que às vezes pode ser bem estranho mesmo), há uma boa quantidade de material impróprio no Chatroulette. Para a pesquisa, foram considerados pervertidos todos aqueles que aparentavam não estar vestidos, mostravam nudez explícita ou pareciam estar cometendo… errr… “atos impróprios”, digamos assim…

O total de pervertidos foi de 13% dos participantes do Chatroulette, ou seja, cerca de um em cada oito chats em que você for parar terão algo inadequado na telinha. E desses pervetidos todos, apenas 8% são mulheres, o que, combinado com a participação de mulheres no serviço, significa que menos de 1% dos usuários totais são mulheres pervertidas. Ou seja, desistam rapazes, é duas vezes mais provável (entre 1% e 2%) encontrar uma imagem pedindo por nudez feminina (como a imagem acima) do que de fato ver uma mulher nua no Chatroulette.

Se você chegou aqui pelo Twitter, a página do post pode ter sido carregada quase 2 segundos mais devagar do que se você tivesse acessado pera URL própria do Tecnoblog. Essa é uma das conclusões as quais chegou uma pesquisa iniciada pela empresa WatchMouse, que mediu a confiabilidade de serviços de encurtamento de URLs na web.

Facebook: bom como rede social, péssimo como encurtador de URLs

A empresa monitorou os 14 serviços encurtadores mais usados durante o decorrer do mês, medindo a cada cinco minutos em algum dos seus servidores no mundo quanto tempo cada serviço demora para redirecionar o usuário para uma página. Tenha em mente que eles não mediram quanto tempo a página demorava para abrir, apenas o redirecionamento.

A pesquisa concluiu que os redirecionadores mais rápidos são o Goo.gl e Youtu.be, ambos controlados pelo Google, que geram um atraso máximo de pouco mais de 320 milissegundos. O mais devagar foi o Fb.me, usado pelo Facebook, que pode garantir até mais de 2 segundos perdidos na navegação do usuário. Sobre o uptime dos servidores, apenas o goo.gl e twit.tl (esse último administrado pelo Twitter) mantiveram-se no ar durante 100% do tempo monitorado. O menos confiável foi o Snurl.com, que ficou fora do ar durante 2% do tempo em que foi testado.

Snurl.com: sai do ar com mais frequência

Snurl.com: sai do ar com mais frequência

Em geral, a WatchMouse diz que encurtadores deixam a web mais devagar e podem expor o usuário a links maliciosos mais facilmente. Porém, eles trazem vantagens como a possibilidade de fazer tracking de estatísticas de clique. Fica a cargo do usuário decidir se a troca vale à pena. [Techcrunch]

Firefox 3.0: robôs

A fundação Mozilla, responsável pelo desenvolvimento do navegador Firefox anunciou o fim da linha para sua versão 3.0, que deixará de receber suporte de fábrica a partir do próximo dia 30 de março.

Um aviso deixado pela organização em sua wiki oficial afirma que a atualização 3.0.19, que deverá ser lançada no final desse mês, será a última correção de segurança e estabilidade feita para o programa, que a partir daí deixará seus usuários por conta de sua própria sorte. Os navegantes que quiserem manter seus computadores devidamente seguros e protegidos (ou seja, todo mundo) podem fazer a atualização para o Firefox 3.6 ou procurar as últimas versões do Chrome, Safari, Opera ou até mesmo do Internet Explorer.

Lançado no dia 17 de junho de 2008, o Firefox 3.0 (nome-código Gran Paradiso) foi recebido com festa por seus entusiastas junto de uma campanha chamada World Download Day, que fez o programa entrar para o livro do recordes depois de atingir a marca de 8 milhões de downloads em um único dia. Apesar de parecer prematuro, o final de seu suporte foi adiado diversas vezes por sua empresa-mãe por conta de atrasos no desenvolvimento de suas versões mais recentes.

O Firefox 3.0 sai de cena com sua família abocanhando cerca de 20% do mercado de navegadores de internet em todo o mundo e deixa como maior legado a estranha fixação por robôs de seus desenvolvedores. [Register]

Faz tempo que a gente não vê a Nokia fazendo grandes movimentações no mercado de telefonia, seja nos segmentos convencionais, seja nos smartphones. Não pense, no entanto, que a empresa anda contente com o modo como gere o próprio negócio. Ela ainda é a maior fabricante de dispositivos móveis do mundo – embora a Apple diga o contrário -, mas segue ladeira abaixo quando falamos de admiração da marca e desejabilidade.

