Início » Telecomunicações » Virgin Mobile chega ao Brasil em 2013 como operadora virtual

Virgin Mobile chega ao Brasil em 2013 como operadora virtual

Foco em planos e serviços para consumidores jovens.

Lucas Braga Por

Atenção, leitores: o Brasil deve receber uma nova operadora. A partir do ano que vem, a Virgin Mobile desembarcará no nosso país e irá oferecer um novo serviço de telefonia móvel. A proposta da Virgin é ser uma operadora voltada ao público jovem. Assim, considerando o atual cenário da telefonia móvel brasileira, é de se esperar planos pré-pagos e controle, com ofertas em minutos e pacotes de dados.

A operadora já possui operações em 10 países: África do Sul, Austrália, Canadá, Chile, Estados Unidos, França, Índia, Inglaterra, Catar e Singapura. A operação no Chile é recente: a rede foi inaugurada há 6 semanas. O foco atual da operadora é a América Latina, que começou pelo Chile. O próximo país a receber a Virgin é a Colômbia e, em seguida, o Brasil.

Virgin Mobile: em breve, no Brasil

Entretanto, há um pequeno detalhe: saiba que a Virgin não terá suas próprias antenas, uma malha de fibras ópticas ou estações repetidoras. Ela será uma OMV, sigla de operadora móvel virtual.

O que é uma OMV?

Conhecidas no resto do mundo como MVNOs, as operadoras virtuais alugam a infraestrutura das operadoras já existentes para realizar suas operações. Normalmente, as operadoras virtuais atuam em nichos de mercado onde as outras telecoms não têm interesse em manter sua atuação. Apesar de não ter que se preocupar com redes e equipamentos, as operadoras virtuais precisam uma estrutura comercial e de atendimento, além de, é claro, estratégia.

No caso da Virgin, todas as suas operações são virtuais. Na Austrália, por exemplo, a infraestrutura física é da operadora Optus. Nos Estados Unidos, da Sprint. No Chile, a operadora madrinha é a Movistar, irmã da Vivo brasileira. Com isso, a probabilidade da Vivo ser a operadora responsável pela rede da Virgin é bem grande, apesar da telecom estar em negociação com todas as operadoras.

Com o atual cenário da telefonia móvel brasileira, é difícil encaixar uma operadora utilizando as infraestruturas atuais. Hoje em dia, a qualidade do serviço já não é das melhores, e colocar outra operadora no meio pode piorar a situação. Calma, não acontecerá um caos nas comunicações: a partir do momento em que as operadoras físicas abrem espaço para operadoras virtuais, há metas de qualidade a serem cumpridas, cobradas tanto pelas OMVs como pela Anatel.

Pioneira no Brasil

No Brasil, ainda não há nenhuma OMV em operação. Algumas empresas (Pão de Açúcar, Carrefour, Banco do Brasil, GVT, Abacomm e Spring Wireless) já posicionaram um certo interesse pelo modelo de negócio. Já há um contrato fechado: em fevereiro do ano passado, a seguradora Porto Seguro firmou uma parceria com a TIM para ser a primeira operadora virtual no país. Entretanto, pelo andar da situação, parece que é mais fácil a Virgin Mobile (que tem muita experiência no assunto) chegar antes.

Eu considero as OMVs como um excelente negócio: é bom para as operadoras físicas, que alugam a sua rede e não têm concorrência direta. É bom para as operadoras virtuais, que conseguem enxergar oportunidades onde os atuais players não enxergam. E é bom para os consumidores, que possuem mais uma opção de serviço. No exterior, o modelo de negócio é um sucesso: até redes de supermercados tem sua própria operadora.

E você? O que acha dessa ideia de operadoras virtuais?

