Início » Aplicativos e Software » Netflix no Ubuntu

Netflix no Ubuntu

PPA não oficial faz serviço de streaming funcionar na distribuição Linux

Por
7 anos atrás

Você pode procurar e pode espernear, mas não existe um cliente da popular plataforma de streaming de séries e filmes Netflix para o Ubuntu. Sendo mais específico, nem para qualquer distribuição do Linux. Ainda que o serviço marque presença no Windows, no OS X e em dispositivos móveis rodando sistemas do Google ou da Apple, sempre ficou de fora das distribuições de Linux para computadores.

Isso mudou nos últimos dias com a descoberta de uma técnica que permite assistir ao conteúdo do Netflix no Ubuntu. Depois de baixar alguns aplicativos antigos, rodar uma versão do Silverlight no Wine compilado especialmente para este fim e depois de muita reza brava, parece que os proprietários de máquinas com a distribuição Linux têm acesso aos meus recursos do Netflix.

Artigo publicado pelo site I Heart Ubuntu mostra o procedimento passo a passo e linha a linha para que qualquer um tenha o cliente funcionando no computador. Porém, como no mundo do Linux as coisas são sempre facilitadas com comandos simples que ativam PPAs mais simples ainda, já existe um PPA específico para realizar a bruxaria que coloca o serviço de streaming com alguns poucos cliques.

Netflix no Ubuntu graças a PPA não oficial

Netflix no Ubuntu graças a PPA não oficial

Faça o seguinte: vá ao Terminal do sistema operacional e digite as seguintes linhas:

sudo apt-add-repository ppa:ehoover/compholio
sudo apt-get update && sudo apt-get install netflix-desktop

Feito isso, vá ao Unity e procure pelo software chamado Netflix Desktop App. Logo na primeira execução, provavelmente o Silverlight pedirá que o sistema aceite conteúdo protegido por DRM. Confirme o pedido para começar a assistir aos vídeos.

Vale lembrar que esta solução não oficial depende de conhecimento do sistema Linux. Pode ser que, talvez, quem sabe, no futuro o pessoal do Netflix decida desativar a compatibilidade com a solução. Não tenho certeza se isso é possível, visto que para chegar a este resultado foi necessário recorrer ao Wine, um software que “traduz” aplicativos nativos de Windows para o ambiente do Linux.

Os criadores da PPA fizeram testes no Ubuntu 12.04 de 32 bits e no Ubuntu 12.10 de 64 bits. Funcionou perfeitamente em ambos.

Como se trata de um procedimento mais complicado, recomendamos que você dê uma olhada nos mais de cem comentários publicados no I Heart Ubuntu por usuários que tentaram instalar a solução e tiveram que recorrer a algumas linhas de código a mais.

Mais sobre: , , , , ,