O grupo de hackers conhecido como AntiSec publicou hoje um arquivo contendo 1 milhão de identificadores únicos (os chamados UDID) de dispositivos iOS. Segundo o grupo, eles conseguiram tais dados em março desse ano, ao conseguir acesso a um laptop Dell Vostro que supostamente pertencia ao FBI. Um dos arquivos obtidos continha mais de 12 milhões desses UDIDs, mas o grupo decidiu liberar ‘apenas’ 1 milhão deles.

Parte do arquivo liberado pelos hackers

No arquivo que foi obtido com o ataque ao laptop, o grupo afirma que encontrou, atrelado aos UDIDs, nomes, nomes dos dispositivos, números de celular, endereços e muitos detalhes pessoais – nos dados liberados por eles, constam apenas os UDIDs, nomes e nomes dos dispositivos. A especulação do grupo é que esses dados são parte de alguma investigação da NCFTA, uma organização americana que investiga crimes online.

O pessoal do The Next Web criou uma ferramenta que permite que qualquer usuário procure pelo seu UDID no arquivo vazado. O UDID pode ser encontrado pelo iTunes, clicando no número serial do dispositivo quando está conectado. Mas como os dados supostamente foram angariados por agentes americanos, é bem provável que nenhum brasileiro que esteja morando no Brasil e tenha comprado seu dispositivo iOS por aqui esteja nessa lista.

Segundo o grupo, eles não vão fornecer entrevistas ou dar nenhuma declaração pública enquanto um pedido bem específico não for atendido. Eles querem que uma foto do editor Adrien Chen, da rede de blogs Gawker, seja publicada na página inicial da Gawker.com e fique no ar durante um dia inteiro. O detalhe é que Adrien precisa estar usando trajes de balé e um sapato na cabeça, clara referência ao fórum 4chan.

A Gawker não disse se vai ou não atender a demanda, mas é seguro assumir que não teremos mais declarações do grupo no futuro.

Com informações: Hacker News.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ailton Dos Santos
Afff ...........
YanGM
Se rodasse Linux pode ter certeza que a pessoa saberia o que estava fazendo e não iria se infectar, a não ser que fosse algum freetard que acha que não existe vírus para linux.
YanGM
Se rodasse Linux pode ter certeza que a pessoa saberia o que estava fazendo e não iria se infectar, a não ser que fosse algum freetard que acha que não existe vírus para linux.
Forbidden_404
Já instalei o Win98 no pc, só não consegui rodar a net... de resto eu uso mais o User-Agent pra mostrar REALMENTE o que eu estou usando, já que muitas vezes alguns browsers generalizam o OS
YanGM
Raro sim, bizarro nunca. "O problema não é você, Opera, sou eu."
Jonathan André Varella Gangi
Por isso que o Dennis Ritchie criou uma linguagem perfeita: o C, qualquer bug é culpa do programador e nunca da linguagem, visto que a linguagem não roda em VM, não tem muita API, não tem quase nada pronto e deixa toda a responsabilidade de verficiações de segurança e de burradas do user por conta do programador =D
[email protected]
nova linha: iFucked
Vitor
Bizarro é ver que voce nao conhece nada do Opera.
YanGM
Então porque parece que seu comentário diz que você não acreditou que era um ASUS? "ps: o TB posta qual seu Agent-user, viu?"
Silvio Ney
Acho que você não entendeu. Os comentários é citado o S.O e não o hardware. Você mesmo postou print de que está usando o Mac OS num ASUS....é o S.O a que estou me referindo, não o seu 'hardware' Onde está seu Deus agora, @YanGM?
Nelson Lima
Tem no contrato se vc apertar concorda e avança. Tchau. Então não usa.
@LBKatan
O texto lá no pastebin é muito bom. Vale a pena a leitura. Pra quem tá com preguiça, farei um resumo: "Liberdade! Tomem as informações! Pênis!" (resumo e tradução por Felippe Katan)
Blek Zarioky
E eu, como fico?
Fabio
Não é que ela seja 100% segura, os fanboys que fazem marketing gratuito falando o que não sabem.... >>,<<
Edmilson
Minecraft em outra plataforma, sem dar erro de memória cheia, um sonho que se realiza rs.
Exibir mais comentários