Início » Brasil » Operadoras garantem que nono dígito em São Paulo terá impacto mínimo

Operadoras garantem que nono dígito em São Paulo terá impacto mínimo

Avatar Por
7 anos atrás

Todas as operadoras de telefonia consultadas pelo Tecnoblog dizem que a adição de mais um dígitos aos números de celular no DDD 11 não causará grande transtorno para os consumidores. Claro, Oi, TIM e Vivo têm um desafio de engenharia a mais ao adicionar o dígito 9 na frente de todos os celulares a partir de domingo (29). Somente a TIM admitiu que pode haver dificuldade no primeiro dia.

A reportagem recebeu um SMS da TIM na tarde de hoje onde se lia: "Em função da inclusão do 9º dígito nos celulares do DDD 11 de SP, ao longo do dia 29/07 poderá ocorrer instabilidade em nosso atendimento, serviço e sistemas". Em nota a TIM diz que está preparada para atender a determinação da Anatel por meio de um trabalho que envolveu infraestrutura de rede e informática. A operadora ainda orienta que clientes com dificuldades para efetuar chamadas ou acessar a internet desliguem e liguem novamente o celular, para que seja feito um novo registro na rede.

SMS enviado pela TIM (foto: Thássius Veloso / Tecnoblog)

SMS enviado pela TIM

De acordo com a Claro, investimentos foram feitos na área de engenharia, comunicação e TI. Os quase 5,8 milhões de consumidores da companhia que usam celular no a região de DDD 11 foram avisados por SMS e na conta mensal sobre a inclusão de mais um dígito. A Claro está proibida pela Anatel de vender novas linhas em São Paulo por ser a pior operadora no estado, de acordo com índices apurados pela agência. Clientes ainda podem reservar novos aparelhos com linha de DDD 11 pelo site da operadora.

A Oi nos informou que houve mobilização de equipes de engenharia, TI, negócios, comunicação e relacionamento com o cliente para garantir o bom funcionamento das chamadas e de dados durante a mudança. Diz ainda que os clientes são informados da transição para o nono dígito desde o ano passado.

Mais de 12,5 milhões de clientes da Vivo serão afetados pela mudança na estrutura dos números de celulares. A Vivo diz que adota medidas técnicas para que a operação ocorra sem problemas desde o ano passado.

A decisão da Anatel, divulgada em 2011, visa a aumentar a quantidade de combinações numéricas para o DDD 11. Os números para celulares ficavam escassos conforme o tempo, até chegar numa quantidade alarmante. Com a mudança, quem telefona para um celular de DDD 11 também deverá adicionar o número 9 na frente. A região metropolitana de São Paulo, onde se usa o 11, é a primeira do Brasil a atingir os noves dígitos em números telefônicos. Outros DDDs devem passar pelo mesmo processo no futuro, de acordo com a Anatel.

A Oi explicou que as chamadas com oito dígitos em vez de nove serão completadas normalmente entre os dias 29 de julho e 8 de agosto. A Anatel determinou que as operadoras avisem sobre a mudança para quem telefonar para os números antigos a partir de 9 de agosto.