Início » Brasil » Diretor geral do Google Brasil se manifesta sobre polêmicas no YouTube

Diretor geral do Google Brasil se manifesta sobre polêmicas no YouTube

Fábio Coelho lamenta que usuário tenha apagado vídeos por vontade própria.

Avatar Por

O diretor geral do Google Brasil, Fábio Coelho, publicou há poucos minutos um artigo no blog nacional do buscador em que comenta as recentes ordens judiciais envolvendo vídeos no YouTube e a detenção dele próprio, na qualidade de representante legal do gigante das buscas em território brasileiro. Coelho teve de se apresentar à Polícia Federal e prestar esclarecimentos na quarta-feira (27). O executivo reconhece que não há mais possibilidade de recorrer na justiça da decisão de apagar certos conteúdos.

Fábio Coelho, diretor geral do Google no Brasil

Fábio Coelho, diretor geral do Google no Brasil

Coelho explica em sua mensagem que é comum receber uma série de notificações durante o período de campanha eleitoral. "Como sempre, revisamos todas essas ordens judiciais e recorremos daquelas que acreditamos incorretas", diz. Como exemplo, o executivo cita uma recente ordem judicial que obrigava o Google a apagar um vídeo hospedado pelo YouTube. Entretanto, conforme conta, um mandado de prisão contra ele foi expedido antes que o recurso interposto pelos advogados da companhia fossem julgados.

Não temos a confirmação sobre qual, dos inúmeros casos de que tomamos conhecimento na última semana, o diretor geral do Google Brasil fala especificamente. A companhia soube na noite de ontem que o último recurso contra a ordem judicial para apagar o vídeo não foi aceito. "Agora não temos outra escolha senão bloquear o vídeo no Brasil". O executivo vai além e, na condição de líder do buscador, afirma que estão desapontados por não terem a "oportunidade de debater plenamente na Justiça Eleitoral nossos argumentos  de que tais vídeos eram manifestações legítimas da liberdade de expressão".

Um dos vídeos que se tornou objeto de ação judicial na Justiça Eleitoral foi apagado pelo próprio usuário que o enviou para o site de vídeos. "Esse é apenas um exemplo dos efeitos intimidatórios do episódio para a liberdade de expressão", conclui.

Fábio Coelho vacila, porém, em explicar a estrategia do Google Brasil ao desobedecer ordens judiciais. Não sou juiz. Não cabe a mim julgar o mérito da questão e, por ora, não me manifestarei sobre o assunto. Entretanto, faz-se necessário apontar que os advogados do buscador defendem a visão da companhia até um certo momento. Quando a decisão judicial contrária chega, não há outra alternativa senão cumpri-la. Querem discutir a legislação vigente? Não tenho dúvidas de que o debate trará bons frutos. No calor do período eleitoral, porém, e considerando que nem todos os nossos juízes estão atualizados quanto à cultura da internet, insistir em desobedecer ordens judiciais não me parece uma boa opção.

O YouTube analisa as ordens judiciais para remoção de vídeos e recorre delas ou não, conforme achar o mais correto. Um vídeo publicado no site que seja ilegal em algum país provavelmente será restringido na versão local do YouTube. Foi assim, por exemplo, que a companhia bloqueou o acesso ao filme "Innocence of Muslims" na semana passada. Legislações de países como Egito e Líbia proíbem tal conteúdo.

