A gente bem sabe que não existe “ilimitado”. Por mais que algumas operadoras de telefonia ofereçam planos faraônicos em termos de uso, algum limite há de ter. Nem que seja o limite operacional. Lembro que há alguns anos a Oi oferecia um pacote de telefonia fixa por determinado valor e uso “ilimitado”. Esse ilimitado na verdade queria dizer por volta de 30 mil minutos por mês – sem poder usá-los para fins comerciais.

Hoje quero falar com vocês sobre o aspecto financeiro dos planos ilimitados. Tem uma certa operadora de capital italiano que oferece internet móvel e pacote de SMS ilimitado por determinado valor mensal. Por exemplo, custa por volta de 30 reais no pós-pago para ter internet “ilimitada” durante o mês inteiro.

Embarcou?

Só há um pequeno detalhe: esta importância em dinheiro entra somente uma vez na conta telefônica. Acessando 20 MB ou 500 MB, custará os mesmos 30 reais. Estas são as regras do jogo e não há muito o que reclamar delas. Exceto, talvez, a ausência de outros planos dependendo do perfil do cliente. Sim, a TIM oferece somente esta opção para internet móvel e nada mais.

Eis que o consumidor decide deixar a operadora para dar dinheiro aos mexicanos (burrice!). Vai na loja da Claro, pede a portabilidade e tem a migração confirmada imediatamente, com prazo de sete dias para que o número passe a chegar no SIM novo. Muito bom. Com isso, o contrato com a operadora anterior se encerra imediatamente.

Foram poucos dias de uso do novo ciclo de pagamento. Poucos MB utilizados na navegação com a internet. Findo o contrato, geralmente o consumidor paga o residual. Ou seja, valor proporcional ao tempo que utilizou o serviço de telecomunicações. A menos que… Sim, a menos que tenha contratado o plano de internet móvel cuja “tarifa” entra somente uma vez na fatura.

Ou seja, você usou oito dias daquele serviço. Beleza, a TIM vai cobrar 8/30 do plano pós-pago escolhido por ti. Porém, cobrará os mesmos quase 30 reais pela internet, não importando o tempo de uso. Mesma coisa para o SMS: 10 reais pelo “ilimitado” envio de mensagens de texto, não importando que seu contrato tenha se encerrado.

Eu fiquei surpreso ao descobrir que teria de pagar 40 reais por um serviço que utilizei durante oito dias e nada mais. Imaginei que uma parcela boa dessa conta seria desconsiderada devido à proporcionalidade. Não, não. Eles fazem questão de cobrar pelos serviços “ilimitados”.

Não tenho dúvidas de que essa condição é inerente às regras do jogo. Deve estar no contrato que o pessoal da operadora italiana empurra aos clientes. Não tenho certeza. De qualquer forma, faço o alerta neste Tecnoblog: se for encerrar o contrato com a TIM e tiver alguns serviços “ilimitados” contratados, deixe para realizar a migração quando estiver encerrando seu ciclo de pagamento. Ao menos fará jus ao seu rico dinheirinho no serviço de telecomunicação de qualidade duvidosa dos italianos.

Você conhece situação similar em outras operadoras? Não deixe de compartilhar sua história nos comentários deste artigo.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@brunogdb
Meu plano da Oi é mais ou menos assim. A Oi ao fazer a minha portabilidade, me ofereceu por 5 reais mensais uma internet 3G de 150MB de limite, que ao cair, ia imediatamente para 150kbps, só que a Oi esquece sempre de ver quanto eu tenho de limite e fica 1MB para o resto da vida -- infelizmente o plano acabou -- e o serviço é bom, me surpreendi bastante com a Oi este ano. Já em questão de ligações, se não me engano, são 45 reais por 110 minutos, e o que vem do "ilimitado" falso é agora. A Oi me promete um pacote SMS que nos comerciais dizia ser ilimitado, mas não, é 15 reais mensais e me dá 10.000 sms mensais, que não é ilimitado. Por sorte, eu uso quase 1000 por mês porque tenho amigos que ainda não tem WhatsApp, então praticamente não há porque reclamar.
digoseco
Estou há seis meses brigando com a Claro. Como é uma história longa, seguem os tópicos: * Portabilidade TIM > Claro: Cai na história do texto na conta da TIM; * Na Claro, Plano "Ilimitado" 20 + SMS Ilimitado + Internet 2GB: O plano "ilimitado" me cobrou todas as ligações. O que era ilimitado se até as ligações de Claro para Claro foram cobradas? A internet! Passando de 2GB de uso, eles reduziriam a velocidade (que já é lenta) e poderia utilizar "ilimitado"; * Enganado, reclamei. Me prometeram desconto nas próximas faturas; * Enganado novamente, desconto não veio. Entrei na Anatel: Disseram que não conseguiam falar comigo e que mandaram uma carta que nunca chegou; * Reabri o chamado; Demorou, mas eles prometeram descontos por 12 meses; * Desconto não recebido; Reabri o chamado na Anatel; * Me prometeram o desconto para janeiro/2013 e próximos 12 meses; * Aguardando.
Felipe Dos Santos Ferreira
Clayton, a discussão aqui não é para saber se é legal ou ilegal, se tem ou não em contrato. O ponto aqui, de acordo com minha interpretação, é APENAS alertar os leitores do TB sobre a cobrança de valores integrais, mesmo que os serviços sejam oferecidos parcialmente. Um alerta para que as pessoas tenham em mente que ao assinar um contrato com a TIM não interessa quando cancelarem, vão pagar pelos "ilimitados" o valor integral. Um abraço!
Thássius Veloso
Rodrigo, pedimos desculpas pela sua frustração em tentar comentar e não conseguir. Parece que conseguimos uma boa configuração para nosso servidor. Agora podemos focar mais na experiência dos leitores. Problemas como esse estão em nossa lista de afazeres.
Yago G. Oliveira
@yagogabriell no twitter
Thássius Veloso
Exatamente, Clayton: a TIM deixa bem claro que se trata de um plano de valor pré-fixado. O que, a meu ver, não faz o menor sentido no momento de cancelar.
Rodrigo Fante
Antes de comentar, eu atualizei a página, tentei editar meu perfil(o que me era permitido), retornei e não conseguia ainda responder comentários, mesmo logado, depois de comentar 1 vez no post, agora magicamente posso responder comentários novamente. Enfim, fica mais um desabafo(já fiz vários no passado e nunca resolveram o problema), o login de vocês é muito ruim, é o único blog que comento que tenho que fazer uma macumba para conseguir enviar um comentário.
Rodrigo Fante
Esse login de vocês está horrível, estou logado, o sistema identifica o login na lateral e para responder a um comentário ele pede para efetuar o login, tento, mas sem sucesso. Vou tentar comentar aqui e ver se passa, nunca foi fácil logar aqui, normalmente retorna uma página em branco e nunca loga, quando consigo, ainda sim não funciona, complicado.
Clayton Magrin
Acredito então que você (e o amigo blogueiro) carece de informações de como funciona a plano da TIM. Na TIM quando se usa internet no pós-pago, automaticamente é tarifado o valor de 29,90, não tem essa de que usei só 3 dias, esse é o valor para 1 ou 30 dias e ponto, cabe a cada um querer usar ou não! Como será cobrado um valor proporcional de algo que tem valor pré-fixado? Esse é o valor do serviço e não tem como baixar pelo fato da pessoa não ter usado o período completo. Ir no site da operadora ninguém quer. Desculpa, mas acho que estamos falando com pessoas bem instruídas, não tem nenhum bobo aqui não.
André Terra
Se alguém quiser testar a qualidade (?) da Tim eu tenho 2 chips Tim Beta p/ doar.
Edmilson
Ayslan pensei que fosse só comigo, fiz umas 6 tentativas de login, nos comentários por que o login ali no canto estava ok, tive que deslogar e relogar, é muito trabalho para comentar, o site é perfeito, só o sistema de comentários que deixa a desejar, vamos confiar que isto irá melhorar.
Edmilson
Como raramente uso meu telefone, quando uso é essencialmente sms por que a internet não tem como, os preços da Tim me agradam, se não fosse os períodos de fora de área.
Thássius Veloso
Agradeço pela crítica, Luiz. Embora informativo, este texto não é uma reportagem. Caminha mais para o campo da crônica, do relato pessoal. Bom ver que estamos discutindo em cima da minha experiência com a TIM.
Dan Dz
o problema de telefonia aqui é culpa da Anatel. Essa Telebras disfarçada. Meia duzia de empresa de capital privado aqui dá a ilusão que é um mercado aberto, competitivo. Nada. Anatel dita as regras e segura toda e qualquer evolução e competição de mercado aqui. Só ver a absurda tarifa de inter conexão. Anatel tá na época do telegrafo. É um cabide de empregos. O consumidor já tem toda proteção do CDC. Qualquer abuso de qualquer operadora seria facilmente punido pelo MP ou até mesmo pelo mercado! Operadora ruim? Sinal ruim? Vamos pra outra! Só que essa politica e normas da Anatel fazem as operadoras serem iguais!
Luiz Augusto Z
Então, Thássius, é exatamente aí minha crítica ao seu tópico. O cerno do problema não é a TIm ou qualquer operadora se valer da regra da ANATEL, mas sim a elasticidade que a Agência dá à cobrança tarifária, praticamente anulando o dever de tabelamento. Ora, a Agência tem poder de estabelecer um preço máximo do serviço (tabelamento). Mas, se na prática ele joga esse limite máximo ao patamar estratosférico, acaba anulando o próprio tabelamento, e as operadoras fazem o que querem. Resumindo: te critiquei exatamente porque o foco deveria ter sido, desde o início, a flexibilidade dada pela agência, não o uso dessa flexibilidade por determinada operadora.
Exibir mais comentários