Início » Celular » Até a Anatel recebe cobrança com valores errados de Claro e Oi

Até a Anatel recebe cobrança com valores errados de Claro e Oi

Software exclusivo avisa quando operadora tenta cobrar a mais.

Avatar Por

"Por favor aguarde. Sua ligação é muito importante para nós." Aposto que você já passou raiva por minutos a fio enquanto esperava que um atendente da sua operadora de telefonia celular respondesse no sistema de atendimento ao cliente. Sabe quem não passa pelo sofrimento? Um funcionário da Anatel, a Agência Nacional de Telecomunicações, responsável por monitorar o quanto é utilizado pelos funcionários da agência e quanto as prestadoras de telefonia tentam cobrar no fim do mês. Sim, até a Anatel recebe cobranças com valores errados – e absurdos.

Reportagem da revista Época revela a existência de um aplicativo desenvolvido por um técnico em eletrônica da agência. Por meio dele, chamado de ADT (sigla para Atesto de Despesas Telefônicas), dá para saber quantos minutos foram utilizados pelos empregados. A ideia inicial era separar o joio do trigo – as chamadas funcionais, pagas pelo contribuinte, das chamadas particulares, que são problema e despesa de cada servidor público. No fim das contas, o ADT serve também para verificar quantos minutos no total foram utilizados. E quanto as operadoras tentam cobrar no fim do mês. Invariavelmente mais.

A Anatel não precisa ligar para o callcenter

A Anatel mantém contratos de telefonia móvel com Claro e Oi. De acordo com a reportagem, as duas operadoras enviaram cobranças no valor de R$ 771 mil entre julho de 2010 e junho de 2011. "Erro" de R$ 211 mil para cima, de acordo com o aplicativo, durante doze meses. O funcionário responsável pelo monitoramento envia os absurdos para as teles, que diminuem a cobrança sem abrir chamado nem nada. Para a agência é simples assim, ao contrário do que sofrem os consumidores brasileiros que dependem de celular.

Embora o software ADT seja revolucionário, a Anatel não utiliza as informações verificadas por ele para punir as operadoras. Avisam do erro, as operadoras corrigem os valores, e aí está tudo certo.

Época levanta as seguintes questões: por que a agência não pune as operadoras e por que a agência não utiliza o ADT em larga escala. Aqui no Tecnoblog nós fazemos a mesma pergunta. Se não responderam a revista semanal das Organizações Globo, melhor nem tentar mandar um email com as simples questões.

Recomendo vivamente a leitura da reportagem completa publicada por eles.

Mais sobre: , , ,