Com informações: Teletime

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Piko Aplo
dari mohamed [email protected]
McFake
2014 já está acabando e até agora nem sinal dela...
Bruno Silveira
Resumindo, a infraestruta que ja é ruim no brasil.. vai ficar ainda pior e mais sobrecarregada...
Victor Hugo Cavalcante Torres
Eu queria saber se eu comprando um celular pela amazon sendo que na descrição tem dizendo que ele é da Virgin Mobile, quando ele chegar aqui e eu puser um chip Brasileiro, ele vai pegar tranquilo
@gabrel
Já é ruim com a infra das operadoras que já existem, imagina com essa virtual? Sem chance!
@renoirfaria
Jesus em? Que comentário mais...
Diogo
Nos Estados Unidos a Virgin Mobile funciona muito bem. Mas o mais atrativo mesmo são as tarifas. Para ligar para qualquer celular nos estados unidos, se paga $0.22/minuto o que daria hoje, mais ou menos, R$0.47. Já pra ligar pra telefones fixos em todo o país, $0.02/minuto o que daria R$0.04. E a melhor parte (para quem está viajando por lá): ligações para outros países possuem uma taxa extra, no caso do Brasil essa taxa é de $0.20 por minuto, ou seja uma ligação para celular no Brasil sairia por $0.42/minuto ou R$0.84. É claro que no atual cenário dos planos em vigência aqui no Brasil, ela terá que trabalhar para melhorar as tarifas se quiser pegar clientes de operadoras como a Oi e a TIM. Mas ainda assim, as tarifas deles são bem baixas em comparação com outras operadoras nos EUA, principalmente porque essas tarifas que passei são de telefones pré-pagos.
Fer
Nossa... To bem acordado... Serão*! XP
Fer
Que OMG o carramba... Seram tudo OHF (OHH F*CK)!
Fer
Ou dos com cérebro que ainda não encontraram a pessoa certa!
Fer
A questão é que NENHUMA operadora brasileira o faz!
Marcoscs
A preferida dos nerds.
Rafael
Tô sentindo que a OMV futuramente terá que mudar sua sigla para OMG....(Oh My God!)
Rukaza
Ta de brincadeira? Que diabo de área ociosa, que nada! Ultimamente a infraestrutura anda tão saturada que até a ligação anda engasgando! Quero ver só! A Virgin vai acabar é arrumando pra cabeça, porque além de cuidar da própria imagem, vai ter que fazer as brasileiras trabalharem! "Essa porra vai desanda é tudo véi! Eu vô é mete o pé antes que a merda espirre em mim..." - Famosa frase de um filme desconhecido.
Kessler
Sim, isso eu sei, mas a Nextel não usa só antenas de outras para as ligações?
Raph4
Custo-benefício é quando funciona e a bons preços. Ter apenas preços é o melhor custo, apenas. CxB é algo que a Tim não entrega, nem de longe!
Rai Medeiros
Se usarem a infra estrutura da Tim não terá sinal em lugar nenhum :)
Eliezer
Hehehehe eu sei era só uma bricadeira !!
Marcelo
Se usar os minutos dos planos da Virgin Mobile render pontos pra gastar com as viagens da Virgin Galatic, empresa do ramo de viagens espaciais comerciais (ambas do mesmo dono, alias), eu troco na hora!
Zarohpyel Nefilim (@rodrigorsena)
Dizem as operadoras que ainda não fecharam o buraco nas contas delas depois da implementação das redes 3G, acho que a Virgin (Outro nome escroto de operado para o Brasil hasuhausahu) entrando e dando dinheiro para a operada hospedeira, acho que elas vão melhorar a rede para a virgin entrar!
Zarohpyel Nefilim (@rodrigorsena)
Isso que eu pensei quando li kkkkkkkkkk
Gaba
Eu só mudo se for melhor que o Infinity, e eles usarem a rede da VIVO, se não nem vale mudar...
Gaba
¬¬
Lucas Braga
A Virgin é fortíssima no mundo inteiro com esse nome. É voltada para o público jovem, já que a Virgin MESMO é uma gravadora. :P
Lucas Braga
Isso se chama aluguel de torres. É uma prática que acontece com todas as operadoras, no mundo inteiro. Funciona assim: a operadora X tem uma torre com sua antena em um local, com terreno já estabelecido e tudo nos conformes da Anatel. Aí, as operadoras Y e Z alugam a torre da X, só que elas colocam todos os seus equipamentos: a BTS (estação rádio-base), as baterias e as antenas. Tendeu?
fabs
ALELUIA!!!!
@angelobgu
