Clã tecnobloguiano no CParty!

Se você vai na Campus Party (que começa hoje em São Paulo), está oficialmente convocado a representar a nossa equipe no Ultimate ID Championship – um game no melhor estilo Super Trunfo, só que mais tecnológico!

O game irá premiar os vencedores da competição com brinquedinhos como quatro Playstations 3, cinco netbooks e o sortudo que fizer mais pontos no jogo ainda ganha uma viagem para conferir o Campus Party original em Madri, na Espanha.

Eis as equipes que estão na disputa: Tecnoblog, Sedentário & Hiperativo, Com Limão, Ah Tri Né!, Cerveja com Ogros e Nerdstock.

O jogo poderá ser disputado pelo site e também na arena lá na CParty. A grande diferença é que, jogando na arena, os seus pontos valem quatro vezes mais do que pelo site.

Para começar a jogar, você só precisa se cadastrar na equipe do TB no site, retirar o seu card RFID no estande da Telefônica e pronto! Agora é só  correr para fazer o máximo de pontos que você conseguir. :D

Além disso, as batalhas disputadas na arena do #uidc na CParty serão exibidas ao vivo no telão do jogo.

E os prêmios? Ah, os prêmios!

A tabela é a seguinte:

1º lugar: Uma viagem para acompanhar o Campus Party em Madrid na Espanha! Para quem não sabe, é de lá que o CParty vem.

2º ao 5º lugar: Um Playstation 3 para cada um!

6º ao 10º lugar: Um netbook cada.

11º ao 100º lugar: Kit UiDC – camisetas e agasalhos oficiais do jogo.

Não tem nada de sorteio, aqui quem faz mais pontos leva o melhor prêmio. Então acho melhor você não perder tempo. ;)

O líder da equipe que fizer mais pontos também ganha a passagem para o Campus Party em Madri. Em outras palavras, isso significa: cobertura especial do evento aqui no TB!

Nos encontraremos no estande do #uidc lá na CParty às 10h30 desta terça-feira, para dar o apito inicial do jogo. Estarei no aguardo dos companheiros Tecnobloguianos.

Let’s Rock!

PS: Similariedades embaraçosas no logo do nosso clã devem ser consideradas apenas uma infeliz coincidência.

Pelo visto a Microsoft está com sua equipe de segurança fazendo hora-extra. Além da falha crítica do Internet Explorer recentemente corrigida, a empresa confirmou a existência de uma falha de segurança que há quase 17 anos deixa todas as versões de 32 bits do Windows vulneráveis (incluindo o Windows 7) e permitiria que seu PC fosse “sequestrado” por um hacker (ou cracker, se preferir) que se aproveitasse da brecha.

A vulnerabilidade encontra-se no subsistema Windows Virtual DOS Machine (VDM) e foi denunciada na terça-feira (19) por um engenheiro do Google, Tavis Ormandy, em uma lista de e-mails sobre segurança.

Falha de segurança está lá há 17 anos.

A brecha de segurança foi adicionada ao núcleo do Windows em julho de 1993, com o lançamento do Windows NT, e desde então continua lá. A VDM permite que o Windows de 32 bits execute software de DOS ou de Windows 16 bits. No alerta de segurança emitido, a Microsoft afirma que não está ciente de nenhum ataque que explore essa vulnerabilidade e sugere que, como um paliativo enquanto a falha não é corrigida, a VDM seja desabitada, o que impede a execução de aplicativos em 16 bits. Veja abaixo como fazer isso:

Desabilite o subsistema NTVDM
1. Clique em Iniciar, Executar, digite gpedit.msc na caixa Abrir e clique em OK.
Isso abre o console de Diretiva de Grupo.
1. Expanda a pasta Modelos Administrativos e clique em Componentes do Windows.
2. Clique na pasta Compatibilidade de aplicativos.
3. No painel de detalhes, clique duas vezes na configuração de diretiva Impedir acesso a aplicativos de 16 bits. Por padrão, ela é definida como Não Configurado.
4. Mude a configuração de diretiva para Ativado e, em seguida, clique em OK.
Impacto da solução alternativa: Os usuários não poderão executar aplicativos de 16 bits.

A falha de segurança é classificada pela Microsoft como “importante”, que é o segundo maior risco, depois da classificação “crítico”. “Para se explorar esta vulnerabilidade, um invasor […] precisaria já ter uma conta na máquina a ser invadida”, explicou Jerry Bryant, gerente de programas do Microsoft Security Response Center (MSRC).

CPF passará a poder ser solicitado online

Os brasileiros passarão a poder solicitar a emissão de CPF pela página da Receita Federal na internet até o final de fevereiro, informou o Secretário da Receita Otacílio Cartaxo.

