Início » Internet » Globo.com tira Ego Estagiário do ar

Globo.com tira Ego Estagiário do ar

Notificação cita concorrência desleal.

Avatar Por
7 anos e meio atrás

Cerca de 20 mil visitas por dia. Não dá para negar: o site Ego Estagiário foi um sucesso de audiência para o que se propunha a fazer. No entanto, um ano depois de entrar no ar, ele desapareceu aparentemente sem dar explicações para o público que se divertia com paródias de manchetes publicadas num site de celebridades. Pois bem, o Tecnoblog apurou que o sumiço do Ego Estagiário se deve a uma notificação extrajudicial enviada pela Globo.com, portal detentor do Ego original.

Ego Estagiário

Eu conversei com o criador do Ego Estagiário sobre as circunstâncias que vieram a fechar — ao menos temporariamente — o site de humor. Guilherme Sousa, jovem de 21 anos que trabalha com marketing em Florianópolis, explicou que a notificação extrajudicial foi encaminhada pelo portal das Organizações Globo ao UOL, portal parceiro do site Vírgula, dentro do qual o Ego Estagiário existia, em 27 de abril. No mesmo dia a mensagem foi repassada para a equipe e o site saiu do ar na segunda (30/4).

A Globo.com alega que “Ego” é uma marca registrada no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) e que, devido a isso, não poderia ser usada por outras empresas. O portal da Globo também explicita, em documento encaminhado à equipe do site, que o Ego Estagiário estaria cometendo crime de concorrência desleal por usar uma marca que, por ser bastante semelhante à original, pode criar “confusão entre produtos ou estabelecimentos”.

Guilherme se mostra surpreso com a chegada da notificação.

— A Globo se manifestou após um ano, mesmo já sabendo da existência dessa paródia. Nunca escondemos isso. Logo, ficamos sem entender o ocorrido e por que somente agora a emissora decidiu nos impedir de continuar com o Ego Estagiário. Nunca utilizamos palavras de baixo calão e nossas manchetes eram as mais inocentes possíveis.

De acordo com o criador do site, não há intenção de brigar na justiça. Guilherme diz que a Globo.com tem razão em criticar alguns aspectos do funcionamento do Ego Estagiário. Já que o nome “Ego” é marca comercial do portal, o dono da paródia estuda a possibilidade de recriar a página com novo nome e novo layout, porém com o mesmo objetivo de antes.

Ego original

Existe toda uma polêmica em torno do que é paródia e do é que propriedade intelectual. Decerto, a Globo não registrou a marca “Ego” por acaso e pretende explora-la comercialmente.

Recentemente uma paródia que explorava erros do jornal Folha de São Paulo chamada Falha de São Paulo saiu do ar também a pedido do corpo jurídico do jornal.

A Central Globo de Comunicação nos informou que a iniciativa "teve por objetivo cessar a utilização comercial , sem autorização, de conteúdo do Ego".

Atualizado às 19h45.