Início » Computador » Clover Trail é a aposta da Intel no mercado de tablets

Clover Trail é a aposta da Intel no mercado de tablets

Atom Z2760 é um processador dual-core de 1,8 GHz com HyperThreading.

Paulo Higa Por

A Intel anunciou ontem o Clover Trail, nova geração do processador Atom desenvolvida especialmente para tablets. O Atom Z2760 é um chip dual-core de 1,8 GHz com arquitetura x86 que será utilizado em alguns tablets com Windows 8. Para conquistar o mercado, a Intel aposta em bom desempenho com baixo consumo, graças aos novos estados de energia S0ix.

O Atom Z2760 terá processo de fabricação de 32 nanômetros e promete decodificação de vídeo em 1080p a 30 frames por segundo por meio da GPU PowerVR SGX 545. Ele chega com a famosa tecnologia HyperThreading que simula mais núcleos de processamento e melhora o desempenho de determinados aplicativos — embora esse ganho de performance seja bastante questionável.

Recursos típicos de processadores para dispositivos móveis também estão disponíveis no Clover Trail, como o suporte a GPS, acelerômetro, bússola, sensor de proximidade, NFC e cartões de memória microSD. Tablets com esse chip poderão incluir USB 2.0, HDMI, memórias LPDDR2 dual-channel, até 64 GB de armazenamento interno e câmeras de até 8 megapixels.

Mesmo possuindo dois núcleos e quatro threads de 1,8 GHz, a Intel promete que os tablets com Atom Z2760 terão boa autonomia de bateria: serão mais de 10 horas de reprodução contínua de vídeo local em alta definição e mais de três semanas em modo standby.

Informações sobre os tablets com Atom Z2760 podem ser encontradas neste documento da Intel. Os oito modelos são os seguintes: Acer Iconia W510, Asus Vivo Tab, Dell Latitude 10, Fujitsu Stylistic Q702, HP Envy X2, Lenovo ThinkPad Tablet 2, Samsung Smart PC e ZTE V98, todos com Windows 8 — o Clover Trail não funcionará com sistemas baseados em Linux.

Com informações: X-bit labs.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Guilherme Macedo C.
Entendi que vc está torcendo para a Intel, mas essa não é a questão. A Intel está saindo atrás, em um mercado dominado pelos eficientes ARM, e somente agora conseguiram fazer algo que pode bater de frente com essa arquitetura RISC.
fac_713198649
Pra rodar com qual sistema? Nem o Android existia. Se liga, a briga começa agora.
Guilherme Macedo C.
Em 2007 eles já faziam SoC, que entrou no mercado e passou despercebido. AMD tbm tentou, com o Geode.
Rennan Alves
E continuam sendo. A diferença é que a Intel licenciou uma GPU PowerVR da Imagination Tecnologies que não possui drivers e documentação opensource. Não há possibilidade da Intel dar suporte ao Linux com este SoC, se nem ela tem acesso aos binários da GPU que ela licenciou.
fac_713198649
Há quanto tempo atrás eles criaram o chip SoC para tablets?
Edmilson
Aguardo ansioso para ver o desempenho disto no mercado. PS: "possindo"
Guilherme Macedo C.
Sim, tomando pau. Eles já tentaram entrar no segmento móvel e foi uma vergonha.
fac_713198649
Tomando pau? Só agora que a Intel fez um chip SoC.
Guilherme Macedo C.
Depois de anos tomando pau dos ARM, acho q agora vai :)
fac_713198649
Estou botando fé na Intel. O know-how deles é muito grande, sempre se superaram.
fac_713198649
Não é só a Intel que está produzindo processadores exclusivos não http://www.phoronix.com/scan.php?page=news_item&px=MTE4NTY
Rafael Machado de Souza
muito estranho partindo da Intel..., seus drivers sempre foram os melhores.
Andre Souza
Com a AMD toda animada com suas novas APUs esta "limitação" da Intel é um tiro no pé. Certamente estes tablets não serão baratinhos... e limitados? NO WAY, meu dindim não é capim! =P
Rennan Alves
Também pensei nisto, mas esta impedição contratual é opinião do redator do Guia do Hardware e na própria imagem de lançamento que a Intel promoveu em seus fóruns mostra outros projetos do clover trail para outros sistemas (ou para quem quiser licenciar). Não estou querendo defender a Intel, muitos sabem que ela também colabora bastante com o software livre aliado ao seu apetite voraz por dominação de mercado, mas este parece ser apenas um impedimento técnico do que um contratual, dado o licenciamento da PowerVR.
Guilherme Macedo C.
No Hardware.com.br tem informações que dizem ser, provavelmente, contratual a falta de compatibilidade: http://www.hardware.com.br/noticias/2012-09/clover-trail-windows8.html
Exibir mais comentários