Essa novidade é parte das reformas que a Receita está realizando com o objetivo de modernizar o atendimento ao contribuinte, afirma o secretário.

“No portal do contribuinte, o cidadão já pode tirar certidão negativa, imprimir o Darf, fazer o pagamento e consultar a malha fina. O fechamento dessa reforma é exatamente o CPF online, que sai até o fim de fevereiro,” disse Cartaxo.

O CPF, por enquanto, só pode ser obtido através dos Correios ou das agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. [Agência Brasil]

O Nexus One foi lançado com grande alarde (embora não tenha tido um sucesso de vendas comparável). Uma das críticas que a plataforma Android recebe, em inevitável comparação com o iPhone, é que os aparelhos (incluindo o Nexus One) não suportam gestos multi-toque. Agora, através de um hack, o Nexus One suporta.

Steve Kondik, conhecido como Cyanogen, apresentou um código para modificar o Android 2.1 e possibilitar o uso de gestos multi-toque em seu navegador. Por enquanto isso é tudo que ele faz, mas pode-se esperar que no futuro outras aplicações — como os mapas, por exemplo — passem a se beneficiar dessa alteração. Quem tiver um Nexus One e quiser experimentar pode encontrar as instruções e arquivos aqui. Mas estejam avisados, os favoritos e configurações do navegador serão resetados ao executar o procedimento. Vejam como fica a navegação após o hack:

Para quem prefere uma alternativa menos radical, há um app para isso. O navegador Dolphin, disponível gratuitamente no Android Market, faz navegação com multi-toque sem precisar hackear o sistema — entre muitas outras funcionalidades. Além disso, ele é compatível com outros modelos de Android, como o Motorola Milestone por exemplo. Veja um vídeo mostrando o Dolphin em funcionamento:

"Lucas Silva e Silva, direto do mundo da lua"

Um upgrade realizado nesta semana nos computadores da Estação Espacial Internacional tornou possível que todos seus astronautas possam desfrutar de uma conexão à web durante suas estadas fora do planeta Terra, informa a Nasa.

O novo sistema entrou no ar nessa sexta e foi “inaugurado” oficialmente quando o oficial T. J. Creamer se conectou à rede e postou uma mensagem em seu perfil no Twitter, o @astro_TJ:

Olá pessoal! Agora estamos AO VIVO twitando da Estação Espacial Internacional, e esse é o primeiro tweet do espaço! ; ) Mais tarde, mandem suas perguntas!

Anteriormente, todos os tweets enviados do espaço eram recebidos por e-mail pela equipe de controle na Terra e postados nas contas dos astronautas. Agora o novo acesso pessoal à web, chamado de Crew Support LAN, usa a estrutura de comunicação pré-existente entre o comando de solo e a estação para permitir a navegação da web sem intermediários.

Atualmente a Nasa é o órgão governamental que mais se empolgou com o Twitter e conta com aproximadamente 100 perfis, entre funcionários, astronautas, departamentos e projetos especiais.

No comando da Microsoft desde que Bill Gates pendurou as chuteiras, em junho de 2008, Steve Ballmer pode ser conhecido por tudo, menos por ser tímido – o clássico episódio da Monkey Dance que o diga.

Em visita à universidade Trevecca Nazarene, em Nashville, Tennesse, um estudante resolveu provocar o executivo e pediu que ele autografasse seu notebook, o que não seria nada demais se a máquina em questão não fosse um Macbook Pro com corpo de alumínio, fabricado por sua arqui-rival Apple. Sem perder o rebolado, o gordinho não pensou duas vezes antes de deixar sua marca na tampa do computador. Confira:

Dá pra imaginar o simpático Steve Jobs fazendo coisa parecida num HP ou num Dell? [TechFlash]

Será que vai precisa rebobinar?

O Youtube anunciou em seu blog oficial que a partir desta sexta-feira passará a oferecer um novo serviço de aluguel de filmes pela rede. Por hora disponível apenas nos EUA, inicialmente a novidade permitirá que os navegantes paguem US$ 4 (R$ 7) para terem o direito de assistir aos filmes The Cove, One too many mornings, Homewrecker, Children of invention e Bass Ackwards, que fazem parte da programação do festival de cinema independente de Sundance, que acontece nos EUA. Os filmes estarão disponíveis para locação até o encerramento do festival, que acontece no próximo dia 31.