Mas não pense que só você e eu temos essa percepção. Olli-Pekka Kallasvuo, presidente mundial da Nokia, disse em entrevista à revista Business Week que a empresa sabe que precisa ganhar mais fôlego para competir em um mercado em franca expansão com bilhões de dólares previstos para os próximos anos.

Ao comentar a declaração do analista Michael Gartenberg de que a Nokia havia se tornado uma reacionária no mercado de celulares, em vez de liderar mudanças, Kallasvuo disse que a empresa tem sido bastante proativa no desenvolvimento “de conteúdo, software e serviços” para dispositivos móveis.

Ainda respondendo à pergunta, o executivo afirmou que 2010 será um ano decisivo no qual a Nokia vai lançar mecanismos que estiveram em produção em 2008 e 2009. “Então sim, nós temos que nos mover mais mais rápido. Temos que transformar a empresa ainda mais rápido”.

Sobre a Nokia Comes With Music, loja virtual de  músicas que assegura acesso ilimitado a canções por determinados períodos de tempo (e em alguns aparelhos apenas), Kallasvuo disse que o serviço começou lentamente em 2008. No entanto, vem “ganhando velocidade e tração” com tempo, principalmente graças ao cuidadoso processo de abrir a loja com conteúdo local.

Quando perguntado sobre possível interesse em comprar a Palm, o executivo disse apenas que não pode especular sobre o assunto. Hum…

[via Business Week]

Sem multitarefa ou copiar e colar. What's next?

Quando foi especulado que a Microsoft copiaria o iPhone OS ao criar a nova versão do seu sistema operacional para aparelhos móveis, alguns duvidaram. Até que a interface foi exibida e percebeu-se que alguns elementos, como o rearranjo de ícones, foram certamente inspirados no celular da Apple.

Já na MIX 2010, evento para desenvolvedores Microsoft acontecendo essa semana em Las Vegas, algumas outras semelhanças ficaram evidentes. Por exemplo, o fato de que celulares com Windows Phone 7 não terão habilidades multitarefa, algo muito pedido por grande parte dos usuários do iPhone e que não é atendido pela Apple. E hoje mais um detalhe foi revelado: o sistema não vai vir com a habilidade de copiar e colar, assim como as primeiras versões do iPhone OS.

A justificativa da Microsoft para a falta de multitarefa é a conservação da bateria. Já sobre a ausência do copiar e colar, a empresa garante que ‘usuários não precisam’ dessa característica e o Windows Phone 7 já conta com um sistema de detecção de dados que substitui o copiar e colar, seja para endereços, telefones ou contatos. Será o suficiente para o público do sistema? Veremos quando ele for lançado, provavelmente no final desse ano. [DownloadSquad]

[Atualização dia 18/03]: E as semelhanças continuam a aparecer: o time de desenvolvimento do Windows Phone 7 afirma que a primeira versão do sistema não terá copiar e colar, mas garante que as demais iterações virão acompanhada dessa característica. Igual ao iPhone.

Alguém numa agência de publicidade australiana pode ter acabado de perder seu emprego ao disponibilizar os anúncios da Apple mais cedo do que deveria. Nos banners, vistos pela primeira vez nessa página, são exibidos novos preços para os notebooks Macbook Pro e Macbook Air e para o servidor Mac Pro, todos eles com aumentos consideráveis.

O novo preço inicial de Macbook Pro teria passado de A$1599 (R$ 2603) para A$1899 (R$3092) e o do Macbook Air de A$1999 (R$ 3254) para A$2399 (R$ 3906). Já o Mac Pro, que antes era encontrado por A$3599 (R$ 5860), passaria a ser vendido por A$4499 (R$ 7325). Todos os preços estão em dólares australianos.

Na loja online da Apple na Austrália, os preços antigos ainda estão sendo mostrados, o que evidencia que os anúncios podem ter sido colocados no ar por acidente.

Se for confirmado a veracidade dos anúncios, moradores da cidade de Cuppertino deverão ter cuidado com a fumaça que será gerada pela raiva fumegante de Steve Jobs quando ele descobrir o que aconteceu. [Engadget]

A imagem de uma criança nua capturada pelo Google Street View na Inglaterra obrigou a empresa a se desculpar, após severas críticas.

A imagem mostrava um menino que supõe-se ter por volta de cinco anos de idade com as calças abaixadas, aparentemente saindo de um banheiro em Wimbledon Common, no sudoeste de Londres. Uma mulher ajudava o garoto a se vestir enquanto um homem tomava conta.

