Início » Aplicativos e Software » Engenheiro do Google explica por que o Chrome enfrentou travamentos ontem

Engenheiro do Google explica por que o Chrome enfrentou travamentos ontem

Navegador sofreu com travamentos e fechamentos repentinos nesta segunda-feira

Avatar Por
7 anos atrás

Como se sabe, o Gmail ficou fora do ar para alguns usuários por cerca de 20 minutos nesta segunda-feira (10), e isso é a vida, sabe como é, acontece. Mais curioso e difícil de explicar foi que diversos usuários do Chrome -- seja no Windows, OS X ou Linux -- viram seu navegador enfrentar travamentos e fechamentos repentinos durante o mesmo período que o serviço de e-mail enfrentava o blecaute.

Au revoir, Shoshanna, digo, Chrome

Foi no final do dia que Tim Steele, engenheiro do Google, confirmou o que algumas pessoas já suspeitavam: quando o Gmail saiu do ar, o Sync, serviço que sincroniza dados de navegação do Chrome na nuvem também estava offline, fazendo com que o browser enfrentasse travamentos.

Menos famoso que seu parente dos e-mails, o Sync é uma ferramenta que funciona silenciosamente no Chrome, salvando dados como aplicativos, extensões e favoritos na nuvem. Uma de suas raras aparições acontece quando o browser é recém-instalado e aberto pela primeira vez, quando é exibida uma aba que pede que o usuário faça login de sua conta Google para que seus dados sejam salvos em servidores externos.

No fórum de desenvolvimento do Chromium, Steele escreveu que "o bug não teve nada a ver com a queda do Gmail", afirmando em seguida que "o problema aconteceu porque alguns servidores de sincronização foram sobrecarregados".

De qualquer maneira, o engenheiro explica por que os servidores saíram do ar, mas não as razões que faziam o Chrome travar quando não tinham resposta do Sync -- o que faz concluir que o gigante da web não chegou a cogitar que um dia o Sync poderia alguma vez sair do ar.

Mais sobre: , ,