Início » Aplicativos e Software » Primeiro smartphone com Ubuntu não terá loja de aplicativos

Primeiro smartphone com Ubuntu não terá loja de aplicativos

Avatar Por
7 anos atrás

E o primeiro balde de água fria nos early adopters do Ubuntu Phone aparece: segundo a Canonical, o primeiro aparelho a ser lançado com o Ubuntu Phone não terá, inicialmente, uma loja de aplicativos. Isso mesmo, você só poderá usar os aplicativos pré-instalados no sistema.

Ubuntu rodando no Galaxy Nexus

Ubuntu rodando no Galaxy Nexus

A informação veio de Richard Collins, gerente de produtos da Canonical, em entrevista ao Engadget. Segundo ele, o primeiro smartphone com o Ubuntu, que deve ser lançado apenas em 2014, focará em usuários iniciantes e contará apenas com software pré-instalado.

"Em termos de estratégia para nosso primeiro produto direto para o mercado, a intenção não é ter uma loja cheia de aplicativos que acabaram de ser feitos disponíveis para download. Nós temos uma uma estratégia muito bem definida para uma fatia do mercado onde os usuários estão primariamente interessados em usar um pacote inicial de aplicativos"

Em outra parte da entrevista, Collins também avisa que o Ubuntu Phone não rodará aplicativos do Android e dá uma cutucada bem de leve nos desenvolvedores:

"Muitos desenvolvedores Android já usam Ubuntu em suas máquinas, e nós temos uma grande afinidade com eles. Nós pretendemos encorajá-los a fazer com que seus aplicativos Android rodem no Ubuntu, mas não vamos criar nenhum "middleware" para rodar aplicativos Android. Desenvolvedores são inteligentes e plenamente capazes de fazer seus aplicativos rodarem em nossos dispositivos."

Isso não quer dizer que os primeiros aparelhos com Ubuntu Phone nunca terão uma loja para que você possa baixar os mais diversos aplicativos. Mas sim que o foco da Canonical no momento não é esse. No momento o plano é orientar os desenvolvedores e migrar o máximo possível de aplicativos, e só então abrir uma loja.

Pode parecer estranho a ideia de um smartphone não tão "smart" assim, mas como sempre, a questão é esperar. Se o Ubuntu Phone já vier com um pacote "básico" de aplicativos, incluindo as redes sociais mais famosas, com certeza ele ainda assim acabará atingindo a maior parte dos usuários. Resta saber se eles vão querer comprar.

Mais sobre: , , ,