Leia o texto na íntegra no blog do Google Brasil.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rodolfo Duraes
minhas ideias vai alem dos meus sonhos a alguem que quer ganhar uma grana investindo em algumas de minhas ideias [email protected] sou comerciante no rio de janeiro
Josiel Pedro
Primeiramente o Google não cometeu crime nenhum, Nenhum vídeo do YouTube pertence ao Google, é de inteira responsabilidade de quem os posta. A Legislação brasileira é movida a corrupção, Entra na Justiça tendo direito garantido por lei contra uma grande empresa Estatal, ou Não, Pra você ver o quanto a justiça Brasileira vai te ajudar. Apoio a decisão do Google de passar por cima destas Leis ultrapassadas que favorecem alguns e aos outros simplesmente passa por cima sem conversa. A Legislação tem que respeitar o Direito de Recorrer, oque já estava sendo feito, Seria bom que o Google suspendesse seu serviço no Brasil por 48h ai você veria o quanto ele é importante pra sociedade Brasileira e Global, não existe Empresa mais sólida e lucrativa quanto o Google. O Governo Brasileiro adora ganhar impostos e mais impostos em cima de Empresas, oque não acontece com o Google, por isso esta perseguição, O Google não Posta, Não faz declarações, Tudo que o Google faz é indexar as páginas da internet da melhor forma possível para seu usuário de Maneira totalmente GRÁTIS. No Japão o governo tentou fazer com que o Google censurasse Buscas em sua sede no Japão, e o Google disse "Se é para censurar, simplesmente vamos embora daqui", E O Google falou que não iria mais atuar no País, e na hora o Governo deixou de encher o saco deles. Parem de querer culpar algo ou alguém por besteira, A INTERNET é livre. Achando ruim não faça um vídeo e coloque em sites, Sempre terá alguém para baixar e disseminar mais ainda o conteúdo, de forma que nunca mais sairá da Internet. #PaísDeMERDA
Thássius Veloso
Fernando, obrigado pelo seu comentário. Concordo bastante com aquilo que dizes. De fato, nessas circunstâncias, acontece exatamente aquilo que a pessoa ofendida menos quer: exposição ainda maior do conteúdo que em tese a prejudica. O vídeo no YouTube foi tirado do ar pelo usuário. Não antes de ser visto milhares de vezes por gente que, agora, tem condições de dizer se concorda ou não com a "acusação" de ofensa.
Scheldon Fernandes de Oliveira
Isso vem do Brasil colônia, nego pensa que se ficar puxando o saco dos coronéis vai ter vantagens. Hoje nego se prostitui por qualquer migalha.
Marcelo
eles demoram pra tirar pra se aproveitar das repercuções...
Jackeline Dias
Eu tento ler os comentários de quem esta contra a decisão da Google de forma imparcial. Seguro cada palavrão que vem em minha mente e respiro fundo, mas como é possível que pessoas que frequentam um blog de ti podem concordar com essa "ditadura" da Política? Google fez de tudo que podia para que nós víssemos o que um de nós tem a dizer sobre um candidato, para NÓS usarmos o nosso senso crítico, ou não néh..
Alexandre Cinci
Na boa, o diretor do google fez corpo mole e achou que nao era serio, soh pode. Independentemente do conceito ou funcionamento do youtube ou google, a lei infelizmente burra se sobrepoe. Um ditado para as proximas viu diretor do google: "Passarinho q come pedra, sabe c.. q tem."
Edison Luiz
O Juiz ordenou, mas o Google recorreu. E ele tem esse direito. Antes de julgarem o recurso improvido, o Google não é obrigado a seguir a decisão da Justiça, porque ela ainda não é definitiva.
marcospulido
perdoe os erros de escrita =D
marcospulido
Diandra, o Google, assim como qualquer um de nós, pode SIM nao obedeçer uma ordem judicial, ninguém é obrigado a fazer nada, isso é um direito nosso de manfestar opnioes, ideias ou pensamentos sem censura alguma. Porém tem que se estar ciente das consequências. No caso so Google, foi expedido e executado o mandado de prisão. Não é questão de "ir contra a lei" ou "desrrespeitar uma ordem judicial" é questão de expor uma opnião contrária a uma decisão infundada.
Scheldon Fernandes de Oliveira
Não existe crime maior que seguir uma lei imbecil.
Diego Macan Gomes
Isso não é comunismo meu amigo, é corrupção.
