De Orlando, Estados Unidos – Pode ficar tranquilo, nobre leitor que trabalha com programação: o seu emprego não será substituído por um robô superinteligente. Essa foi uma das previsões feitas pelo professor Michio Kaku, um dos físicos mais prestigiados do mundo, durante uma apresentação informal e simpática na conferência IBM Innovate. Kaku comentou o que ele espera ver no futuro em termos de tecnologia que facilita a vida cotidiana.

De acordo com o professor, os óculos inteligentes são a mais evidente e próxima realidade para os aficionados por tecnologia. Kaku listou as pessoas que vão adotar primeiro os óculos inteligentes: estudantes a um dia de fazer uma importante prova e o presidente Barack Obama, que depende dos teleprompters para ler seus discursos de uma maneira aprazível.

Michu Kaku apresenta óculos | Clique para ampliar

O físico, envolvido no desenvolvimento da Teoria das Cordas, afirma que os turistas terão particular interesse em óculos conectados a processadores e com câmeras de vídeo porque instalações antigas, como ruínas em cidades históricas, vão ganhar vida diante de seus olhos por meio da geração de imagens em 3D. A realidade aumentada que já conhecemos aplicada num nível muito maior e com um poderoso banco de dados para fornecer tais informações, segundo Kaku.

Kaku não citou o Project Glass do Google em momento algum, nem mostrou imagens divulgadas pela empresa dos protótipos em teste.

Num evento de informática, não é surpresa que Kaku se posiciona a favor da instalação de muitos mais chips nos dispositivos que carregamos conosco. Inclusive aqueles que normalmente não precisariam de tecnologia envolvida. O professor afirma categoricamente que em breve veremos o fim do papel como conhecemos. Kaku disse que o papel sempre serviu para que os humanos sentissem e tocassem no registro de algo imaterial. Agora essa relação não é mais necessária. No futuro, afirma, o papel digital feito com LED permitirá carregar diversos documentos simultaneamente e com a comodidade da folha de papel tradicional.

Um dos pontos alvos da palestra voltada para profissionais de T.I. foi quando perguntaram ao professor o que aconteceria com os desenvolvedores. Eles vão perder seus empregos? “Nunca!” Segundo o físico, computadores como o Watson são construídos por humanos para vencer humanos em atividades de “pensamento” (cálculo e lógica, na verdade). Porém, ao fim do dia, não é possível cumprimentar o Watson por ter vencido num programa de televisão americano similar ao extinto “Show do Milhão”. A máquina não tem consciência de seu feito, diz o professor.

O editor viajou a Orlando, na Flórida, a convite da IBM.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Felipe Leles
Sou Técnico de Eletrônica e Informática e já previa tal proeza, devido à producão em massa de microprocessadores e o aperfeicoamento da manipulacão do grau de impurezas dos semicondutores como a dos LEDs! Essa producão em Larga escala de integracão (hardware), aliada à linguagens de programacão (software), propiciou a evolucão ocorrida até hoje na Técnologia. Em outras palavras, quero dizer que a maioria das invencões técnologicas criadas hoje, todas já puderam ser previstas antes..... Ex: Touch Screen, Bluetooth, WiFi, CCD, LCD, até a tela LED; já conheco a teoria das cordas tbm, mas, o que sinceramente deixa não muito, mas um tanto assustado, é a implantacão de microchips em coisas rotineiras; que pode ser usado em nós humanos isso já é fato, como por Ex: Identidades, Registro de ficha criminal, Passaportes entre outros! Agora afirmar que tbm será usado para funcões cotidianas......é o fim do mundo!!!!
[email protected]
"estudantes A UM DIA de fazer uma importante prova"
joe
"Kaku não citou o Project Glass do Google em momento algum, nem mostrou imagens divulgadas pela empresa dos protótipos em teste." Ainda bem né? Já que projetos de oculos inteligentes já existem faz um tempinho. O Google foi o primeiro a "montar" o oculos mas não foi o que inventou esse conceito. Usar em um prova? Então será permitido colar num futuro bem próximo...
@luisdpaula
Eu realmente não gosto da idéia desse tipo de tecnologia.Penso que ela pode a qualquer dia ser usada p/ outros fins.Pensamento meio antiquado esse meu,mas quando vc assiste muito Doctor Who...
@DigomesN
viajou bunito, mas isso é um fato! já to me preparando pra guerra por recursos naturais! to me mudando pra o interior, vou fazer um bunker e viver com energia eólica e solar! kkkkkkkkkk
@josiasds
Teoria das Cordas? Estudando com Sheldon Cooper? =D
@guilherme_holz
O meu problema com todas essas "previsões" do futuro é que elas assumem que o atual sistema econômico vai continuar vigorando por muito tempo, o que na minha opinião é absurdo. O sistema atual é matematicamente falho pois não leva em consideração coisas como o acumulo de riquezas e exige a necessidade de um crescimento infinito do consumo. Eu acredito que um sistema a lá Startrek aonde a economia monetária é substituída por um objetivo comum da humanidade impulsionando a inovação tecnológica ao seu potencial máximo é o caminho mais provável após um possível e talvez até mesmo inevitável colapso do atual sistema.
RKNeto
Ficaria impressionado com os banheiros públicos que existem por aí.
ricardo
Também fiquei imaginando por que diabos ele defende o uso de chips onde ele mesmo diz que são desnecessários.
Luiz Alberto
Você carrega papel higiênico por aí? o.O
J03
Gostei da matéria. Gosto dessas 'visões' do futuro.
RKNeto
"Kaku se posiciona a favor da instalação de muitos mais chips nos dispositivos que carregamos conosco. Inclusive aqueles que normalmente não precisariam de tecnologia envolvida." Papel higiênico?
Gaba
ideia*
Gaba
Michu Kaku tu vai ver... rsrsr Tecnoblog ta chique eim... viajando a convite da IBM... hummm... Gostei da idéia do papel :)