Início » Comportamento » O papa é trending

O papa é trending

"É o resultado charmoso de uma cultura secular, confrontada com a modernidade da era digital"

Avatar Por

Semana passada, pouco antes do conclave que escolheria o novo papa, critiquei no Twitter o fato da igreja católica utilizar a secular chaminé para avisar o mundo da escolha de seu líder. Em tempos em que padarias anunciam no Twitter sua próxima fornada de pãezinhos, a igreja usa… sinal de fumaça?

Mordi a língua. Pouco tempo depois, começaram a pipocar na rede comentários sobre a bendita chaminé. Reconheci seu charme. Ela não é antiquada. É hipster.

A coisa cresceu de tal forma que, da chaminé, passou-se a falar da gaivota… Outro ícone hipster, que ganhou perfil próprio. Virou uma bola de neve: nos dois dias de conclave, o futuro papa, ainda desconhecido, já era trending mundial no Twitter. Lembrei que a Igreja não estava tão defasada assim, afinal, o pontífice emérito já tuitava pela conta @pontifex. Mas eram posts bem genéricos, com mensagens aleatórias de paz e congraçamento entre povos. Posts que foram todos apagados quando ele renunciou!

Então veio à tona que o Vaticano também tinha uma conta oficial no microblog: @PCCS_VA

Mesmo assim, a praça de S. Pedro estava apinhada de fiéis aguardando a fumacinha branca. Não bastava aguardar o tuíte “habemus papam” do Vaticano – que, surpresa das surpresas, veio com emoticons!

tweet-vaticano

Sim, em 2013, não basta ver fumacinhas ao vivo ou ler tuítes. É preciso registrar o momento. Vide foto da NBCNews mostrando a Praça de S. Pedro no momento do anúncio oficial.

nbcnews

O Twitter bombou. Até empresas e produtos aproveitaram para gerar marketing.

arroz-papa

É o resultado charmoso de uma cultura secular, confrontada com a modernidade da era digital. Mas não significa que os pilares da crença católica mudarão para acompanhar a mudança na mentalidade dos fiéis que agora usam smartphones. Desculpem-me aqueles que aguardam mudanças radicais de postura daqueles aos quais vocês dedicam sua fé…

Dá para fazer um paralelo com a primavera árabe. Se as redes sociais são apontadas como uma das responsáveis pelas mudanças políticas do oriente médio, por que os nossos “#foraSarney” e “#foraRenan” não surtem efeito algum?

Fiz essa pergunta para o professor Rosental Alves durante uma palestra há algum tempinho, e ele explicou que não tem rede social no mundo que promova uma revolução sem o apoio das instituições. Não havia Facebook na época do impeachment do ex-presidente Collor, mas havia adesão em massa de universidades, OAB, UNE e tantas outras entidades. Acima de tudo, havia uma oposição política atuante.

Os católicos seguem o papa. Mas o papa não segue ninguém. O papa é trending. Mas não curte nem retuíta ninguém.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcos Tony
A igreja não é corrupta, alguns de seus membros o são. Favor não generalizar
Joao Paulo Rabelo
Só um adendo, existem outros perfis oficiais do papa em outras línguas. o @pontifex sempre posta em inglês, mas tem o @pontifex_pt em português, caso haja gente que não saiba inglês e tenha interesse
Thiago Tietze
Está claro que na questão da Primavera Árabe a Internet serviu como meio de comunicação entre pessoas para planejamento, e não protesto, certo? Protestar, tão e somente, via internet nos torna os clássicos "Revolucionários de Quarto". Isso não leva ninguém à lugar nenhum. O Máximo que se vê de um protesto iniciado pelo Twitter é: Olha só... Que Flashmob louco! Agora, porque a igreja utiliza uma chaminé pra dizer que um novo Papa foi escolhido, e porque as informações tem uma velocidade tão baixa e uma restrição tão grande? A igreja católica é, como outras, restritiva. Além de restritiva é internamente CORRUPTA e CORROMPIDA. Certas coisas realmente funcionam somente quando há a manipulação da informação, e a Igreja católica é uma delas.
portela.thiago
Mais que a política do Pão e circo, com esses "bolsa Falmília" e outros projetos que dão dinheiro às pessoas de muito baixa renda o que fica claro pra mim é que eles fazem compra de voto em massa.
Vinícius
É que brasileiro gosta dos 30 dias de férias que o governo quer dar pras escolas na época da copa do mundo. Experimenta proibir a novelinha ou o futebol! Vai ter guerra civil no Brasil ! ;) O que o Governo aplica no Brasil é a mesma politica romana do Pão e circo (Panis et circenses) que a Roma antiga aplicava na população para entreter, e assim, diminuir a insatisfação dos romanos para com o governo.
Marcos Tony
Os #forasarney nao surtem efeito porque o povo não vai às ruas, como se fez na primavera árabe. O brasileiro não sabe a força que o povo [unido] tem. Na época do Collor, foram, mas mobilizados pelo PT, que sabe fazer oposição. Atualmente, os opositores são aqueles que não sabem se dirigir às massas e por isso o Lula nada de braçada, mesmo não estando [de forma oficial] no comando do governo.