Início » Internet » Mais um uso do Google+ para donos de Androids

Mais um uso do Google+ para donos de Androids

Buscador integra perfil na rede social aos reviews da loja Google Play

Por
7 anos atrás

Aos poucos, os planos do Google para o Google+ vão ficando mais claros: a partir de agora, todos os reviews e comentários que você fizer no Google Play terão seu nome e foto na rede social.

A novidade busca tanto encorajar o diálogo entre desenvolvedores e usuários, como também impedir (ou, no máximo, limitar) comentários maldosos, notas baixas sem razão e outras atividades negativas de quem é troll de carteirinha ou simplesmente caiu do lado errado da cama e precisa descontar o stress num espaço de reviews.

Obviamente, puristas e preocupados com privacidade podem não gostar, e a quantidade de reviews no Google Play pode até acabar caindo, mas ao que tudo indica a ideia do Google é priorizar qualidade em vez de quantidade. Ao dar um nome e um rosto para as análises, o usuário comum pode acabar confiando mais na informação, e isso é importante.

E calma: se no passado você andou soltando os cachorros em alguma análise, pode ficar tranquilo: todos os reviews publicados antes dessa mudança terão marcados como usuário “Um usuário Google”, sem dar qualquer detalhe pessoal. É como se o Google estivesse começando do zero.

Mensagem apresentada na Google Play (web)

Mensagem apresentada na Google Play (web)

Cabe notar, outras ferramentas do Google estão aos poucos sendo integradas ao Google Plus. O YouTube também já começa a fazer essa integração. Em breve só será possível comentar usando a identidade associada ao perfil no Google+.

Web social

Quem aponta o G+ como uma rede social morta ainda não entendeu corretamente o que o Google vem planejando já faz um bom tempo: uma rede que une toda sua interação nos diversos serviços e ferramentas da empresa, permitindo ao usuário (e, imagino eu, às empresas) saber em um único local quantos vídeos o usuário curtiu no YouTube, quantos aplicativos ele baixou no Google Play e quais dispositivos ele possui, quantos feeds ele lê no Google Reader, e até mesmo o tipo de conteúdo que ele mais compartilha na rede.

Ao apresentar o Google+, no ano passado, o buscador bateu na tecla de que se trata de uma tentativa de tornar a web mais social. Não necessariamente uma “rede social”, como é o caso do Facebook ou LinkedIn.

Claro que mudanças assim levam tempo, mas ao que tudo indica a meta do Google é exatamente essa: dar um nome e um rosto a todos seus usuários. Mesmo que seja na hora de falar que o jogo é uma porcaria.

Com informações: Techcrunch