Início » Curiosidades » Como o iCloud ajudou um leitor a recuperar um iPod touch roubado

Como o iCloud ajudou um leitor a recuperar um iPod touch roubado

Lucas Braga Por
7 anos atrás

Já vimos diversos casos de equipamentos roubados e recuperados graças a serviços de rastreamento. A irmã do leitor Willian Max teve a infelicidade de ser assaltada enquanto voltava de uma papelaria para sua casa, em Belo Horizonte. Um ladrão a abordou no caminho e pediu seu celular, que na verdade era um iPod touch. Graças ao iCloud e um trabalho investigativo, foi possível recuperar o gadget.

O roubo ocorreu no dia 4 de março. Desde então, o iPod touch permaneceu desligado. Como o iPod touch não suporta rede celular, foi necessário aguardar até que o ladrão conectasse o aparelho a uma rede Wi-Fi para que o Buscar meu iPod fosse ativado. Isso aconteceu apenas no sábado (16), e Willian recebeu um email avisando que o "iPod de Breno Santos" havia sido localizado – não, esse não é o nome da irmã. Como o iPod touch não tem GPS, a localização do Buscar meu iPod não foi precisa.

Só que para o azar do ladrão (ou do comprador do produto roubado), o Compartilhamento de Fotos do iCloud estava ativado. Foram tiradas fotos de espelho em um elevador e foi possível visualizar todo esse conteúdo no computador da irmã através do iPhoto.

espertinho-ipod-roubado

As abas do Safari também foram sincronizadas. Breno Santos procurava na internet alguma solução para trocar a Apple ID do iPod touch para finalmente chamá-lo de seu. Ele apelou e enviou uma mensagem para o Willian através do iMessage fingindo ser sua irmã, pedindo a senha para poder trocar a conta.

mensagens-ipod-roubado-willian

Willian ignorou as mensagens, coletou todo o material e entregou para a polícia. Com a foto tirada no espelho do elevador foi possível identificar o prédio através do número de andares presente no elevador onde as fotos foram tiradas. Feito isso, foi confirmado com o porteiro do prédio que havia um sujeito chamado Breno Santos. A polícia procurou o responsável pelo adolescente, que mora com sua tia. O dispositivo foi devolvido.

Toda essa recuperação aconteceu graças ao esforço da polícia e, claro, da tecnologia. Aliás, essa é uma boa deixa para você ativar o upload automático de imagens e o serviço de localização no seu gadget, caso ainda não tenha feito. E se você usa Android, recomendo fortemente o aplicativo Cerberus: além de ser um rastreador, ele permite que você acione a câmera remotamente e possui inúmeras outras funções espiãs que podem ajudar a localizar seu celular depois de um furto ou roubo.

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários.