Início » Internet » Microsoft se diz “surpresa” com fim do Google Sync e sugere Outlook.com

Microsoft se diz “surpresa” com fim do Google Sync e sugere Outlook.com

Sincronização por Exchange ActiveSync continuará funcionando em aparelhos cadastrados até janeiro

Avatar Por

Outlook.com

Sinto cheiro de birra tecnológica no ar. Em vez de focar em desenvolver produtos bacanas e úteis, essas empresas de informática nos inventam moda desnecessária (como diz minha mãe). Na semana passada o Google informou sobre o fim do suporte a Exchange ActiveSync (EAS) do Gmail. Em nota, a Microsoft informa nessa semana que está “surpresa” com a decisão e recomenda que os usuários dependentes da tecnologia corram para o Outlook.com.

Eis a melhor alternativa. Convenientemente, uma alternativa feita pela própria Microsoft, como todos sabemos.

A Microsoft salienta que os atuais usuários se encontram numa situação em que terão uma experiência de uso “degradada” pelo uso de um protocolo mais antigo – POP e IMAP. Tais tecnologias não permitem a sincronização de calendários e de agenda de contatos.

Entretanto, vale lembrar que o Google garante a compatibilidade dos aparelhos atualmente funcionando com Exchange ActiveSync. A mudança a partir de janeiro passa a contar para novos usuários. O gigante da internet tem adotado a abordagem de mudar tudo, porém respeitando os usuários atuais, em outras decisões controversas, como a cobrança em definitivo do Google Apps para empresas de todos os tamanhos.

A Microsoft sugere que usuários do Gmail migrem para o Outlook.com, serviço de email anunciado neste ano. Ele tem visual similar ao do Windows 8 e funciona integrado com a plataforma de nuvem SkyDrive. De acordo com a companhia, basta que os internautas criem uma conta no Outlook.com. Em seguida, é necessário configurar para que o Gmail passe a encaminhar todas as mensagens para o novo endereço, mais ou menos como na captura de tela abaixo.

Redirecionamento do Gmail para outro endereço de email

Redirecionamento do Gmail para outro endereço de email

Futuramente o Outlook.com terá chamadas em vídeo funcionando com tecnologia do Skype, serviço adquirido pela MS no ano passado. Veja cinco razões para experimentar o Outlook.com no artigo publicitário contratado pela Microsoft.

O Google não deu motivos específicos para encerrar o Google Sync. Diz em nota que precisou tomar “decisões difíceis” e ressaltou que a sincronização continua para os aparelhos já cadastrados até 30 de janeiro do próximo ano.

Até onde me consta, o Google precisa repassar determinada importância à MS para utilizar a tecnologia de Exchange ActiveSync em seus produtos. Quando todo pode usá-la gratuitamente, é natural que a conta fique mais alta. Considere que o Google Apps continuará oferecendo o recurso e tornou-se pago. Parece-me que o gigante da internet optou por otimizar custos.

A Microsoft tem um motivo a mais para se preocupar com a ausência do EAS no Gmail. É que o Windows Phone figura entre as poucas plataformas de grande importância nas quais o Google não oferece soluções próprias para email, contato e calendários. O assunto foi resolvido no iPhone e funciona perfeitamente no Android, plataforma do buscador.

Como eu disse, isso me cheira mais a birra do que outra coisa. Em especial a resposta da Microsoft mostrando “surpresa” com a decisão. Só falta o Google explicar um tanto mais de onde veio  opção por acabar com o Sync.