thumb-nokia-c2-00-valendo

Ninguém quer mais ficar preso às ofertas somente de uma operadora. Claro, Oi, TIM e Vivo têm boas promoções para seus clientes, tanto nos planos pós como nos pré-pagos. E para evitar ter de escolher apenas uma delas, a Nokia anunciou nessa semana o lançamento de dois celulares com o recurso de dual-chip no Brasil. Leia mais

thumb-se-w150-walkman

As principais redes de varejo e lojas de operadoras começam a receber nessa semana unidades do Sony Ericsson W150 Walkman. A Sony Ericsson disparou um comunicado nessa quinta no qual diz que esse aparelho é a sua aposta para consumidores que querem música e mobilidade “sem deixar de lado o estilo”. Não é por acaso que ele conta com a marca Walkman em seu nome (embora eu não entenda o motivo da empresa insistir no nome).

Leia mais

thumb-snaptu-logo

Domingo foi um dia de negócios intensos para uma empresa lá de Israel. A Snaptu, que desenvolve uma plataforma para aplicativos de serviços populares na web, como o Twitter, foi comprada por ninguém menos que o Facebook. O valor do negócio não foi revelado: há quem diga que foi na casa dos 40 milhões de dólares, enquanto outros observadores acreditam na hipótese de 70 milhões. Nada confirmado.

Leia mais

thumb-claro

Se a febre das compras coletivas não para, é evidente que as grandes empresas brasileiras vão correr atrás das startups que estão milionárias com esse tipo de serviço. A Claro é a primeira operadora que pretende oferecer o acesso à ofertas de compra coletiva diretamente a partir do celular. Para tanto, ela iniciou uma parceria com o Groupon.

Leia mais

thumb-tim-marca

Normalmente são os clientes de planos pós-pagos que recebem os melhores benefícios das operadoras de telefonia. São clientes fieis, e normalmente presos a contratos de vários e vários meses, o que garante às telecoms uma receita constante vinda desse pessoal. Mas o serviço mais recente liberado pela TIM é focado nos celulares pré-pagos: enviar SMS por apenas 50 centavos ao dia.

Leia mais

mp15-thumb

Os chamados xing-ling (aqueles MP7, MP19 ou MP-qualquer-número-aqui), aparelhos sem marca e que muitas vezes copiam designs de marcas famosas, caíram na graça do povo brasileiro já faz algum tempo por serem extremamente baratos. Por esse motivo, eles então acabam sendo comprados por pessoas que não têm condições financeiras de comprar um smartphone original mas também não querem um celular mais simples que só faz ligações e manda SMS. Essas pessoas correm o risco de ficarem com seus celulares mudos no futuro.
Leia mais

thumb-sms-coracao

Uma pesquisa realizada pelo site Good Mobile Phones mostra que os casais britânicos costumam dizer “eu te amo” mais vezes por mensagem de texto do que ao vivo.

Para chegar a tais números, a empresa entrevistou 2.137 navegantes acima de 18 anos moradores das terras da rainha e concluiu que 61% deles frequentemente fazem a mais singela das declarações de amor em mensagens de texto, enquanto apenas 22% deles têm o hábito de fazê-la cara a cara.

Leia mais

thumb-celular-ny

Um projeto de lei proposto pelo senador Carl Kruger, do estado de Nova York, prevê que pedestres tenham que pagar multa no valor de US$ 100 (cerca de R$ 167) caso sejam pegos atravessando as ruas da grande maçã ouvindo músicas com fones de ouvido ou falando ao telefone celular. De acordo com Kruger, a lei é necessária para prevenir os acidentes causados por pessoas presas na “serenidade perceptiva” proporcionada por seus gadgets.
Leia mais

Com as novas 5,4 milhões de habilitações realizadas no último mês de dezembro, o Brasil fechou o ano de 2010 com exatas 28.984.665 novas linhas de celular comercializadas pelas operadoras do país. No total 202,9 milhões de aparelhos estão em funcionamento ao redor das terras tupiniquinhas.
Leia mais

Anatel decide: celulares de São Paulo terão 9 dígitos

O conselho da Anatel se reuniu nessa quinta-feira para discutir o futuro das linhas telefônicas em São Paulo. O problema é que a combinação de DDD 11 + 8 dígitos estava acabando. A solução é adicionar mais 1 dígito aos números pertencentes à área 11, uma maneira de dar vazão à demanda por novas linhas telefônicas na Grande São Paulo. Com isso, fica descartada a ideia de criar mais um DDD (código 10) para atender São Paulo. A medida entra em vigor em 2 anos. | Globo Online