Na terça-feira dessa semana um grupo de hackers ligado ao movimento AntiSec liberou na web 1 milhão de identificadores únicos de dispositivos iOS, incluindo nomes de pessoas e os nomes dos aparelhos em questão. Esses dados, segundo eles, saíram de um laptop do FBI. Mas ontem tanto a agência de inteligência americana quanto a Apple negaram envolvimento com o suposto vazamento.

Segundo o AllThingsD, que entrou em contato com a Apple, a resposta oficial da empresa é de que “o FBI não requisitou essa informação da Apple e nem a Apple enviou tal informação para o FBI ou qualquer organização”. No mesmo dia que os dados foram publicados o próprio FBI declarou que “está ciente” dos dados publicados mas que “não há evidência que indica que um laptop da agência foi comprometido”.

Parte do arquivo liberado pelos hackers

Pouco depois das declarações oficiais, o perfil do Twitter @AnonymousIRC, que aparentemente faz parte do grupo, disse que “antes que vocês neguem, lembrem que estamos com outros 3 terabytes de dados. Nós ainda nem começamos”. E isso provavelmente não deve ter diminuído a quantidade de teorias da conspiração em volta dos dados.

Assumindo que a Apple e FBI estão falando a verdade, vale perguntar: de onde o grupo tirou os dados que foram publicados? Eles parecem ser bastante legítimos e são mais de 1 milhão deles, então a teoria de que as UDIDs foram fabricadas é pouco provável. Mas acho que não teremos que esperar muito por respostas do grupo agora que sua principal demanda foi atendida.

Para quem não lembra, no post em que falei do vazamento, citei que o grupo de hackers avisou que só liberariam mais detalhes dos dados que capturaram e dariam entrevistas a jornalistas se algo acontecesse. O grupo exigiu que um editor da rede Gawker tirasse uma foto com trajes de balé e com um sapato na cabeça. Por isso achei que não veríamos mais informações sobre isso. Mas vou ter que morder a língua…

Yep, a foto está lá, junto com um post explicando o seu motivo. E o grupo já disse que vai honrar sua palavra. Esperemos, então.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ibrahim Cássio
Daí que a Apple vai negar que colaborou com o FBI para fornecer esses dados? Me corrijam se eu estiver errado: Se ela negar que entregou os dados colaborativamente, qual será a explicação? No mínimo, terão que inventar/admitir que alguém invadiu seus servidores onde esses UDiDs estavam armazenados, portanto esse sistema de UDIDs não é seguro de qualquer forma. Apple, se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. Não enterrem a cabeça na areia e mandem uma banana para os usuários como sempre fazem. Honestidade, credibilidade e transparência sobrepujam a qualidade dos seus produtos. Aliás, não é sem tempo dizer que qualidade toda empresa tem - hoje a Samsung tem um smartphone melhor que o iPhone, só lhes resta primar pela credibilidade. Não quebrem esse cristal delicado.
@saviomd
Concordo, poderiam ter explicado resumidamente o motivo. Mesmo q seja de conhecimento comum, acho q sempre vale uma explicação rapida p/ quem não sabe de nada
Petter
Tá, vão falar com a imprensa, mas vão de fato revelar como conseguiram o suposta notebook? Furto tipo MI, teletransporte, etc, etc, etc
Rafael
Valeu. Perguntei mais porque é o segundo post do Tecnoblog sobre essa história que citam o fato como se fosse de conhecimento geral. Talvez seja e estou muito por fora, mas acho que para um site de notícias seria legal explicar o contexto.
@saviomd
Se vc lesse o link postado não estaria perguntando.. O china criticou/duvidou o Anonymous antes e os caras não gostam dele por causa disso
simas
"shoe on the head" é clássica
Pierre
Isso me lembra o dia que falei pra uma amiga que faria um site pra ela se ela gravasse um video dançando macarena. E ela gravou ):
Rafael
O que esse tal editor da rede Gawker tem de importante nessa história para eles fazerem esse pedido?