A terceira semana do julgamento do processo da Apple contra a Samsung nos EUA começou com mais revelações. Nessa segunda-feira um dos responsáveis pelo licenciamento de patentes da Apple, Boris Teksler, foi chamado como testemunha no caso e revelou alguns acordos que a empresa da maçã fez com outras fabricantes de tablets e smartphones. Uma delas, especificamente citada pelo executivo, foi a Microsoft.

Patente da Apple (USD504889) licenciada para a Microsoft

De acordo com Teksler, a Apple tem um acordo de licenciamento com a Microsoft que inclui algumas (mas não todas) das patentes da empresa, todas relacionadas com elementos de interface do iOS ou com o design do iPad e iPhone. Mas esse acordo inclui uma cláusula que proíbem as empresas de copiar produtos uma da outra. E esse pode ser o motivo do Surface ter um design parecido com o do iPad, coberta pelo acordo de uso da patente. Mas por ter um sistema com uma interface diferente, a Microsoft se manteve fiel ao acordo.

O mesmo tipo de licença foi oferecido para a Samsung, segundo Teksler, mas a sul-coreana não quis fechar um acordo e em junho do ano passado a Apple abriu o processo.

Por sinal, o montante de danos que a Apple pede que a Samsung pague é entre 2,5 e 2,7 bilhões de dólares. Eles chegaram nesse número com a ajuda de Terry Musika, um contador que é especialista em disputas de propriedades intelectuais. Ele disse que um time de 20 indivíduos, entre programadores e estatísticos, demorou cerca de 7 mil horas para encontrar o valor, que foi baseado em cada um dos aparelhos vendidos pela Samsung e que infringem as patentes da Apple.

Com informações: AllThingsD, CNET.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

aislan
São duas grandes empresas, e sabem que a existência de uma é boa para a outra. O Google andou atrapalhando, mas parece que já fez o 'estouro'
Rennan Alves
Também concordo com ele (até positivei ele rsrs) só que pelos meus conhecimentos sobre o assunto acredito que não seja bem isso que muitos estejam pregando. HP, RIM e várias outras empresas também possuem (possuíam) suas patentes de design e usabilidade que elas licenciam. O meu questionamento é: por que este "retângulo" é tão essencial ao ponto de impedir a fabricação de outros tablets? O que impede de Motorola, Samsung, etc. de adotar outro design? Se a resposta é sim então cabe uma análise sobre esta patente pelo devido órgão regulador para torná-la essencial. Sobre o LG Prada, como eu disse eu desconheço o caso, sei que foi ocorrido pelos anos 2000. Mas se a LG também sofreu o mesmo plágio que a Apple está agora, nada mais justo do que a LG cobrar os seus devidos direitos.
Jean
Claro, se recusar a licenciar patentes genéricas de um retângulo com cantos arrendodados é se fazer de vítima.
Jean
Concordo com o Guilherme. Rennan, o design do iPad e iPhone, que certamente foi criado a base de pesquisa assim como qualquer empresa faz, é genérico demais pra ser patenteado. Afinal, é um retângulo com cantos arrendodados. E pior: não é sequer original, pois já existiam outros tablets e celulares com o mesmo design antes da existência desses produtos da Apple. Outra, o projeto do iPhone não começou em 2000, mas em 2005, dois anos antes do lançamento do iPhone, em 2007. Palavras do próprio chefe do projeto, que prestou depoimento no julgamento. O LG Prada, que o Guilherme mencionou, foi lançado em 2006, logo certamente influenciou o design do iPhone. Não tem nada de errado nisso, que fique claro. É assim que o mercado funciona. O estranho essa mesma empresa agora quer impedir que façam o mesmo com ela. Isso eu acho errado. Se realmente a Apple ganhar esse processo, o mercado pode dar adeus a concorrência nesse mercado, pois a Apple terá um precedente que poderá usar contra qualquer empresa que use retângulos no design (ou seja: todas). Embora, o processo seja nos EUA, sabemos que é lá que as fabricantes criam seus produtos, influenciando o restante do mundo. Isso é assustador.
Rennan Alves
Na verdade, por ser uma pesquisa é que é patenteavél. Este é um dos requisitos mínimos para legalizar uma patente, além deste é preciso estar em concordância com as normas do país em que ela foi criada. Eu acho que muitos aqui estão formulando opiniões com base apenas nesta imagem de "retângulo", quando na verdade esta é apenas uma ilustração conceitual no documento da patente, que tem mais de 128 páginas (com todo o processo de pesquisa e desenvolvimento). Por isso que levam-se anos para legalizar uma patente. Quanto ao LG Prada, eu teria uma opinião melhor se eu tivesse alguma informação sobre o projeto deste, o do iPhone começou lá pelos anos 2000.
Ígor Moreira
Gabriel ela não pode combrar licenciamento de um produto que ela te fornece. E outra, a discussão não é sobre patente de leiaute e funções do sistema operacional? É sobre esse tipo de patente que estou me referindo.
@gabrielcarvfer
Samsung não tem muitas patentes? só de processadores, memórias e outros circuitos ela ganha algo em torno de 100 dólares em licenciamento e fabricação por aparelho da Apple
Guilherme Macedo C.
Só por ter pesquisa não quer dizer que seja patenteável. Criar conceitos e tendências não dá direito algo de cercear a evolução natural de algum produto. Esse, aliás, é o ponto. A patente pelo design e usabilidade no caso em questão é absurda pois não é em cima de um modelo específico, mas do próprio conceito em si. Como falei, e parece q não ficou entendido, seria como patentear o pneu e não o projeto do produto em si. Tendências e modelos são diferentes do produto patenteável. Seria o mesmo caso da LG e seu LG Prada, anunciado antes do iPhone. O smartphone da Apple veio depois com as mesmas características. Seria um absurdo dizer que ninguém mais poderia lançar algo da mesma linha. Seria patentear um retângulo.
@roberto_dash
Isso se chama NEGÓCIOS. Afinal, melhor licenciar as patentes e lucrar rios de dinheiro com os tablets do que enfrentar processos e mais processos por usar uma forma quadrada '-'
Rennan Alves
Design e usabilidade são conceitos que também envolvem pesquisas e base de conhecimento (o do iPad levou mais de 4 anos). Pelo que eu vi sobre a patente, ela não patenteou a noção de estrias mas sim uma das várias maneiras de como fazer essas estrias. Esta patente específica, no início, não era essencial para a criação de tablets, basta pegar os modelos anteriores ao iPad. A partir do momento que o iPad começou a fazer sucesso, as demais fabricantes viram um modelo, uma tendência a ser seguida que conquistava muitos consumidores, uma necessidade que antes não era suprida com os antigos tablets. Para usar esta tendência, nada mais justo do que pagar aos criadores o modelo da tendência. A questão é, será que esta patente é tão essencial ao ponto de impedir a fabricação de outros tablets? Será que ela é tão importante ao ponto de gerar um monopólio absoluto da Apple sobre este mercado? Eu, pessoalmente, acredito que a Amazon e a Sony mostraram que não.
Ramon Melo
Olha, quando a Apple mais precisou, foi a Microsoft quem a socorreu.
Ramon Melo
Pior que macfag, é macfag desinformado. Nem para ler o artigo...
Ramon Melo
Não sei em que mundo você vive, mas Nokia, Motorola e HTC receberam processos sim.
Ramon Melo
Sim, muito inovador, não é mesmo?
Luandersonn
KKKKKKKKKKKKKKKKKK Verdade, se as duas quisessem mesmo tirar o Android de linha, elas poderiam...
Exibir mais comentários