Início » Mobile » Android domina vendas de smartphones, com 59% do mercado

Android domina vendas de smartphones, com 59% do mercado

Por
5 anos e meio atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Smartphones equipados com Android ou iOS representaram oito a cada dez telefones inteligentes vendidos no primeiro trimestre de 2012, informa a empresa de pesquisa International Data Corporation (IDC). Há um ano, os telefones que chegaram ao mercado pelas mãos de Google ou Apple representavam “apenas” 54% das vendas do segmento.

Segundo o IDC foram vendidos 152,3 milhões de smartphones no começo de 2012 e 59% deles carregaram Android em suas entranhas, enquanto o iOS chegou embarcado em 23% deles.

“A popularidade do Android e iOS se deve a uma combinação de fatores que os concorrentes têm se esforçado para acompanhar (…) Nenhum dos dois foram os primeiros a chegar ao mercado ou oferecer uma série de recursos, mas a experiência do usuário fácil e intuitiva que oferecem fez com que rapidamente ganhassem seguidores em massa”, diz Ramon Llamas (haha, “Llamas”), analista sênior em pesquisa de tecnologia do IDC.

Android é maioria nos smartphones.

O IDC lembra que a ampla liderança de mercado do Android se deu pela variedade de modelos e sabores que a plataforma é oferecida nas prateleiras, que fez suas vendas saltarem 145% frente a 2011. O órgão afirma que os maiores vendedores de robozinhos foram os coreanos da Samsung, responsáveis por 45,4% das vendas dos aparelhos com o sistema operacional.

Apesar de estar atrás nas proporções gerais, o IDC lembra que o iPhone teve “seu melhor trimestre de todos os tempos”, anabolizado pelas boas vendas do iPhone 4S e pela chegada do modelo a operadoras que jamais havia comercializado o onipresente e onisciente smartphone da maça. Vendeu 88% a mais que no ano passado.

Já o Symbiam está naquele climão de fim de festa por causa da chegada do Windows Phone 7, que ainda luta para conquistar um lugar ao sol. Com 2,2% de mercado, suas vendas cresceram 26,9% em relação a 2011. Enquanto isso o quase defunto Blackberry ainda tem 9,7% do bolo, mas suas vendas caíram 29,7% frente a 2010.

Mais sobre: , ,
  • Quando houverem iPhones sendo vendidos a R$350 esta comparação de market-share vai ser justa.

    • na verdade a comparação deveria ser IOS x Android.

      Nada impede da Apple colocar o IOS em outros celulares como o Android.. mas aí creio que perderia o “glamour” de ter um Iphone..

      Diriam que é um IOrkutS

      • Mas a comparação é iOS x Android, não?

        • Na teoria até pode ser.. mas a comparação real é sempre Iphone x Android.

          • Depende cara, se a comparação for iOS x Android, isto também envolve os tablets com Androids e o iPad, além dos iPods.

          • Sim, mas continua dando na mesma.. é IOS sendo rodado em produtos Apple.
            O Android roda em samsung, motorola, etc etc etc..

    • Fabio

      Esse comentário é insustentável.

  • 3 iPhones contra uma infinidade de Androids, não poderia dar em outra coisa.

    • Rafael Machado de Souza

      acho que tambem contam os iPods e iPads

      • Ainda assim há uma infinidade de modelos com Android espalhados por aí

        • Rafael Machado de Souza

          com certeza não tira o merito de vendas de iPhones.
          só que vi algo similar em outro blog…. “3 iPhones” sendo que o iOS está presente em mais aparelhos.

          • Entendo, não dá pra falar que o iOS são só 3 iPhones, há outros aparelhos representando né 🙂

      • E quantos tablets xing-ling com Android 1.6 ainda são vendidos?

  • Me lembra quando a Sony afirmava ter mais blu-ray players que hd-dvd players no mercado, sendo que ela contava cada PlayStation 3, mesmo que a pessoa que comprou não pretenda ver filmes nele

    “Não atrapalhe minha verdade com seus fatos” – J. J. Jameson

  • Chokor0

    Quem manda a Apple n pensar em “pequenos” clientes…..

    • O pensamento da Apple é que os clientes (se virem) cheguem até ela, e não ela até eles.

      A Apple não quer apenas vender Iphones e outros Is, eles querem (e já são) ser reconhecidos como marca, tal qual Ferrari, Rolex…etc..

      • Acho que a analogia da Apple é um pouco diferente, está mais para uma empresa cool que uma empresa de exclusividade. Não existe esse absurdo todo nos preços (americanos) de seus produtos ditados pelo senso comum, principalmente os que estão no know-how mais forte deles. O MacBook Air é uma ótima opção custo/benefício de ultrabook, a Apple TV, o iPod Touch, o iPad…

        Para mim, a marca deles é algo mais parecido com a Zara e o Starbucks. Eles trazem um status diferenciado, mas não necessariamente pelos preços cobrados. São produtos de qualidade boa, mas ela é supervalorizada porque essas empresas souberam criar uma imagem de superioridade por não venderem produtos mais em conta.

        É comum a lógica: se é para pagar esse preço, eu compro um Apple!

        Não faz sentido, mas a Samsung por vender produtos mais baratos como o Galaxy 5 tem credibilidade (injustamente) menor que uma Apple para vender produtos premium.