Apesar da programação ainda limitada, o site de vídeos afirma que nas próximas semanas pretende anunciar parcerias com outros estúdios e distribuidoras independentes para a disponibilidade de seu conteúdo na rede. “Oferecer seu conteúdo na web desta maneira permitirá ao artista ter um rígido controle a distribuição de seu trabalho, mantendo todos seus direitos”, escreveu a empresa no site.

Os pagamentos serão realizados através do Google Checkout, obscuro serviço de processamento de transações financeiras da gigante da web que existe desde 2006 e disponível apenas nos EUA e Reino Unido.

Por hora, os usuários brasileiros estão tão fora da festa que não é possível nem mesmo assistir aos trailers oficiais do festival de cinema, que têm seu conteúdo bloqueado desse lado do equador.

Recentemente o YouTube anunciou a opção de exibir seus vídeos em um player baseado unicamente em HTML5, que dispensa o plugin do Flash. Logo na seqüência o Vimeo — provavelmente o principal concorrente do Google na área de vídeos sob-demanda online — deu a seus usuários também a opção de assistir a vídeos via HTML5.

As vantagens e restrições são basicamente as mesmas que o YouTube apresenta. Usuários do Firefox (mesmo na recém-lançada versão 3.6) continuarão sem opção além de usar o Flash Player. Isto porque o codec Ogg Theora — o único com o qual o Firefox é compatível — não será suportado pelo Vimeo, apenas o codec H-264. Segundo o blog da equipe do Vimeo, essa escolha foi feita porque “no momento, h264 nos permite a maior flexibilidade para exibir [vídeos] em diversos aparelhos e players com o mesmo arquivo.”

Além de apenas ser compatível apenas com o Chrome, Safari e o Internet Explorer com o Chrome Frame, os vídeos não serão exibidos em tela cheia, e apenas cerca de 65% dos vídeos atualmente hospedados na plataforma serão imediatamente passíveis de serem exibidos via HTML5. Dito isto, quem quiser clicar no link “Switch to HTML5 player” sob os vídeos poderá esperar uma performance mais rápida e leve do que com a utilização do plugin do Flash.

Os serviços de navegação por GPS nos aparelhos da Nokia passam a ser de graça, incluindo a orientação curva-a-curva guiada por voz para pedestres e veículos. O serviço contará com mapas de 180 países e estará disponível em 46 idiomas.

O novo Ovi Mapas já está disponível mundialmente para download em dez modelos de celulares da Nokia, mas aqui no Brasil por enquanto ele apenas é compatível com o Nokia 6710 Navigator e o Nokia 5800 Comes With Music. Nas próximas semanas o Nokia N97 entrará também para essa lista, e até o final de abril mais quatro modelos (ainda não especificados) também se tornarão compatíveis com o novo aplicativo de navegação.

O pacote de serviços gratuito virá instalado em todo novo aparelho — que seja compatível, claro — com os mapas do país onde ele for adquirido, e poderá ser utilizado por toda a vida útil do aparelho sem a necessidade de licenças adicionais. Aparelhos compatíveis que já estiverem no mercado precisam baixar o aplicativo no site do Ovi Mapas.

Após pré-carregados, os mapas poderão ser acessados sem uma conexão com a internet, o que economiza bateria e elimina a necessidade de um plano de dados (ou diminui o gasto dos seus preciosos megabytes, que as operadoras fazem questão de contar um a um).

Nesta quinta-feira a Microsoft publicou uma atualização de segurança do Internet Explorer para proteger seus usuários de oito vulnerabilidades, incluindo a que possibilitou ataques às operações do Google na China semana passada.

Leia mais:

O perigo dessa vulnerabilidade específica consiste no fato de que bastaria visitar um site mal-intencionado se aproveitando dela para que ele pudesse tomar o controle do PC vulnerável, não seria necessário nem mesmo baixar ou executar qualquer tipo de programa.

A atualização fecha essas brechas de segurança e deve ser baixada automaticamente para a maioria dos usuários do Internet Explorer. Para atualização manual, deve-se visitar esse site. A empresa disse que as outras sete vulnerabilidades corrigidas não eram publicamente conhecidas anteriormente.

“A Microsoft recomenda, ainda, aos clientes que utilizam as versões antigas do browser, que façam a migração para o Internet Explorer 8, considerado o pelo NSS Labs o browser mais seguro do mercado hoje. Além disso, o Internet Explorer é o único navegador com autenticação de segurança automática do ICP-Brasil, que beneficia usuários no acesso a recursos e sites seguros da Internet,” escreveu em comunicado à imprensa Marinês Gomes, Gerente de segurança da Microsoft.

A atualização é recomendada a todas as versões do navegador, desde o Internet Explorer 6, qualquer que seja a edição do sistema operacional da Microsoft em que ele esteja rodando.