Início » Mobile Telecom » Entenda por que o 4G do novo iPad não funcionará no Brasil

Entenda por que o 4G do novo iPad não funcionará no Brasil

Por
6 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

A terceira geração do iPad chega ao varejo brasileiro nessa sexta-feira (11). Com o lançamento próximo ao dia das mães, o novo iPad promete ser um sucesso de vendas, da mesma forma que aconteceu com o iPad 2.

Um dos grandes saltos do iPad 2 pro novo iPad é que a última versão dispõe de conexão 4G. Isso seria ótimo, se não fossem dois problemas: o Brasil ainda não possui redes 4G móveis, e a frequência de operação em LTE do iPad não será compatível com as operadoras brasileiras quando elas iniciarem suas operações.

O motivo é simples: o iPad foi projetado para redes 4G da América do Norte. Lá, as operadoras utilizam a frequência de 700 MHz e 2100 MHz. No Brasil, essas frequências são ocupadas pela TV Analógica e por redes 3G. Essa incompatibilidade não afeta apenas o Brasil, mas sim toda a Europa, Austrália, China e Japão.

Novo iPad: tela retina, câmera melhor, processador quad core e 4G que não funciona no Brasil.

O estranho é que, mesmo com a falta de disponibilidade de redes 4G na frequência do novo iPad, a Apple insiste em vender o brinquedo com o nome 4G + Wi-Fi. Isso causou um grande problema na Austrália, onde os iPads eram vendidos com esse nome mas tinham uma advertência na caixa do produto, explicando que não seria compatível com as redes 4G locais.

De qualquer forma, o novo iPad continua sendo compatível com as redes GSM e 3G brasileiras. Com o suporte a HSPA+, o iPad funciona inclusive em redes de alta velocidade, como a Vivo 3G Plus e a Claro 3GMax. As operadoras prometem velocidades de 3 Mbps até 6 Mbps.

Entramos em contato com as lojas iPlace, Fast Shop, Ponto Frio e  a operadora TIM sobre o horário do lançamento. A iPlace e a Fast Shop afirmaram que não estão autorizadas a comentar sobre o lançamento do novo iPad. O Ponto Frio e a TIM não responderam o Tecnoblog até a publicação desse post.

Há quem diga que o novo iPad continue com o mesmo preço do iPad 2, quando lançado no ano passado. Eu tenho as minhas dúvidas, tendo em vista que o lançamento do iPhone 4S elevou o preço do modelo anterior. Entretanto, mesmo se o preço for igual ao do iPad 2, continuará caro, de forma que a melhor opção é comprar nos Estados Unidos com algum amigo indo pra lá.

Mais sobre: , ,