Nem só de produto físico vive a Apple. Além de apresentar o novo iPad com visor Retina Display, a companhia aproveitou a tarde de hoje para introduzir versões atualizadas de diversos aplicativos voltados para o tablet dela. De acordo com Phil Schiller, sênior VP de marketing mundial, os aplicativos custam US$ 4,99 ou US$ 9,99 — valor já praticado atualmente.

No momento da redação deste artigo ainda não pintou nenhuma atualização na App Store do iPad 2. Leia mais

thumb-cruzeiro-macmania

Fim de ano está chegando aí e muita gente já está com as passagens compradas para desfrutar um maravilhoso cruzeiro. Seja para o Caribe ou apenas para o horrendo litoral de Búzios – as praias de lá são muito feias -, essa é uma excelente opção para aproveitar uns dias sem ter que se preocupar com comida, transporte nem nada do tipo. Reza a lenda que a maior preocupação de quem vai em um cruzeiro é qual será a próxima bebida.

E os macmaníacos estão bem servidos, pois existe um cruzeiro perfeito para eles!

Leia mais

thumb-ilife-11

A Apple iniciou sua sequência de anúncios de produtos hoje com a sua suíte iLife, cuja versão anterior era a ’09. Esse conjunto de aplicativos pretende tornar sua vida melhor gerenciando de forma simples suas fotos e vídeos, entre outras coisas. Leia mais

thumb-pdf-mac

Não há como negar que PDF, apesar de propriedade da Adobe, é dos tipos de arquivos mais universais no meio digital. Independente da plataforma ele sempre está presente. No Mac OS X a possibilidade de ler esse tipo de documento está embutida no sistema desde as primeiras versões. Inclusive a interface do Mac OS usa a tecnologia Quartz para modelar imagens e textos, que é baseada em componentes do PDF.

É por isso que você consegue não só visualizar, como manipular PDFs de forma bem simples e rápida, sem necessidade de instalar softwares de terceiros.

Leia mais

thumb-apple-apresenta-magic-trackpad

Já era esperado, mas somente nessa terça-feira (27) a Apple confirmou um novo produto bastante interesse: o Magic Trackpad. Como o nome já indica, trata-se de um trackpad com tecnologia multitouch que poderá funcionar junto com o teclado convencional dos iMacs.

Leia mais

find-us-on-google

Encontre-nos no Google Maps.

O negócio aconteceu em julho desse ano, mas só agora veio à tona a informação de que a Apple havia comprado a Placebase, uma empresa que você mapas. Com isso, a Apple praticamente dá adeus aos serviços que antes eram fornecidos pelo Google Mapas.

Vários produtos da Maçã atualmente utilizam os mapas do Google. O iPhone OS, por exemplo, tem aplicativo de localização nativo que conta com os dados que o Google provê, sem sequer permitir que o dono do aparelho escolha o Yahoo Maps ou Bing.

Também em Macs o Google está presente com seus mapas. O iPhoto, parte da suíte de aplicativos iLife, utiliza o serviço para exibição de mapas nos quais as fotos são posicionadas de acordo com informações colhidas pela câmera fotográfica ou inseridas pelo usuário. O iMovie, também do iLife, também utiliza o banco de dados do Google Maps quando o usuário decide inserir transições com mapas ilustrativos.

Ainda falta saber o que a Apple vai fazer com a Placebase. Novidades devem estar a caminho. [Gizmodo/Foto: aburt]

Mais uma novidade do Google. A empresa colocou hoje à disposição para download o Picasa 3.5, aplicativo para gerenciamento de fotos gratuito. Grande novidade dessa versão do software é o reconhecimento facial, que promete encontrar rostos que estiverem nas fotos.

O reconhecimento facial do Picasa segue o padrão estabelecido pelo iPhoto, da Apple. Uma vez que o aplicativo escaneie todas as fotos da galeria, informa quais são as prováveis localizações de rostos. Fica, então, a critério do usuário confirmar se há alguém naquela localização e informar o nome da pessoa. Nas próximas varreduras, o Picasa passa a reconhecer aquele mesmo rosto em outras fotos, e mais uma vez fica sob responsabilidade do usuário confirmar se a pessoa que o aplicativo sugere de fato é a que está na fotografia.

Reconhecimento facial do Picasa em funcionamento. (Reprodução/CNET)

Reconhecimento facial do Picasa em funcionamento. (Reprodução/CNET)

Quem tiver conta do Google se beneficiará do recurso de auto-completar nomes: o Picasa oferecerá nomes dentre aqueles cadastrados como contatos que se pareçam com o que está sendo escrito.

A nova versão do Picasa também terá integração com o Google Maps, para que o usuário possa informar em que local aquela foto foi feita. Uma vez que isso esteja cadastrado, será possível verificar no mapa em que locais as fotos estão. [CNET]

Face Match AppParece que a Apple encontrou no registro de patentes americano uma ótima forma de fazer pre-releases de forma viral. Depois das noticias que circularam semana passada sobre novas patentes da empresa que utilizariam uma tela touchscreen tátil com identificação de impressões digitais e interação com o usuário, as novas patentes descobertas descrevem funcionalidades de identificação facial e de objetos.

A tecnologia não é nova: a identificação de objetos já é utilizada há um tempo considerável. Ela só não estava disponível no aparelho até agora por falta de interesse da empresa, uma vez que já existem aplicações de terceiros que utilizam técnicas de realidade aumenta no iPhone.

Até mesmo a identificação facial, função que a Apple noticiou orgulhosamente quando adicionou pela primeira vez em seu iPhoto ’09, não é necessariamente novidade. Já existe à venda na App Store o software chamado Face Match, que faz exatamente o mesmo que as novas patentes prometem fazer.

O grande diferencial da função nativa no sistema estaria na utilização pelo próprio iPhone OS, que possibilitaria um novo patamar no quesito segurança, deixando para trás qualquer função de segurança disponibilizada pelo Mobile Me até então. Mas até que a empresa divulgue o que pretende fazer com as novas patentes, muitos rumores ainda surgirão. [Boy Genius Report]