Início » Celular » Google Mapas para iOS? Nada a declarar

Google Mapas para iOS? Nada a declarar

Por
7 anos atrás

Novo iOS na área e uma série de donos de iTrecos reclamando do novo software de mapas do sistema. A Apple decidiu colocar algo dela mesma em vez de usar a tecnologia do parceiro de longa data Google. Só que, como temos visto, a experiência de usuário tende a não ser das melhores. Hora de ter um aplicativo do Google Mapas para iOS? Sem dúvida. Pena que a resposta do Google sobre o assunto não anima muito.

O site Search Engline Land, especializado em cobrir mecanismos de pesquisa, enviou perguntas para o Google acerca do suposto aplicativo para iOS. Eis a resposta reproduzida na íntegra abaixo.

“Nós acreditamos que os mapas do Google são os mapas mais compreensíveis, apurados e fáceis de usar no mundo. Nosso objetivo é tornar o Google Maps disponível para todos que desejam usá-lo, não importando o dispositivo, navegador ou sistema operacional.”

Isso é tudo que o Google diz por enquanto. Nada, na minha humilde opinião.

Divulgação do Google Mapas na loja Play: “Nunca carregue um mapa de papel novamente”

Ao apresentar novidades para mapas em junho deste ano, o Google confirmou que a terceira dimensão e o download para consulta off-line estariam disponíveis primeiro para Android, mas que chegariam aos demais sistemas de celulares. Em seguida, vem a Apple e avisa que não mais utilizará a tecnologia do Google nativamente no iOS. Ficamos todos a ver navios.

Há informações de que o contrato do Google com a Apple para fornecer mapas acabou neste ano. Pode ser que as condições necessárias para renová-lo não fossem mais sustentáveis ou a Apple decidiu que estava na hora de ter um serviço próprio para este fim. De qualquer forma, sabemos que o Google vem se distanciando da fabricante de iPhones e iPads. Recentemente o Google lançou aplicativo de YouTube para iOS, antecipando-se ao fim do app nativo com o iOS 6. Também lançou um software específico para Gmail que replica a Priority Inbox.

Parece que só falta mesmo ter os mapas num aplicativo separado. Falta saber o que impede a companhia de lançar imediatamente o software – se é que vai fazê-lo.

Uma ressalva a ser feita diz respeito a usuários em cidades menores. Alguns leitores do TB relatam ver mapas mais completos com a tecnologia da Apple em regiões menos populosas que São Paulo ou Rio de Janeiro, as usuais suspeitas quando nós testamos esse tipo de serviço.

Além do Apple e Google, a finlandesa Nokia também está na disputa pelo mercado global de mapas e localização geográfica. Saiba o porquê.