Início » Telecomunicações » Sistema de Alerta de Copyright entra no ar

Sistema de Alerta de Copyright entra no ar

Provedores americanos vão avisar internautas sobre infrações de direitos autorais

Avatar Por

Os cinco maiores provedores de internet dos Estados Unidos, bem como os amigos das produtoras de filme e de música, devem iniciar nesta semana o que ficou conhecido como Sistema de Alerta de Copyright. Assinantes de internet serão notificados em seis etapas sobre o download de material ilegal. A punição máxima será o bloqueio da conexão – sim, o Skavurzka ficará inacessível.

A iniciativa envolve AT&T, Cablevision, Comcast, Time Warner Cable e Verizon. É como se a Vivo, a Oi, o Net Virtua e a GVT concordassem, todas unidas, em punir os clientes que porventura chegam a filmes, músicas e aplicativos pirateados. É necessário realizar o download do arquivo para receber a notificação.

Eles estão de olho

Eles estão de olho

A coalizão chamada de Center for Copyright Information (Centro para Informações de Copyright, o CCI) prevê pelo menos seis notificações que servem para “educar” os consumidores sobre os direitos dos detentores de conteúdo. O site oficial deles fala ainda em “ensinar a prevenir a infração de direitos autorais” e fornecer informações sobre “formas legais de acessar conteúdo digital”.

Em outras palavras, querem mais vender o peixe dos grandes produtores de conteúdo. Mas é melhor não entrar nessa discussão sobre pirataria porque sempre dá pano demais para a manga.

Ainda de acordo com o site oficial, os alertas de copyright, depois de enviados, dão ao provedor o direito de temporariamente reduzir a velocidade da conexão ou redirecionar o assinante para uma página dando mais informações sobre a situação dele.

O mais curioso é que os provedores poderão ainda iniciar um programa de educação sobre direitos autorais antes de liberar novamente o acesso do consumidor. Praticamente uma reabilitação online da pirataria. Tem que cumprir o cursinho para voltar a navegar.

Empresas de conteúdo monitoram redes de P2P (o protocolo BitTorrent se destaca neste quesito) para localizar material criado por eles e detectar quais são os IPs envolvidos na troca de dados. Se a sua máquina possui um IP desses ou você se conecta a um IP pirateiro, as chances de receber o comunicado sobem bastante.

O CCI publicou o vídeo abaixo para explicar melhor como as coisas funcionam.

Ao menos os provedores oferecem uma central de auditores independentes para revisar os casos. Se o cliente se sentir prejudicado porque foi penalizado sem baixar o material ilegal, poderá recorrer a estes profissionais.

Vale lembrar que a Alemanha monitora com olho de Sauron os dados que trafegam pela rede P2P, como bem contou nossa correspondente Ana Freitas diretamente de Berlim.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Agnatos
Essa é uma das maiores besteiras que eu já li nos ultimos meses, talvez anos. Besteria gratuita e desnecessária. Sem mais pessoal. Vou baixar mais séries agora.
Thiago Pitoni
E se alguem como eu, que tem o seu leitor de CDs estragado, resolver baixar as MP3 de um album de música pelo qual eu paguei e tenho em mão o original e sua devida nota fiscal, resolver baixar, já que não posso converter as músicas pela falta de leitor de CD/dvd, tiver minha internet cortada, como farei? Eu arriscaria arrancar milhões da industria da música, por não me deixar ter acesso a algo pelo qual eu adquiri os direitos.
André
Só uma dúvida, aqui ainda está liberado correto? E existe chance disso nos afetar aqui?
devisonmirandamg
Bom me respondem se eu estiver errado, esse serviço apenas identifica o conteúdo ilegal se baixado por torrent? ou por qualquer meio relacionado a internet? Se as operadoras do brasil aceitarem isso estaremos ferrados kkkkkkkkkkkk
Vitor
E americano lê alguma coisa? Eles não tão nem aí para cultura.
viniciusghietti
Agora ferrouuu. O fods e q as coisas legais sao caras
Fabio Nunes
kkkkkkkkk...moral, o público cria meios de burlar o sistema, se o mesmo falhar, povo desiste da internet, eles vão dar mal com isso.
Edmilson
Resumindo o uso de VPN vai aumentar e as empresas de VPN vão lucrar.
Danilo A.
Eles acham que vão acabar com a pirataria... coitados ;/
Felipe Lima
acho q vai demorar um pouco para as operadoras brazucas adotarem isso.. ja q aqui eh tudo uma bagunça
Felipe Lima
so q teria q funcionar nos EUA com as leis deles. se conseguiram derrubar o Mega na NZ...
Felipe Lima
e americano baixa livros piratas?
Tiago Celestino
Acabei de ver o documentário do Pirate Bay, fiquei muito espantado como que a indústria do entretenimento ainda não viu que por mais que tentem não vão mudar o novo comportamento de consumir. Não demora muito para que isso seja algo que ocorra em todos os lugares do Mundo e vamos ver a Internet se tornar uma democracia viajada e controlada com todo rigor.
trovalds
No hemisfério norte pouca gente se usa do expediente da "pirataria" pra conteúdo digital, já que lá TV paga, Netflix e afins são baratos e oferecem bastante conteúdo, tanto em filmes como em séries e outros conteúdos. Se o Netflix fosse mais completo e rolasse as séries que eu assisto em um delay "aceitável" (1-2 semanas) eu deixaria na hora de baixar conteúdo. Mas aqui no BR o único jeito de assistir sua série preferida sem "apelar" é OU assinar TV paga (caro), que inclui um monte de canais desnecessários fora a falta de qualidade OU assinar Netflix que apesar de ser barato tem um delay enorme de conteúdo. Isso sem contar as séries que sequer chegam ao BR.
Marcelo Rocha
The piratebay poderia lançar sua propria internet, eu pagaria para ter the piratebay network....kkkkkk acho que não é tão utopico assim em ....
Exibir mais comentários