Início » Legislação » Petição online obriga governo alemão a revisar decisão

Petição online obriga governo alemão a revisar decisão

Avatar Por
10 anos atrás
A favor do Counter-Strike.

A favor do Counter-Strike.

“O parlamento alemão deveria ser contra a decisão da conferência interministerial de 5 de junho de 2009, que é de proibir a produção e distribuição de jogos violentos”. Assim começa uma petição online (em alemão) que pede que os parlamentares alemães se posicionem contra o plano do governo de proibir jogos violentos, como “Counter-Strike”.

Mais de 67 mil assinaturas podem ser contadas na petição. O detalhe é que ela está disponível no site do Bundestag, o parlamento alemão. É um documento oficial, que após chegar às 50 mil assinaturas, força o governo alemão a rever a decisão.

Uma reunião com 16 ministros pediu, no mês passado, que o parlamento proibisse a produção e distribuição de jogos violentos. Em pouco mais de um mês, parte dos internautas do país conseguiram se mobilizar para atingir o mínimo de assinaturas necessário para que a decisão fosse revista.

Dentre as reinvindicações apoiadas pela petição estão o reforço nas leis já existentes para que crianças e jovens só possam comprar games autorizados para sua faixa etária e a promoção de indústria de jogos de videogame e computador na Alemanha, incluindo a formação de profissionais nessa carreira “promissora”.

Qualquer cidadão alemão pode criar uma petição nos fóruns do Bundestag. Uma vez que ela atinja 50 mil assinaturas em até seis semanas, deverá ser lida e discutida pelos parlamentares.

No Brasil, uma das petições que mais conseguiram juntar assinaturas é aquela que vai contra a Lei de Cibercrimes, um projeto de lei que pode criminalizar o uso de redes P2P, proibir a disseminação de redes Wi-Fi abertas, entre outras questões. A petição, que tem mais de 149 mil assinaturas, ainda está no ar.

[Guardian/Foto: StrangeInterlude]