Barack Obama, presidente dos Estados Unidos, deu a ordem na quarta-feira (23) para que as maiores agências federais do país publiquem aplicativos para dispositivos móveis no próximo ano. Muito em breve, cidadãos americanos e estrangeiros interessados terão mais formas de obter informações sobre a administração pública de lá usando o celular e o tablet para este fim.

De acordo com Obama, uma nação que pretende continuar como parâmetro de inovação e de tecnologia precisa perseguir este objetivo. “Americanos merecem um governo que trabalha para eles em qualquer lugar, a qualquer hora e de qualquer dispositivo”, afirmou o Mr. Presidente em um comunicado distribuído à imprensa.

"Sua ligação é muito importante para nós."

A notícia chega em boa hora. Governos do mundo inteiro vêm discutindo aquilo que se convencionou chamar de e-government (ou e-governo). Na prática, significa serviços públicos a alguns cliques do mouse ou toques de tela. Pelo menos nos Estados Unidos a ordem foi que cada agência federal oferecesse o mínimo de dois serviços disponíveis aos cidadãos por meio dos dispositivos móveis.

Dados do governo, assistência médica, educação, segurança pública e abastecimento de energia figuram entre os assuntos que futuramente terão aplicativos oficiais, informa o site Reuters.com.

Cá no Brasil a abertura do governo para esse tipo de novidade ainda permanece com pouca adesão. Não me recordo de nenhum aplicativo feito por entidade pública que agilize, por exemplo, a marcação de consulta médica. O governo de São Paulo oferece uma página com informações relacionadas a órgãos do governo e grupos de interesse do usuário no portal Cidadão.SP. Já o Metrô oferece o envio de SMS com informações sobre a circulação de trens.

Tenho certeza de que, pouco a pouco, o governo federal e os governos estaduais, bem como prefeituras, enxergarão a importância de oferecer serviços ao público com comodidade. Obama está forçando a barra por lá. Espero que copiem a ideia aqui.

Na semana passada entrou em vigor a Lei de Acesso à Informação, a qual assegura aos cidadãos o direito de perguntar o que quiserem aos órgãos públicos.

Ainda não temos detalhes de quais plataformas móveis serão privilegiadas na hora de desenvolver os apps. Sempre existe a possibilidade de lançarem web apps universalmente compatíveis.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

YanGM
Espero poder usar algo semelhante no Brasil antes de morrer.
Tiago Gabriel
Deve ser ligação da operadora de cartão de crédito!
Tiago Gabriel
Melhorar e muito!
Everton Favretto
Btw, já temos um exemplo disso no Brasil: o RS Móvel, página mobile com serviços e informações do governo do RS. http://m.rs.gov.br/pages/index.php
Everton Favretto
LOL @ pose do Obama.
Luandersonn
Primeiro tem que melhorar o acesso a Internet e aos dispositivos (tablets e smartphons,), assim como eles fizeram com os PCs. Senão não adianta de nada.
Gaba
No Brasil, não adianta investir nisso ainda. Tem muitas coisas com mais prioridade. Além do mais, com essa roubalheira toda, a maioria das informações virão falsas rsrsr (Ou não, vai saber). O fato é que essa é uma inovação muito legal, mas primeiro precisamos nos ajeitar, pra depois, pensar nesse tipo de investimento.