Diego Macan Gomes
Ah então o que vocês dois estão dizendo é que ninguém, absolutamente ninguém é capaz de ir contra uma decisão absolutamente precária, e que nós estamos a mercê de políticos corruptos, de um judiciário falho que aceita a vontade de candidatos como se fosse a Lei. No Brasil também há Lei de Liberdade de Expressão, mas é impressionante que ninguém está vendo isso, todos os outros juízes do Brasil, todos os promotores e advogados. É absolutamente evidente que este Juiz esta favorecendo um candidato, escondendo fatos durante o período de campanha para que ele se vista com a pele de cordeiro que todos os políticos deste país guardam no armário os quatro anos de mandato e retiram neste período. E o mais absurdo de tudo é ver que cidadãos comuns não enxergam isso, não veem que, o Google está defendendo os nossos direitos. Todo mundo sempre reclamou da manipulação de massas feitas pela Rede Globo (vide Além do Cidadão Kane), mas quando uma empresa se recusa a entrar no mesmo jogo, ainda tem gente que reclama. Eu definitivamente não acredito que o Google queira se posicionar acima da Lei. Eu acredito que o Google só quis ter a chance de mostrar que o Juiz e o Candidato de Campo Grande é que querem estar acima da Lei. O Juiz julga, mas deve ser de acordo com a Lei e não de acordo com os próprios interesses e do seu candidato. O problema é que parece que todo mundo está ignorando isso.
mlhz
ele tem razão. o juiz errou mas ele é um juiz, é preciso obedecer. Mas que o juiz se mostrou ignorante isso com certeza. Comunista maldito.
Rony Souza
Estrategia politica...!!!!
Bruno Guerreiro
Concordo com você. Por mais nobre que seja a atitude do Google em querer defender a "liberdade de expressão", acredito que uma empresa não pode simplesmente ignorar uma ordem da justiça e se achar soberana, por simplesmente não aceitar a decisão. O diretor do Google deveria inclusive, ter permanecido pelo menos uma noite na cadeia, porque, se fosse um diretor de uma empresa menor ou algum outro pobre coitado, provavelmente isso aconteceria. Também acho muito estranho, o Google não querer se responsabilizar pelo conteúdo, mas ao mesmo tempo não fornecer os dados do usuário responsável pelo vídeo.
othon
"e considerando que nem todos os nossos juízes estão atualizados quanto à cultura da internet," E isso, em pleno 2012, talvez seja um dos fatores mais preocupantes, não somente nessa história, como em muitas outras.
Fernando Schincariol
Uma coisa que muita gente não entende é que, todo direito pode - e deve - ser relativizado. Até a VIDA é relativizada: o aborto é permitido no Brasil nos casos de estupro. Nos EUA, nenhuma Faculdade de Direito que se preze discute a questão do aborto, no entanto, a liberdade de expressão, para os americanos é intocável (por força da primeira emenda à constituição) Fabio Coelho, que salvo engano é formado pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco, sabe muito bem que quando um juiz determina ou requisita alguma coisa, você deve cumprir. O crime de desobediência, porém, é considerado de menor potencial ofensivo e em todos esses crimes acontece isso que aconteceu, não importa se é diretor do Google ou não. Na verdade, 3 coisas estão erradas: - O Google, em descumprir a ordem judicial - O juiz em pedir a prisão - O(a) ADVOGADO(a) Gente.. seu cliente esta sendo difamado no YouTube... ele quer que isso pare, ele não quer ser exposto e você pede a PRISÃO DO DIRETOR DO GOOGLE? A única coisa que vc conseguiu foi a exposição do seu cliente. O Código de Processo Civil permite que o advogado peça (e que, o juiz determine) inúmeras medidas para que se efetive a sentença, a prisão é uma deles (e nesse caso a pior, ou uma das piores,) Uma alternativa cabível seria a multa diária. É uma medida que pode ser inócua, mas deveria ser a primeira a ser pedida (o usuário, muitas vezes retira o conteúdo por "medo" logo depois desse pedido). A interrupção do serviço restrita ao local seria uma das alternativas, ou sei lá, a penhora civil.. enfim.. o pedido de prisão e também, com todo respeito, sua concessão pelo magistrado, foram totalmente despropositadas.
