iphone-bateria-low-thumb

Malas despachadas, dólares comprados, check-in realizado, bilhete de embarque em mãos… Falta alguma coisa? Sim: a partir de agora, antes de viajar para os Estados Unidos, verifique se o seu celular ainda tem carga. A Administração de Segurança de Transporte (TSA, na sigla em inglês) determinou que passageiros com voos para os Estados Unidos devem ligar seus eletrônicos, como smartphones, tablets e notebooks, antes de embarcar.

Leia mais

thumb-coreia-do-sul

Estamos carecas de saber que o Obama gosta de saber o que a gente fala em nossas trocas de emails. O mesmo, porém, não vale para ele próprio. A Casa Branca colocou tanta pressão que conseguiu uma manobra da Coreia do Sul para evitar que as comunicações entre os dois países passem por equipamentos da Huawei. O motivo? Receio de que a fabricante chinesa permita ao governo do próprio país espionar a troca de dados com maior facilidade. Leia mais

thumb_ conta de internet

A maior operadora de telefonia dos Estados Unidos percebeu que está na hora dos gigantes da internet ajudarem a pagar a conta no fim do mês. Por esse motivo, a AT&T inaugurou um novo serviço chamado Sponsored Data (Dados Patrocinados) que será oferecido ao mercado e qualquer empresa terá a chance de subsidiar parte do tráfego de dados dos assinantes. Obviamente, esse subsídio valerá para os conteúdos que os patrocinadores acharem relevantes. A AT&T está de olho no Google, segundo uma reportagem do Wall Street Journal. Leia mais

thumb_snowden

Edward Snowden ataca novamente. O ex-funcionário terceirizado da NSA enviou uma carta ao povo brasileiro nesta terça-feira (17), na qual afirma que gostaria de ajudar mais nos pedidos de colaboração, mas que isso não é possível devido a sua delicada situação internacional. Ele continua residindo na Rússia com uma autorização temporária para viver no país. Enquanto isso, o governo dos Estados Unidos continua colocando pressão para que Snowden seja deportado – ele é visto como um traidor pela Comunidade de Inteligência. Leia mais

thumb_Amazon Prime Air

Num futuro próximo, pode ser que você faça compras pela internet e apareça a opção de entrega por via aérea. Avião? Não exatamente: pode ser também que as encomendas cheguem até a sua casa por meio de drones trafegando pelos céus da cidade. Essa é a mais nova – e louca – proposta da Amazon. Eles anunciaram na noite de domingo uma iniciativa chamada Prime Air que permitirá aplicar o uso dos drones para mais essa atividade do cotidiano humano. Leia mais

thumb-google-como-funciona

O Google tomou uma importante providência para proteger as informações dos usuários: criptografia total dos dados que trafegam entre os datacenters da companhia. A implantação foi acelerada pelas recentes denúncias de que as agências de inteligência dos Estados Unidos conseguiam detectar tanto o tráfego de dados entre o servidor e o computador do internauta, quanto o tráfego entre os diversos servidores do Google e do Yahoo. Leia mais

thumb Dima Rousseff na ONU

O Brasil tradicionalmente abre o encontro da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas com o discurso do chefe de estado. Nesta terça-feira (24), o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff foi particularmente interessante porque ela combateu com veemência a espionagem praticada por outras nações contra cidadãos brasileiros e a administração pública a partir do monitoramento de comunicações telefônicas e troca de mensagens eletrônicas. Dilma falava diretamente aos Estados Unidos.

Leia mais

thumb_snowden

As barreiras de proteção das informações possuem uma série de siglas. SSL, HTTPS, VPN, SSH… Todos estes protocolos foram quebrados pela Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA) e pela agência britânica para o mesmo fim (GCHQ). Segundo uma reportagem publicada na última quinta-feira (05/set) pelo New York Times, o Guardian e a agência jornalística ProPublica, não há uma forma de criptografia atual que não tenha sido quebrada pela NSA com o objetivo de espionar as comunicações pela internet. Leia mais

thumb_dilma-assinatura

A situação entre o governo do Brasil e dos Estados Unidos não está boa. Após as denúncias de que a Casa Branca estaria espionando Dilma Rousseff e outros membros do alto escalão do governo, a presidente não quer deixar barato e quer que empresas que colaboraram com a espionagem norte-americana tenham suas operações finalizadas. Leia mais

thumb Angry Dilma2

A comunidade de inteligência dos Estados Unidos espionou diversos alvos no Brasil (foram “milhões” de comunicações rastreadas, segundo reportagem do jornal carioca O Globo). Não bastasse monitorar o que dizem e escrevem os brasileiros, o governo americano também manteve grampos nas comunicações da presidente Dilma Rousseff com a alta cúpula do governo federal. Na última segunda-feira (02), o Palácio do Itamaraty pediu explicações formais e imediatas às graves acusações feitas pelo jornalístico Fantástico, da Globo, no domingo. Leia mais