O Google teria por padrão borrar a face de todas as pessoas capturadas pelo Street View, assim como as placas de todos os veículos. Mas não foi isso que aconteceu, pois apesar da face do menino estar devidamente borrada, a placa do carro da família não estava, ameaçando assim a privacidade da criança e seus familiares.

O Google removeu as imagens logo que foi alertado do ocorrido, e um porta-voz fez o seguinte comunicado:

“Nós pedimos desculpas por qualquer preocupação não-intencional que isso possa ter causado. Qualquer um que tenha preocupações sobre a privacidade e queira remover alguma imagem pode fazer [a remoção] rápida e facilmente.”

[Daily Mail]

A Oi divulgou nessa terça-feira o balanço financeiro referente ao ano comercial de 2009. Os números, que normalmente são fabulosos em operadoras de telefonia, deixam um pouco a desejar: a empresa conseguiu prejuízo de R$ 436 milhões. Uma nota preta que vai deixar a supertele brasileira sem fazer grandes movimentações por algum tempo.

De acordo com analistas do mercado, o principal motivo para um prejuízo de meio bilhão de reais foi a incorporação da Brasil Telecom pela Oi, que foi concluída em 2009. Um enorme gasto teve que ser feito para pagar a compra e também para iniciar o processo de integração entre as duas empresas, o que resultou em demissões de funcionários em cargos que seriam duplicados na nova estrutura da Oi/BrT.

Outro motivo que também afetou negativamente a Oi foi o início das operações em São Paulo, onde a empresa não estava presente. Para oferecer telefonia celular aos paulistas, cerca de R$ 350 milhões foram gastos. A operação em São Paulo, no entanto, só deve sair do vermelho e começar a dar lucro no próximo mês.

A Oi tem valor de mercado estimado em R$ 40 bilhões.

Caso algum leitor queira mandar um dinheirinho para ajudar a pagar a dívida da Oi, é só me mandar um e-mail que eu respondo informando o endereço da sede da empresa, no Rio de Janeiro. Ou não. ;)

[via O Estado de São Paulo]

Skype: não pode.

Skype: não pode.

Residentes do Egito terão mais dificuldade ao tentar falar com amigos e parentes que moram longe por meio do Skype (ou qualquer outro aplicativo de Voz sobre IP) em conexões de dados. De acordo com a Reuters, as operadoras Vodafone Egito, Mobinil, Etisalat Egito estão obrigadas a bloquear esse tipo de uso em redes 3G, seja para computadores com minimodem USB instalado, seja para smartphones capazes de rodar programas de VOIP.

A regulamentação de telecomunicações do país, que fica no Oriente Médio, prevê que todas as ligações telefônicas internacionais passem pela infraestrutura da Telecom Egito, maior operadora de telefonia egípcia que é em parte controlada pelo governo local.

O que acontece é que a autoridade nacional que fiscaliza e regulamenta as telecomunicações percebeu, nos últimos meses, uma queda acentuada na quantidade de ligações internacionais. Devido a isso, a decisão de proibir chamadas por meio de VOIP foi tomada. “Qualquer tráfego fora do canal internacional [de chamadas telefônicas] é contra a lei“, disse Amr Dadawy, chefe do órgão equivalente à Anatel no Egito.

Em outras palavras: para proteger o mercado de telefonia fixa, que sofre para competir com os preços mais baixos da telefonia através da internet, o governo egípcio optou por simplesmente proibir o Skype no celular. Curiosamente, op VOIP ainda funciona normalmente em desktops.

A Vodafone Egito confirmou que a probição está em vigor e disse que já trabalha nela.

Criado por um estudante russo de 17 anos de idade, o Chatroulette é uma página que permite que seus usuários conversem com pervertidos desconhecidos com a webcam e som ligados, mecanismo radical de socialização que vem fazendo sucesso pela rede desde seu lançamento, em dezembro.

Depois da curiosidade inicial o serviço estaria destinado ao inevitável esquecimento se não fosse um maluco sujeito identificado somente como Merton, que tem chamado a atenção depois de postar no Youtube um vídeo que aparece fazendo canções improvisadas ao piano, inspiradas nas pessoas com quem ele foi posto para conversar. De quebra, ele transformou um site quase totalmente frequentado por esquisitões de toda espécie em alguma coisa minimamente interessante. Confira:

Será que um pra lá de tradicional repentista brasileiro faria o mesmo sucesso por lá?