Início » Aplicativos e Software » Falcon Pro é a nova vítima do limite de 100 mil usuários da API do Twitter

Falcon Pro é a nova vítima do limite de 100 mil usuários da API do Twitter

Cliente de Twitter para Android está sendo vendido por R$ 260,19 no Google Play

Por
7 anos atrás

Mais um ótimo cliente de Twitter tem seu crescimento freado pelas novas regras de uso da API do Twitter. O Falcon Pro, um dos melhores clientes para Android, deixou de aceitar novas contas após atingir o limite de 100 mil usuários em menos de três meses. Ele ainda está disponível para compra no Google Play, mas você terá que desembolsar R$ 260,19 por um aplicativo que não vai funcionar corretamente.

Um dos melhores clientes de Twitter para Android por apenas 100 euros

Um dos melhores clientes de Twitter para Android por apenas 100 euros

O preço elevadíssimo é uma maneira de desencorajar a compra por novos usuários, que não conseguirão fazer login. Mantendo o aplicativo na Play Store, dá para distribuir atualizações normalmente para os atuais usuários do cliente e, se o Twitter afrouxar as regras de uso da API no futuro, é possível voltar ao valor normal sem muito esforço.

Essa também é a forma que o desenvolvedor Joaquim Vergès encontrou para chamar a atenção para o problema. Agora, na descrição do aplicativo, há uma breve explicação sobre o que aconteceu e um link para uma petição online para que o Twitter aumente o limite de 100 mil tokens. Se você não usa mais o Falcon Pro, a recomendação é desautorizar o aplicativo da sua conta do Twitter, para que outras pessoas possam usá-lo.

Mas se o Falcon Pro atingiu o limite de 100 mil usuários, por que o Google Play diz que o aplicativo tem apenas “entre 10 mil e 50 mil instalações”? Em entrevista ao Verge, Vergès culpa a pirataria: “Assim como acontece com qualquer aplicativo pago do Android, não é difícil encontrar o APK por aí”. Ele diz que o Google não oferece proteção suficiente para aplicativos pagos e a empresa deveria dar mais importância à questão da pirataria no Android.

Pirataria rola solta no Android

Pirataria rola solta no Android

Vale lembrar que, a partir de março, o Twitter vai impor a utilização da API 1.1, que traz uma série de limitações para clientes de terceiros. Hoje, um usuário comum pode fazer 350 requisições na API num período de uma hora; na nova versão, o limite será reduzido para apenas 15 requisições num intervalo de 15 minutos.

Vergès já está conversando com o Twitter para resolver a questão, mas não há garantias de que o Falcon Pro vai voltar a aceitar novos usuários. Enquanto isso, a solução é procurar outro cliente ou usar o aplicativo oficial do Twitter, que não sofrerá com as novas regras. Ou migrar para o App.net, concorrente do Twitter sem anúncios que ontem ganhou contas gratuitas – mas com algumas limitações, como a possibilidade de seguir apenas 40 pessoas.

Ah sim: não se esqueça de acessar esta página e revogar o acesso de todos os aplicativos que você não usa mais no Twitter para liberar tokens. Desenvolvedores e usuários agradecem.

Mais sobre: , ,