Edmilson
3 possibilidades: 1 ele não fazer nada, 2 procurar um erro seu, achar e te ferrar ou não achar e não poder te ferrar, 3 fazer trafico de influencia ou algum ato ilegal como mandar policiais te darem uma dura ou algo assim, ou uma prisão sem cabimento. Coisa esperada e previamente monitorada, oque lhe daria "munição" para defender-se no caso anterior, acusar-lhe dos crimes que ele cometesse, com provas e a imprensa internacional em cima. E de brinde evitar que outros juízes se achem acima da lei. Um cidadão comum fazer isto seria problemático, afinal ele não tem recursos e visibilidade. O diretor do Google BR? Tem boas chances de dar certo em qualquer dos aspectos.
Daniel Neves
Acho esse medinho besteira. O que está fora da jurisdição, não há nada que um juiz daqui possa fazer.
Guilherme Reis
Irritar um juiz, mesmo estando coberto de razão, é uma péssima ideia. rs
Guilherme Reis
Na verdade é porque o Juiz ordenou a retirada do vídeo. Como o vídeo continuou no ar após o juiz ordenar a retirada, pode se considerar que o "crime" ainda estava ocorrendo. Sendo assim, aplica-se como se fosse flagrante. Por isso a PF foi buscá-lo. Se não fosse flagrante, ele teria de esperar o julgamento para ser preso.
Davi Carriel
Povo - alo é liberdade de expressão ?? Corrupto - não aqui é o marido dela o corrupto ... Povo - onde a liberdade esta ?? Corrupto - eu colokei ela de castigo trancada sozinha no quarto ninguém mais a vera daqui uns dias ...
blacksnc
Seja bem vindo ao Brasil.
Gilliatt Borges Bastos
Só esses juízes não perceberam que eles são incapazes de controlar esse tipo de manifestação. Eu mesmo copiei vários desses videos e fiz upload em sites que a justiça brasileira não tem alcance. O youtube não é o único site de videos #ficadica. Acho que o cara que recebe criticas e denuncias deve se manifestar em sua defesa, mostre provas, não assumir a culpa recorrendo ao estado para esconder seus podres.
Diandra Souza
O que me assusta nessa estória é o fato de que o Google se acha superior ao Ordenamento Juridico Brasileiro, em outras palavra o Google claramente acredita estar acima da lei. Como disse dito acima : "O YouTube analisa as ordens judiciais para remoção de vídeos e recorre delas ou não". Não cabe ao Google decidir se vai não cumprir uma ordem judicial. Ordem é ordem e deve ser cumprida. É claro que sempre cabem recursos, e muitos vezes certas são expedidas em caráter liminar, ou seja antes de uma decisão final. Então eu perguntaria ao Iustríssimoo Senhor Fabio Coelho, por que não cumprir a ordem de imediato, remover o video e depois recorre e só então em caso de vitória colocar o video de volta? Me parece uma grande afronta do Google à própria soberania nacional ao desobedecer uma ordem judicial. Pergunto também ao Senhor Fábio por que simplesmente o Google não cumpre a ordem e informa ao usuário prejudicado para que ele tomes as medidas que entender cabíveis? De onde vem essa ideia de que o Google pode decidir sozinho e passar por cima do Estado brasileiro ? O judiciário existe justamente para solucionar conflitos e evitar que seja feita a JUSTIÇA PRIVA onde sempre vence aquele que tem mais "poder". Ou será que é justamente nisso que o Google está apostando ? Marcio Etiane Almendros @metiane
edisonlsm
Não entendo tanto assim de direito, mas expedirem o mandado de prisão ANTES de julgarem o recurso é absurdamente errado e ridículo.
Gianfrancesco Vizzotto
Triste repressão! Deveriam censurar o palácio do planalto como um todo!
Alisson Santos
Lembrando que o vídeo motivo dessa confusão toda é sobre acusações reais sobre um político. Deve ser por isso que a justiça se empenhou tanto em resguardar o sujeito.
Edmilson
EU, no lugar dele, daria uma pequena cutucada tipo "o vídeo foi censurado no brasil, porém aqueles que usam proxys com IPs de outros países civilizados não terão problemas em assisti-lo". Ele cumpre a lei mas demonstra, até mesmo para os usuários com menos conhecimento, que ainda é possível assistir ao vídeo.
Heron Felipe
Coloca no Xvideos... Mãe perdida, entre outros.. não existe apenas o google...