thumb-feedly-pro

Após o anúncio da morte do Google Reader, leitores de RSS alternativos ganharam muitos usuários e precisaram melhorar sua infraestrutura para dar conta da demanda. Mas e o dinheiro para alugar mais servidores? O Feedly parece ter encontrado uma solução para fechar no azul: o serviço passará a oferecer uma versão paga, chamada Feedly Pro, ao custo de 5 dólares por mês.

Leia mais

thumb-google-reader-novo

Não tem mais volta, amigos. Na madrugada de hoje, o Google tirou o Reader do ar. Você não conseguirá mais acessar a interface web do leitor de RSS, nem usar aplicativos que ainda dependam da API do Reader. Mas, se você deixou tudo para a última hora e esqueceu de fazer backup das suas assinaturas, saiba que ainda é possível recuperá-las.

Leia mais

thumb-aol-reader

A AOL, aquela dos CDs com 750 horas de internet grátis, também está aproveitando a morte do Google Reader para conquistar usuários. A empresa começou a liberar hoje, em estágio beta e mediante convite, um leitor de RSS com o sugestivo nome AOL Reader.

Leia mais

thumb-feedly

O Google Reader será desativado em menos de duas semanas. Para substituí-lo, uma das melhores alternativas é o Feedly. O leitor de RSS acaba de alcançar 12 milhões de usuários, o triplo do que possuía antes do anúncio do Google, e lançou hoje uma interface web nova, que não exige mais a instalação de plugins ou extensões no navegador. Aleluia.

Leia mais

thumb-digg-logo

O Digg, aquele site que perdeu muita relevância após a ascensão das redes sociais, está de volta com um novo leitor de RSS, como você deve saber. Uma semana antes da morte do Google Reader, no dia 1º de julho, o Digg Reader entra no ar. Ele poderá ser acessado tanto pelo navegador quanto pelo aplicativo para iPhone.

Leia mais

thumb-feedly-rss

Desde que o Google anunciou a morte do Reader, agregador de RSS que será desativado no dia 1º de julho, serviços concorrentes se esforçaram para levar uma parte dos usuários órfãos. Mas há um ponto importante: e os ótimos aplicativos que usavam a API do Google Reader para exibir feeds em smartphones e tablets, como ficam? Eles não vão morrer: o Feedly vai salvar pelo menos cinco deles.

Leia mais

thumb-digg-logo

digg-pagina-principal

O Digg anunciou ontem mais algumas boas novidades para os órfãos do Reader, o serviço de leitura de RSS que recentemente recebeu o polegar para baixo do Google.

Através de seu blog oficial, o Digg afirmou estar aberto a todas as sugestões feitas nos comentários ou por emails. Com base nessas informações, eles acreditam que podem não apenas desenvolver um substituto à altura do Reader, mas também aprimorar alguns conhecidos pontos fracos do serviço do Google.

Leia mais

thumb-feedly

Quando o Google anunciou o fim do Reader, muitas pessoas começaram a buscar possíveis alternativas de agregadores de notícias (o que deixou todos os serviços existentes lentos ou fora do ar) e até listamos aqui algumas opções. Entre elas, o Feedly é o que parece ter se saído melhor nessa história toda. Depois do anúncio do Google, o Feedly reportou que teve mais de 500 mil novas inscrições em seu serviço em menos de 48 horas.

Leia mais

thumb-google-reader-novo

Ontem recebemos a triste notícia de que o Google Reader será descontinuado. O serviço continuará funcionando até o dia 1º de julho, então você terá ainda algum tempo para encontrar um agregador de notícias substituto. O Tecnoblog reuniu cinco alternativas ao Google Reader para ajudar na escolha. Confira:

Leia mais

thumb-google-reader-novo

Péssima notícia para quem era heavy-user do Google Reader. Mesmo depois de todas as modificações que o Google realizou nele em favor do Google+, o serviço será oficialmente encerrado no dia 1º de julho.

Leia mais