Infelizmente isso aqui no Brasil acho um pouco surreal, nossas operadoras ( ai falo de todas) não dão conta dos clientes existentes na sua rede, imagine " compartilhar" ( existem muitas redes compartilhar hoje entre operadoras) com mas uma ??? Hoje este tipo de "aluguel" entre operadoras se dá onde uma não tem o interesse em instalar uma infraestrutura na localidade e aluga a infraestrutura de uma concorrente, agora chegando outra para isso seria uma loucura... Isso deve funcionar muito bem lá fora aqui no Brasil ainda falta muito, nossa rede 3G ainda capenga e querem empurrar o 4G antes da Copa .. isso é coisa de Brasil !!!
Christyan Yury
Na verdade amiguinhos ela esta presente em 10 Estados sendo eles abaixo: A operadora já possui operações em 10 países: África do Sul, Austrália, Canadá, Chile, Estados Unidos, França, Índia, Reino Unido (Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte), Catar e Singapura.
Kessler
Tem isso, áreas com capacidade ociosa. Mas não devem ser muitas, levando em conta o estado geral da telefonia no Brasil.
50M3N73+1
Depende do ponto de vista: Imagine a situação 1 - Infraestrutura suporta 1000 ligações simultâneas; 2 - Vc utiliza 500 ligações simultâneas ganhando R$500 por minuto (R$1,00 por telefone) Operadora virtual aparece oferencendo pagar R$0,50 por minuto de ligação (R$0,80 cobrado do cliente) Situação ruim: Sua operadora perde todos os clientes, se a operadora virtual conseguir 1000 ligações simultâneas vc continuará a ganhar R$500 por minuto. Situação boa: Cada uma das 4 grande operadoras perde 10% de seus clienetes. Os 10% que eram seus continuam a usar sua rede (Seu faturamento cai para R$450) e os 10% de cada uma das suas 3 concorrentes passarão a usar sua rede, com isso supondo que todas as operadoras tem o mesmo número de clientes a nova operadora t pagaria R$100 por esses clientes q estariam usando sua rede (Se vc perdeu 10% em faturamento recebe 5% de volta por receber metade do valor no acordo com a operadora virtual) Nessa história vc receberia R$450 (seus clientes) + R$100 (clientes da operadora virtual) = R$550 (R$50 por minuto a mais) e além de incluir os clientes que tem mais de um número e começarem a usar a operadora virtual e outros que chegaram com o tempo. E assim incrementando ainda mais seu faturamento, mesmo recebendo menos por essas ligações.
50M3N73+1
Mas temos que olhar pelo seguinte lado também: (Virgin) - Ei operadora FulanaDeTal sua infraestrutura tá uma porcaria trate de ajeitar isso aí que não queremos cliente reclamando da gente por causa de vocês. Estamos pagando e muito caro pelo serviço. (FulanaDeTal) - Sim, sim, não queremos te perder como cliente, nossa parceria é importante para nós, iremos ajeitar nossa infraestrutura num determinado prazo estipulado. A questão é esperar para ver como resulta essa história toda.
Turdin
É possível se a operadora não investir adequadamente. Mas se você olhar por outro lado, tem áreas que tem pouca população, e a virgin vai estar pagando por essas áreas também, o que reverte em mais dinheiro de um modo geral para operadora poder ampliar a própria estrutura
@ajscaldas
É como se uma empresa de ônibus :" Ei nossa frota tá sobrecarregada, vamos alugar uma parte da nossa frota para outra empresa e lucrar mais ainda porque o otário do usuário pensa que está usando outra operadora mas no fim está na mesma e ainda ACHA que tem direto de escolha... mas que usuário babaca". Simples assim.
Rafael
A tim em São Paulo esta muito ruim. Você liga pra alguem e derrepente fala um segundo e entra dentro de uma caixa d'agua e logo em seguida a ligação cai. Estou pensando em mudar de operadora, já chegou a 5 tentativas para conseguir ligar e todas com caixa d'agua. Agora o 3G esta cada vez pior nas estações de trem, só por Deus mesmo. Tecnoblog poderia entrar em contato com a Tim para ver o que ela responde.
@wnobuo
esse é o preço que a tim está pagando por ter o melhor custo beneficio do país! e se ela não correr atrás e aumentarem o numero de pessoas no plano Beta, a qualidade soh tende a piorar! Espero que os investimentos prometidos venham rapido.
Eliezer
Sem ser preconceituoso ou qualquer outra coisa assim, com esse nome não sei não, é igual ao carros, Picasso, Chana, etc!!
Fernando
