Início » Internet » Instagram volta atrás na mudança dos termos de serviço

Instagram volta atrás na mudança dos termos de serviço

"Nós não somos donos das suas fotos", diz cofundador do Instagram

Por
7 anos atrás

O Instagram gerou polêmica nesta semana após anunciar que mudaria seus termos de serviço a partir de janeiro de 2013. Os novos termos poderiam permitir que os anunciantes utilizassem as fotos publicadas pelos usuários sem pagar nada por isso. Após reclamações nas redes sociais, o Instagram decidiu voltar atrás: a seção que trata de anúncios foi revertida ao texto original de outubro de 2010, época em que o Instagram foi lançado.

No mesmo dia em que a notícia se espalhou, o cofundador do Instagram, Kevin Systrom, publicou uma nota dizendo que os novos termos de serviço foram “mal interpretados” e o trecho polêmico seria removido. Vários usuários já encerraram suas contas. A Reuters lembra que a revista National Geographic anunciou que deixaria de usar o Instagram devido às novas regras.

Novos termos de serviço do Instagram: tá tudo bem agora

Os novos termos de uso do Instagram não possuem mais a cláusula de utilização de fotos por anunciantes. Outro trecho polêmico do texto dizia que, se menores de idade utilizassem o Instagram, os pais estariam automaticamente concordando com os termos de serviço. Essa parte também foi removida.

“Que fique bem claro: o Instagram não tem intenção de vender suas fotos e nunca fez isso. Nós não somos donos das suas fotos — você é”, disse Systrom. Agora parece estar tudo certo: o Instagram promete que não vai comercializar as fotos do seu prato de comida, e os fotógrafos que utilizam o serviço para divulgar seu trabalho poderão ficar mais tranquilos.

Vale lembrar que apenas a seção referente aos anúncios foi revertida ao texto original. O resto continua valendo, e os novos termos de serviço entram em vigor no dia 19 de janeiro de 2013. Quem continuar usando o Instagram após esta data estará concordando com as regras, logo, aproveite para consultar os termos atualizados neste link.