bit.ly

Goo.gl fica mais parecido com o Bit.ly

14/04/2011 às 14h25, por

O Google apresentou novidades bem interessantes para o seu encurtador de URLs. Talvez você não saiba, mas o Goo.gl deixou de ser apenas uma API para ter uma interface completa e várias funcionalidades que qualquer encurtador, como o Bit.ly, oferecem faz algum tempo. A começar pela cópia mais fácil da URL curta para o clipboard. A grande verdade é que normalmente a gente usa esses encurtadores quando vamos publicar algo no Twitter ou no Facebook. Em resumo, nas redes sociais, onde não há espaço para colocar URLs

Migre.me mostra o número de pessoas que viram tweet

03/01/2011 às 19h33, por

O Migre.me liberou nessa semana uma nova ferramenta que vai ser a menina dos olhos de analistas de mídias sociais e profissionais afins. Se você sempre se perguntou quantos usuários viram aquele seu tweet, o serviço brasileiro vai solucionar essa dúvida com uma forma inédita de calcular o alcance dos tweets e retweets dentro do Twitter. Para visualizar a nova funcionalidade basta acessar a consulta de URLs encurtadas, nessa página. Lá você coloca o finalzinho do endereço criado a partir do Migre.me cujos dados você es

Twitter prepara próprio encurtador de url

16/04/2010 às 11h09, por

Ainda a respeito da conferência Chirp, entre as diversas novidades apresentadas para o serviço de microblog está a criação de um encurtador de url próprio. “Muita gente já resolveu o problema de diminuir os grandes endereços da web nos tweets, mas em nosso site nós não daremos opções de escolha a nossos usuários. Quem quiser usar um encurtador diferente terá que usar uma outra app”, afirmou Evan Willians, um dos fundadores do serviço, num legítimo momento à la Steve Jobs. Leia mais:

Bit.ly lança versão Pro do encurtador

15/12/2009 às 14h12, por

No que parece ser uma guerra de encurtadores de URL, o Bit.ly lançou na segunda-feira (14), logo após o anúncio do Goo.gl, seu serviço Pro. O Bit.ly Pro gerencia URLs curtas para outros sites e dá as mesmas ferramentas que o Bit.ly oferece além de ser uma alternativa segura por indicar o destino

0

J.mp, um novo encurtador

07/09/2009 às 15h29, por

Tamanho é documento, ao menos no recente mercado de encurtadores de URLs. Já temos os brasileiros Migre.me, da Kingo Labs, e o Uiop.me, que fazem muito bem o serviço de encurtar URL. Mas são os encurtadores gringos que travam uma verdadeira batalha para ver quem vai ter menos caracteres no endereço encurtado.O Bit.ly foi o que mais recentemente se movimentou, na busca por URLs ainda mais curtas. O serviço lançou o site J.mp, que

Bit.ly e Yfrog se juntam para compartilhar imagens

26/08/2009 às 17h38, por

Um dos mais populares encurtadores de URL, o bit.ly, anunciou ontem (25) a parceria com o Yfrog, do conhecido site de hospedagem de imagens Imageshack. O anúncio foi feito em um post do blog do bit.ly, onde foram apresentados também os mais relevantes serviços que passaram a utilizar a API do encurtador recentemente (a saber: Google Reader, Typepad e CBS.) Embora tenha sido apenas uma rápida nota no f

0

Tr.im vai virar open source

18/08/2009 às 17h13, por

Esse pessoal do Tr.im está mesmo indeciso. Primeiro decidiram encerrar o serviço, colocando toda a culpa no Twitter, que adotou o Bit.ly como encurtador oficial de URLs. Um dia depois,

2

Tr.im está de volta à ativa

11/08/2009 às 19h14, por

Lembra do serviço encurtador de URLs que anunciou o encerramento de suas atividades ontem por falta de banda? Então. As mesmas pessoas que se importaram com o fechamento dele ficarão felizes em saber que o Tr.im encontra-se em estado de z

5

Encurtador de URLs Tr.im fecha as portas [atualizado]

10/08/2009 às 05h55, por

Com a popularização do Twitter, serviços de encurtamentos de URL começaram a pipocar por toda a internet. O objetivo da maioria deles é diminuir a quantidade de caracteres na mensagem e deixar espaço para mais informação. São sites como o Bit.ly ou Tinyurl. O

Bit.ly adiciona proteção contra sites maliciosos

17/07/2009 às 15h25, por

O encurtador de URLs Bit.ly recentemente passou a contar com uma proteção extra para seus usuários. Quando o usuário clica em um link que seja potencialmente malicioso, ao invés do redirecionamento ser executado, uma tela de aviso é exibida com a seguinte mensagem: “Atenção – este site foi marcado e pode conter conteúdo não solicitado. O conteúdo desta página parece contar spam ou links para sites não solicitados ou indesejados.”. Desde que se tornou o encurtador padrão do Twitter, o Bit.ly aumentou sua participação de mercado consideravelmente: passou de 13% que tinha u

Carregar mais posts

Faça seu login no Tecnoblog

Crie a sua conta

Esqueci minha senha