        • Resumindo o que você disse, um Galaxy 5 é tão bom quanto um iPhone, mas não é tão caro porque não tem o símbolo da maça encravada nele.

          • Não, eu disse que a Apple é mais reconhecida por não fazer produtos de baixo custo como um Galaxy 5*. O erro é o preconceito de ambos os lados: achar que tudo da Apple é injustificavelmente caro ou achar que tudo dela é divino e superior.

            Para mim, o iPad e o MacBook Air são ótimos produtos. Não considera-los em uma compra de tablet ou ultrabook é puro preconceito, eles são opções muito boas para quem não está nem ai para marca.

            O MacBook me supreendeu bastante. Na época, era o único notebook de 13′ com GPU nVidia e bateria realmente boa. Fiquei receoso de adquirir, mas como poderia instalar o Windows e achei por um preço ótimo, comprei. É um desperdício as pessoas não considerarem Macs porque é só marca. O trackpad é ótimo, bateria continua boa com dois anos de uso, eu achei o OS X muito bom (não é um iOS), tem ótimos aplicativos…

            Usuários da Apple são tidos como “idiotas” por muitos geeks, mas eu acho que esses geeks são iguais adolescentes comunistas do colegial. Se acham mais inteligente que os outros mas estão apegados ao senso comum e idéias repassadas a esmo.

            Olhando preço e recursos, realmente não vejo nada de tão exagerado nos produtos da Apple. Existem alguns absurdos, mas isso tem na HP e na Sony por exemplo.

            *Um Ford GT40 é um carro extraordinário, por exemplo, mas uma pessoa muito leiga no assunto iria preferir um Lamborghini porque a marca remete a algo superior. O que na média é verdade, mas não deixa se ser um erro julgar todos os produtos pela amplitude de linhas da empresa.

  • Acho que não há duvidas que a gerra vai ficar mesmo entre Windows Phone, Android e IOS.

    Apesar de ser usuário Windows Phone e apostar muito na plataforma que promete a mesma variedade de aparelhos como o Android e a mesma força de ecossistema que o IOS tem, temos que admitir que o fenômeno mesmo continua sendo o grande revolucionário IPhone, que apenas com “3” modelos hoje no mercado, ainda vende muito próximo do total dos milhões de modelos de dispositivos que rodam Android.

  • Lucas Carvalho

    32,214% = Android de marcas variadas [LG, HTC, etc]
    26,786% = Android da Samsung
    23,000% = Apple
    18,000% = Outros [Windows Phone, BlackBerry, etc]

  • Wesley

    A maior concentração de gadgets iOS está nos EUA, onde eles são vendidos a preço de banana (vinculados a uma operadora). Aqui a história é diferente. Aqui quem tem iPhone, na maioria das vezes é só pra parecer bacana. Poucas pessoas o compram pelas funcionalidades.

    • diogod

      Todo mundo fala isso, mas você conhece tanta gente assim com iPhones só pra aparecer? A não ser que você conviva com pessoas muito fúteis ou de um nível socioeconomico muito alto, a maioria que eu conheço usa o iPhone e seus recursos muito bem, a maioria pra trabalhar.

      • Eu conheço. Adolescentes principalmente tem pq é style. trabalho num colégio de classe média-alta/alta e é isso mesmo. Fazem o pai comprar pra, no mínimo, usar joguinho (muitas vezes, pirateando via Cydia)

  • Android não é um aparelho. É um sistema operacional. A pesquisa agora deve dizer. Quanto a Apple faturou e qto as outras faturaram. Pq, segundo eu sei, o iPad vendeu mais que todos os outros tablets juntos. E aí, como fica?

    • NoMercy

      O objetivo não foi ver quanto cada empresa faturou, isso não importa para avaliar a detenção de mercado de cada empresa. Você pode vender uma maçã por R$ 5 para 2 pessoas, e eu vender uma maçã por R$ 0,50 para 10 pessoas, aí você vê quem realmente saiu no lucro.

  • em 2011 cerca de 70 telefones diferentes funcionavam o sistema operacional Android, em contrapartida, apenas 1 (hum) com iOS: o iPhone.

  • Iphone x Android é uma comparação absurda, mas que a grande maioria (apenas para não dizer TODOS) dos blogs ou sites especializados faz.

    o correto seria Iphone x Galaxy SII ou qualquer outro aparelho…ou ainda, IOS x Android

    e sobre a “imagem” da apple:

    tenho um iphone 4, e constatei um pequeno problema em um dos alto falantes, acredito que este problema seja por causa de uma queda que o aparelho teve….mas enfim, entrei em contato com a apple para resolver o problema, encaminhei para eles o aparelho e em 10 dias eu estava com um aparelho novo…

    os produtos da apple são mais caros sim, mas em compensação, o atendimento e suporte da empresa são fora do comum…por isto existem tantos clientes “fidelizados” à marca…

    já um samsung que eu tive há alguns anos (que eu adorava, pois era muito fino e tinha uma câmera excelente), teve um problema no conector do carregador de bateria, e tive que parar de utilizar o aparelho, pois a garantia não cobriu e o custo de conserto não compensava…

  • Camila de Paula

    Resumindo, android sendo mais inteligente que apple.

    • Até onde sei a Apple tem maior lucro, ou seja…

  • Leandro

    “onipresente e onisciente smartphone da maça”

    O caramelizado, com flocos crocantes e delicioso smartphone da apple.

    Vira o disco aí, Joãozin.