Início » Computador » Nvidia lança GeForce GTX 660 e GTX 650

Nvidia lança GeForce GTX 660 e GTX 650

Novas placas de vídeo chegam por R$ 859 e R$ 589 no Brasil.

Por
7 anos atrás

A Nvidia lançou hoje duas novas GPUs para completar a família Kepler: a intermediária GeForce GTX 660 e a GeForce GTX 650 de entrada. As principais fabricantes de placas de vídeo, incluindo Asus, EVGA, Gigabyte, MSI, Point of View e Zotac já lançaram seus produtos baseados nas novas GPUs, que devem chegar ao mercado para suprir a demanda de gamers menos exigentes.

GeForce GTX 660

GeForce GTX 660: pronta para os jogos mais novos

Não se confunda: GeForce GTX 660 é diferente da GeForce GTX 660 Ti que comentamos em agosto. Enquanto a GTX 660 Ti começou a ser vendida por US$ 299 (R$ 1.499 no Brasil), a GTX 660 será posicionada numa faixa de preço menor, de US$ 229 — e consequentemente terá desempenho menor.

Numa placa de vídeo de referência, a GeForce GTX 660 possui 1344 núcleos CUDA rodando a 980 MHz e 2 GB de memória GDDR5 com velocidade de 6 Gbps. Segundo a Nvidia, a GTX 660 roda praticamente todos os jogos DirectX 11 com qualidade alta e resolução de 1920×1080 pixels; nos benchmarks, o chip conseguiu manter uma média de 40 fps nos jogos mais pesados.

O AnandTech testou a GTX 660 e a disputa com a Radeon HD 7870 foi acirrada. Em Dirt 3 com os gráficos no máximo e resolução de 1920×1200 pixels, a GTX 660 conseguiu 90,3 fps, enquanto a HD 7870 bateu 104,4 fps. O contrário aconteceu em StarCraft II: foram 96,5 fps da Nvidia contra 72,2 fps da AMD. Em Total War: Shogun 2, praticamente não houve diferença.

O TechSpot diz que a GTX 660 possui um preço 23% menor que a GTX 660 Ti, mas o desempenho é apenas 14% pior ao rodar jogos em 1920×1200 pixels. A GTX 660 ainda é 11% mais barata que a Radeon HD 7870 e 5% mais lenta. Eles citam como positivo a baixa temperatura e o bom custo-benefício.

GeForce GTX 650

GeForce GTX 650 é uma placa de vídeo básica

Se você não é tão exigente e quer brincar um pouco, a GeForce GTX 650 pode ser uma ótima opção: custando apenas US$ 109 no mercado americano, a placa de referência tem 1 GB de memória GDDR5 de 5 Gbps e 384 núcleos CUDA de 1.058 MHz. E, apesar de ser uma GPU de entrada, a Nvidia fez questão de esclarecer que isso não é ruim: ela possui 812 gigaflops de capacidade de processamento, o triplo da GPU Xenos do Xbox 360.

De acordo com a Nvidia, o consumidor que compraria uma placa de vídeo como a GTX 650 faz upgrades em média a cada quatro anos. Isso significa que o usuário deve possuir hoje uma GeForce 9500 GT, que foi originalmente desenvolvida para rodar os jogos da época em 1280×1024 pixels — hoje o mais comum é utilizar 1080p. Nos testes, sem muita surpresa, a GTX 650 humilhou a 9500 GT, oferecendo oito vezes o desempenho da irmã antiga.

Preços no Brasil

Nos EUA, tanto a GTX 660 quanto a GTX 650 são opções interessantes e custam respectivamente US$ 229 e US$ 109.

E no Brasil? Em contato com a assessoria, descobrimos que os preços sugeridos são de R$ 859 para a GTX 660 e R$ 589 para a GTX 650. A Zotac ainda deve vender versões com overclock de fábrica, por R$ 899 (GTX 660 AMP! Edition) e R$ 699 (GTX 650 AMP! Edition) São valores salgados, mas eles devem cair com o tempo — a GTX 660 Ti, que foi anunciada por absurdos R$ 1.499, já pode ser encontrada por R$ 1.050.