Início » Celular » Mais um dígito nos números de celular em São Paulo

Mais um dígito nos números de celular em São Paulo

Saiba o que muda e como se preparar.

Por
7 anos atrás

A região metropolitana de São Paulo contará com uma novidade a partir do dia 29 de julho. Trata-se do nono dígito que será adicionado a todos os números de celular do DDD 11, com intuito de abrigar a chegada de mais linhas telefônicas. Descubra nesse especial o que você precisa saber com a mudança, o que isso irá afetar e algumas dicas para se adaptar com facilidade para a nova mudança.

Temos um problema

Já há algum tempo se discute qual o futuro da telefonia móvel em São Paulo. Para isso, houve diversas alternativas para expandir a capacidade de celulares na região. Uma delas foi a medida emergencial tomada no ano passado, na qual o prefixo 5XXX-XXXX foi transferido da telefonia fixa para a telefonia móvel. Foi uma bagunça porque telefones fixos com esse prefixo tiveram que ser realocados com outro dígito inicial. A medida foi tomada em um caráter de urgência, de modo que no futuro outra reestruturação deveria acontecer.

Uma das propostas era adotar o DDD 10. Aí que a bagunça realmente iria acontecer: uma região ficaria com dois DDDs, e a discagem iria exigir o DDD em todos os números, sejam fixos ou móveis. Depois de diversas audiências públicas o DDD 10 foi descontinuado e a solução encontrada pela Anatel foi a adição de um dígito a mais antes de todas as linhas de telefones celular.

Linhas fixas não irão entrar no jogo, pelo menos por enquanto. E a tendência é nem entrar, já que o crescimento no setor é relativamente nulo quando comparado ao da telefonia móvel.

Também temos uma solução — o que vai mudar

A mudança é simples: todos os telefones celulares receberão o dígito 9 antes do antigo número. Se seu celular é 9123-4567, o novo número será 991234567. Os discadores dos principais smartphones já identificam os números de 9 dígitos com o novo formato. Confira abaixo:

Discadores do Android, iOS e Windows Phone com nove dígitos

As operadoras já estão adaptadas para o nono dígito. Em um primeiro momento, quem ligar para um celular no formato antigo será alertado através de uma mensagem de voz sobre a mudança, com instruções de como realizar as chamadas. Por um lado, isso é chatíssimo: todos os números da sua agenda de celular ficarão desatualizados.

Aplicativos que podem te ajudar

Se você usa um iPhone ou smartphone com Android, saiba que existem aplicativos para te ajudar com isso. Um deles é o 9Dígito, que promete alterar todos os contatos da agenda e adicionar o nono dígito. O aplicativo permite agendar a mudança para acontecer apenas quando a mudança estiver em vigor, além de fazer backup dos seus contatos caso algo de errado aconteça. O 9Dígito está disponível na App Store por US$ 0,99 e no Google Play por R$ 2,00. Outro aplicativo, o 9 Dígitos funciona somente no iPhone e faz processo similar. Também custa US$ 0,99.

Quem usa Android também possui alternativas gratuitas. Uma delas é o aplicativo Número Certo e o 9D+. Usuários de Symbian, BlackBerry ou Windows Phone terão que alterar os contatos manualmente, já que não existem aplicativos para auxiliar na mudança.

Cuidado com aplicativos que usam o seu número

Se você possui um smartphone, certamente utiliza iMessage ou aplicativos como o WhatsApp, Viber e outros tantos que utilizam o número do seu celular como identidade. Com a mudança da sua agenda para o nono dígito, esses aplicativos não irão encontrar os contatos na sua agenda telefônica, de forma a impossibilitar o seu uso enquanto o contato não for modificado com o número antigo novamente.

Quem quer instalar esses aplicativos mas está enrolando também deverá se preocupar e instalar o mais rápido possível: é bem provável que as plataformas de mensagens internacionais não estejam adaptadas para a mudança. É melhor prevenir do que remediar, certo?

O pessoal do WhatsApp nos disse que está ciente da mudança e que tem uma equipe trabalhando nessa questão. “Não se preocupe, pois o serviço vai funcionar muito bem e o WhatsApp não vai sumir.”

Atualizado em 27/07 às 19h12.

Mais sobre: ,