Acho que a quantidade de usuários da Virgin aqui no Brasil vai ser bem pequena... Motivo? Segundo dados do meu professor de biologia (tm) (atualizados semana passada, BTW), cerca de 50% do público JOVEM até 15 anos de idade já não é nem mais virgem (ou algo semelhante)..Ou seja. Trocadilhos à parte, aguardo uma piadinha sobre no Tecnoblog Podcast :P (e espero que isso possa melhorar de alguma forma a qualidade dos serviços aqui no Brasil..)
Kessler
A Nextel não opera/operava de maneira parecida? Talvez não de maneira completamente virtual, mas ela usa antenas das outras, não?
Kessler
Mas elas têm que pagar pra usar a estrutura das outras, e as operadoras que oferecem a estrutura certamente vão incluir no preço o investimento na infraestrutura. Senão não seria vantagem pras operadoras ceder suas antenas pra uma concorrente vender um serviço mais barato.
@WendellRocha_
Aqui na Paraíba, cobertura melhor não há. E também dá para tirar onda com os "clientes" da Oi ;)
Denilson Rocha
Deixa ver se eu entendí... fazendo uma metáfora desconsiderando o fator geográfico...é como se a infraestrutura de trânsito super fluida (!) de São Paulo (ruas, avenidas, metrô) cedesse um pouco de si para os carros de Porto Alegre, Vitória e Recife... e tudo vai funcionar que é uma beleza, certo? A-hã, senta lá, Cláudia.
@kadugaspar
Não sei se a minha lógica é válida, mas não consigo esperar um serviço melhor do que as nossas "operadoras físicas" porque a Virgin vai se utilizar da infra porca delas. A não ser que ela limite o número de clientes ou as operadoras físicas sejam praticamente forçadas a melhorar suas infras, não imagino outro cenário além do caos.
@franciscobrunos
Nossa agora sera que funciona? Acho que tem operadora se roendo e imagino pra chegar aqui em salto grande sp mais facio o 3g funcionar direito
thiagoandre
Mas pensando por outro lado elas vão utilizar uma infraestrutura de outra empresa que já fornece o mesmo serviço que ela pretende... ou seja ela terá que pagar para usar essa infraestrutura. Na minha opinião as operadoras já existentes que vão oferecer infraestrutura para está empresa não vai querer baratear o preço da "locação" da infraestrutura para que a operadora virtual (concorrente) possa oferecer serviços de telefonia e internet mais barato que o seu utilizando sua própria estrutura.
Rafael Silva
Como em teoria elas não precisam investir na sua própria infraestrutura, eu acredito que sim.
thiagoandre
Eu estou com uma duvida.... As operadoras virtuais conseguem oferecer serviços mais baratos do que as operadoras "físicas"?
Danilo Iannone
A TIM ultimamente está horrível, cobertura de Sinal e 3G péssimas! Sou de São Paulo e para vocês terem ideia tem dias que estou na Av. Paulista e sem sinal =/
Luciano Carvalho
É sério que não há o risco de o serviço da Vivo (ou seja lá com qual operadora a Virgin fechar contrato) cair de qualidade (se é que isso é possível no Brasil) a partir do momento em que a OMV passar a utilizar a rede?
Miguel
Eu acho dificil chegar no Brasil todo, pois com a pobre estrutura que as operadoras tem pelo pais afora, mal tem 3G.. Quem dirá uma operadora que de conta de administrar sua rede e mais uma virtual.. Podem até colocar no inicio de 2013, porém limitado a algumas capitais ou regiões metropolitanas, e demorar anos para funcionar no pais "todo"..
Max Giudice
Muito legal !
Kim
Acho válido, mas da mesma maneira que o 3G/4G LTE não é bom por conta da porca infraestrutura, as operadoras virtuais vão sofrer bastante com isso. Consequentemente, os consumidores dos produtos e serviços dessa modalidade... É pagar pra ver.
Ombres
Muito interessante.
JP
"A proposta da Virgin é ser uma operadora voltada ao público vigem."
Rafael Machado de Souza
e com cobertura melhor que a TIM tambem
Matheus
Vamos ver se agora essa novela de MVNO no Brasil sai do papel. Já que uma MVNO não tem como oferecer uma infraestrutura de qualidadade superior a das operadoras que já temos acredito que a chave para o sucesso seria apostar em um atendimento ao cliente de qualidade, incluindo facilidades e serviços online. Eu particularmente ficaria muito interessado.
@WendellRocha_
Se a Virgin oferecer um plano pré-pago que me interesse mais do que o Infinity eu mudo na hora :D
YanGM
E as moças que não são do signo de Virgem comemoram por poder virar Virgin.