Início » Internet » Rede social sem publicidade consegue 700 mil dólares

Rede social sem publicidade consegue 700 mil dólares

App.net pretende concorrer com Facebook de Mark Zuckerberg.

Por
7 anos atrás

A App.net conseguiu levantar pouco mais de US$ 700 mil até agora, nas últimas horas de de uma campanha a la Kickstarter para angariar dinheiro e tornar possível uma rede social paga livre de anunciantes. A campanha iniciada por Dalton Caldwell seria uma promessa de uma terra santa a desenvolvedores e usuários que estariam de saco cheio das práticas comerciais do Facebook e Twitter.

Caldwell não é nenhum zé ninguém no mundo digital. Em 2003 junto com Jan Jannik, ex-funcionário do Napster, teve a ideia de fundar um serviço de compartilhamento de músicas e playlists. O imeen, como foi chamado o projeto, levantou durante os anos ativos milhões em investimentos até ser vendido e desligado em 2009 pelo MySpace. Desde então, Caldwell tem investido nos serviços da App.net de ferramentas para desenvolvedores de iOS.

De acordo com um post em seu blog pessoal, Caldwell havia apresentado um projeto que seria interessante aos olhos do Facebook e conseguiu em junho uma reunião com alguns executivos do Facebook. Na ocasião, os executivos falaram que seu projeto era concorrente as novidades do AppCenter da rede social e proporam comprar a empresa de Caldwell e contrata-lo para desenvolver seu projeto dentro do Facebook. O empresário ficou bem chateado com o resultado da reunião e em protesto resolveu lançar uma campanha a la Kickstarter para lançar uma rede social paga e sem anunciantes.

Caldwell, sentado, está chateado com Mark Zuckerberg

Caldwell, sentado, está chateado com Mark Zuckerberg

Exatamente 1 mês depois do início da campanha, cujo objetivo era levantar meio milhão de dólares, mais de 11mil usuários doaram uma quantia que ultrapassa os 730 mil dólares. Caldwall pede 50 dólares como quantia mínima de colaboração para que o usuário tenha acesso a um ano de uso da rede social e que possa reservar seu nome de usuário. Outras duas possibilidades está o nível de 100 dólares para desenvolvedores poderem criar aplicativos para a rede e o nível maior de mil dólares da direito a um encontro com Dalton e suporte via telefone por um ano.

Um preview da nova rede social já está online e aberto ao público para conferir. No momento ela não tem nada de especial além de parecer uma cópia do Twitter. Na verdade, chega até ser irônica uma rede social anti-Twitter e anti-Facebook ser criada em cima do Bootstrap, uma biblioteca de desenvolvimento criada pela equipe do Twitter.

Na página do projeto está claro que os serviços atuais da App.net serão descontinuados depois de um ano da campanha de crowdfunding caso essa seja um sucesso, que é o caso até agora. Pelo visto a turma anti-Facebook está bem confiante de que vá conseguir estabelecer uma rede social livre de anúncios e paga. Vamos acompanhar os próximos capítulos da novela, embora uma coisa seja certeza: Caldwell conseguiu bastante atenção e angariar pelo menos 11 mil pessoas pro seu projeto anti-Facebook.

Mais sobre: , ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.