Início » Telecomunicações » Rio de Janeiro, Espírito Santo e interior de São Paulo terão nono dígito até outubro

Rio de Janeiro, Espírito Santo e interior de São Paulo terão nono dígito até outubro

Medida faz parte de um processo de padronização que beneficiará todos os usuários, diz Anatel

Lucas Braga Por

Em breve, quem for ligar para algum celular do estado do Rio de Janeiro, Espírito Santo ou do interior de São Paulo deverá adicionar um 9 antes do número atual. A chegada do nono dígito é inevitável: com o enorme crescimento das ativações de linhas de celulares, a combinação de números está acabando, e o nono dígito deverá resolver isso.

Essa mudança já aconteceu na região metropolitana de São Paulo, mais especificamente no DDD 11, e a tendência é que todo o Brasil adote a medida, mesmo em áreas que não estão carentes de espaços para linhas. De acordo com a Anatel, isso faz parte de um processo de padronização que deve beneficiar todos os usuários. Confira o cronograma de mudança:

  • DDDs de São Paulo: 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18 e 19 – receberão o nono dígito no dia 25 de agosto
  • DDDs do Rio de Janeiro: 21, 22, 24 – receberão o nono dígito no dia 27 de outubro
  • DDDs do Espírito Santo: 27 e 28 – receberão o nono dígito no dia 27 de outubro
Discadores do Android, iPhone e Windows Phone com nove dígitos

Discadores do Android, iPhone e Windows Phone com nove dígitos

É sabido que em primeiro momento será difícil de acostumar com mais um número na hora da discagem. Para facilitar, será possível realizar chamadas no formato de oito dígitos por mais 40 dias após a data da migração, e antes de completar a chamada, o usuário será orientado por meio de uma mensagem de voz a colocar o nono dígito em suas próximas ligações.

Os números da telefonia móvel de novembro de 2012 mostram que o Brasil fechou com 260 milhões de acessos móveis. O estado do Rio de Janeiro registrou quase 23 milhões de linhas, enquanto o Espírito Santo registrou aproximadamente 4,5 milhões de linhas. São Paulo está na frente: são mais de 63 milhões de telefones habilitados.

Vale lembrar que o nono dígito também deverá interferir em serviços como o WhatsApp. Provavelmente o serviço seguirá o mesmo processo de São Paulo e atualizará os números automaticamente.

Com informações: Estadão.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Junior Mendes
A Vivo aqui já usa 96/97/98/99 sendo que na maioria dos outros estados se limita ao 98/99
Junior Mendes
Sou de Vitória, e realmente a densidade populacional do estado é muito grande comparado aos outros estados. Só a ilha (Vitória) tem quase 400 mil habitantes, mas tenta enfiar 400 mil numa ilhota com uma montanha enorme no meio. É muita gente pra apenas 2 DDDs; só pra exemplificar, o prefixo 96 da Vivo na área 27 que é a metropolitana tem quase mais gente já que os 98/99.
Vitor
Sim, mas poderia adiar por vários anos. Acho que valeria a pena.
ricardo
Corrigindo, o ES tendo apenas 2 DDDs, não MG.
ricardo
Não acho estranho, já que a migração começou no Sudeste e se espalha primeiro pelos estados dessa região. Além disso, a densidade populacional do ES é bem maior que a do RS e de MG, este tendo apenas 2 DDDs.
ricardo
O aumento do número de dígitos é inevitável, com ou sem linhas inativas, conforme a demanda cresce. Limpar as linhas inativas poderia adiar, mas não evitar a migração.
rodrigo28061985
Por causa destas pessoas que comentou acima que tem o nono dígito tenho um número da oi que desde que moro em são Paulo tenho o mesmo número é que as pessoas quando perdem o chip ou é roubado ao invés de regata não vai e compra outro chip
@mos_axz
Acho que boa parte desse problema é porque existem muitas linhas inativas que não são canceladas. Por exemplo, eu devo ter pelo menos uns 5 números da TIm, uns 4 da vivo, uns 2 da oi e 3 da claro. Desses todos, só uso um da vivo, o resto quebrou/perdi/ troquei de operadora/ETC. Exceto 2 chips(meu atual e um mais novo, todos os outros seriam reutilizados se cancelassem os inativos por mais de um ano. Não seria mais fácil fazer uma limpa, ao invés de adicionar novos dígitos? Porque acredito eu que NINGUÉM no mercado financeiro se importa com os dados de uma companhia de ter X clientes, sendo que o faturamento é incrivelmente inferior ao esperado.
Lucas Braga
Estado não, país. :P
Thiago Sabaia
Como SP já teve a mudança ano passado, quando ela chegar aqui no Rio de Janeiro vai ser mais tranquila, pois alguns sites e aplicativos já foram adaptados para aceitar 1 número a mais.
JoaoManoel
Agr tem fanboy até de estado? Cada criança que me aparece...
Everton Favretto
O RS tem 4 DDDs e a população está relativamente espalhada entre eles.
Leandro Amorim
Não é estranho não, na divisão que a Anatel usa eles colocam o ES junto com o RJ. Não sei explicar melhor como é essa divisão, mas já cansei de ver em manuais que vinham com os "chips". Por isso faz sentido o ES receber o nono dígito junto com o RJ, estranho seria receber antes.
Rayzer
+1
YanGM
Concordo, assim está "torto".
Exibir mais comentários